Em artigo, Edir Macedo diz que casar com mulher de raça diferente e mais velha gera dificuldades

Enviado por Gilson AS

Do GNotícias

Bispo Edir Macedo afirma que não é recomendado se casar com pessoas de “raças diferentes” ou mulheres mais velhas
 

Relacionamentos e as diferenças entre homem e mulher, idade, raça e a complexidade que os envolve foram tema de um artigo do bispo Edir Macedo para a sessão de comportamento do site da Igreja Universal do Reino de Deus.

O texto trata das diferenças de idade e “raça” entre homem e mulher, e dá recomendações explícitas sobre o que deve ou não ser feito quando o assunto é casamento. Macedo afirma que “o rapaz que deseja fazer a obra de Deus não deve se casar com uma moça que tenha idade superior à dele […]para não se deixar influenciar por ela”. O líder da Universal abre exceções para homens “suficientemente” maduros, mas ressalta que essa “diferença não deve ultrapassar dois anos”.

“Muitas pessoas não gostam quando fazemos estas colocações”, afirma Macedo. Entre os argumentos usados pelo bispo para justificar sua postura, estão a possibilidade de traição quando a esposa envelhecer ou a probabilidade de ela tornar-se “mandona” com o passar do tempo: “Para evitar este ou outros transtornos, oriundos da diferença de idade (a do marido inferior à da esposa), é preferível que não haja qualquer compromisso de casamento”.

Sobre a diferença étnica, Macedo é enfático ao afirmar que “não haveria nenhum problema para o homem de Deus se casar com uma mulher de raça diferente da dele, não fossem os problemas da discriminação que seus filhos poderão enfrentar nas sociedades racistas deste mundo louco”, e justifica sob o argumento de missões: “os pais não terão como evitar que aconteçam rejeições ou críticas por parte dos coleguinhas nas escolas nos países onde eles poderão estar pregando o Evangelho”.

Leia também:  "Devemos criar uma lei de união civil para homossexuais", diz Papa Francisco

O bispo Edir Macedo afirma que não tem opinião pessoal contrária à miscigenação, mas que a orientação para que os fiéis procurem esposas de sua “raça” visa uma melhor aceitação por sociedades estrangeiras, que não estão acostumadas com a realidade brasileira.

A igreja, diz o bispo, busca “alertar sobre esta situação não porque tenha qualquer objeção quanto ao casamento envolvendo mistura de raça ou cor. Não, muito pelo contrário! Temos vários homens de Deus casados com mulheres de raças diferentes. Não teríamos absolutamente nada a comentar a este respeito, mas temos visto este tipo de problema acontecendo com as crianças dentro das nossas igrejas, em outros países”, justifica-se.

Confira abaixo a íntegra do artigo “Homem de Deus quanto à idade e à raça”, do bispo Edir Macedo, para o site da Igreja Universal:

O rapaz que deseja fazer a Obra de Deus não deve se casar com uma moça que tenha idade superior à dele, salvo algumas exceções, como por exemplo aquele que é suficientemente maduro e experiente na vida para não se deixar influenciar por ela. Mesmo assim, a diferença não deve ultrapassar dois anos.

Muitas pessoas não gostam quando fazemos estas colocações; entretanto, temos visto que quando a mulher tem idade superior à do seu marido, ela, que por natureza já tem o instinto de ser ‘mandona”, acaba por se colocar no lugar da mãe do marido.

E o pior não é isto. A mulher normalmente envelhece mais cedo que o homem, e quando ela chega à meia-idade, o marido, por sua vez, está maduro mas não tão envelhecido quanto ela. E a experiência tem mostrado que é muito mais difícil, mas não impossível, manter a fidelidade conjugal.

Para evitar este ou outros transtornos, oriundos da diferença de idade (a do marido inferior à da esposa), é preferível que não haja qualquer compromisso de casamento. Devemos crer que Deus tem reservado para cada servo uma serva, de acordo com as suas aspirações, que por sua vez vão ao encontro das aspirações dela.

Por esta razão, não é bom que o rapaz se afobe e se case com a primeira que aparecer, só porque quer fazer a Obra de Deus e precisa de uma esposa. Não! Se ele não confia que Deus irá lhe suprir com a sua outra metade, como vai confiar que Ele fará a Sua Obra por seu intermédio?

Quanto à raça

Não haveria nenhum problema para o homem de Deus se casar com uma mulher de raça diferente da dele, não fossem os problemas da discriminação que seus filhos poderão enfrentar nas sociedades racistas deste mundo louco.

É preciso que ambos estejam conscientes quanto aos riscos de traumas ou complexos que as crianças poderão absorver durante os períodos escolares, e, a partir daí, carregarem-nos por toda a vida.

Infelizmente, os pais não terão como evitar que aconteçam rejeições ou críticas por parte dos coleguinhas nas escolas nos países onde eles poderão estar pregando o Evangelho.

O homem de Deus precisa estar sempre preparado para servir a Deus onde quer que Ele assim determine, e, assim, nem sempre estará em um país onde não haja esse tipo de situação. Portanto, é necessário que o casal examine também esta questão, antes de qualquer compromisso mais sério.

O homem de Deus não pode simplesmente dizer: “Ela tem o Espírito de Deus e eu também. Nós nos amamos e vamos nos casar”. Não! Não deve ser apenas isto! Ele tem o futuro totalmente comprometido com uma missão de extrema importância, e não pode ser limitado. É preciso que haja uma avaliação esmerada quanto aos passos no presente.

Procuramos alertar sobre esta situação não porque a Igreja Universal do Reino de Deus tenha qualquer objeção quanto ao casamento envolvendo mistura de raça ou cor. Não, muito pelo contrário!

Temos vários homens de Deus casados com mulheres de raças diferentes. Não teríamos absolutamente nada a comentar a este respeito, mas temos visto este tipo de problema acontecendo com as crianças dentro das nossas igrejas, em outros países.

Procuramos, portanto, trazer à baila esta situação a fim de evitarmos transtornos no futuro do homem de Deus e na obra que está reservada para ele.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

48 comentários

    • “ignorância letrada e

      “ignorância letrada e obscurantismo atroz é um estado de espírito de porco universal”:

      Errou, tente de novo.  Assim:

      “ignorância letrada e obscurantismo atroz é um estado”

      Sim, Pompeu, eh um estado. A maior parte dos evangelicos dos EUA eh…  advinhe.

      Preta.

      Se ele tentasse um “discurso” desses nos EUA ele seria ou processado e tocado dos EUA, ou so tocado dos EUA mesmo.

      Esperem…  pera la!

      ELE VIVE NOS EUA, nao eh mesmo?

      Tai a dica entao.  Toquem esse cara daqui.  Evangelico americano ja eh ve ne no so.  Nao precisa da ajuda dele.

      Denunciem pro governo daqui.

  1. DEUS DO CÉU

     

    O homem de Deus precisa estar sempre preparado para servir ao  Deus EDIR.

    É!!!   CADA UM TEM O DEUS QUE MERECE.

     

    A INGNORÂNCIA ATRAVANQUIA O PROGRÉSSIO.

  2. Edir Macedo é o autor

    Edir Macedo é o autor brasileiro MAIS VENDIDO NO MUNDO, segundo os jornalísticas da Rede Universal, sentados na bancada da Rede Record.

    Assim, por favor, respeitem os 500 mil de idiotas  que compraram seu livro NADA A PERDER

    • “Edir Macedo é o autor

      “Edir Macedo é o autor brasileiro MAIS VENDIDO NO MUNDO”:

      Mentira.  Paulo Coelho ja eh dono desse emprego.

    • Livro de Edir Macedo crava recorde mundial no último lançamento

      http://www.hojeemdia.com.br/noticias/livro-de-edir-macedo-crava-recorde-mundial-no-ultimo-lancamento-no-brasil-1.91615

       

      Um sábado inédito e com cenas difíceis de esquecer no Rio de Janeiro e na cidade de Nova York. Dois eventos que reuniram multidões jamais vistas em livrarias e bateram recordes históricos no lançamento do livro “Nada a Perder”.
       
      Milhares de nova-iorquinos enfrentaram o frio e a neve e formaram quilômetros de filas por mais de 18 quarteirões de Manhattan em busca de um exemplar da obra de memórias do bispo Edir Macedo. Foi um marco no mercado editorial mais importante do planeta.
       
      A famosa livraria McNally Jackson Books, um dos pontos intelectuais mais conceituados dos Estados Unidos, nunca havia recebido um movimento desse tamanho.
       
      O ex-governador da Califórnia e astro de cinema, Arnold Schwarznegger, lançou sua biografia nesta mesma livraria e vendeu apenas 200 cópias. “Nada a Perder” vendeu 72.196 exemplares, e, na versão em inglês, ganhou o título de “Nothing to Lose”.
       
      No Rio de Janeiro, o sucesso se repetiu num shopping da zona norte da cidade, região onde a Igreja Universal do Reino de Deus teve origem. Foram vendidos impressionantes 178.962 livros, superando África do Sul e Angola, cravando o novo recorde mundial no último lançamento do Brasil.
       
      Foi tanta gente que as assinaturas na livraria começaram às 10 da manhã e só terminaram na noite do sábado, sob forte calor. Um público incalculável passou pela mesa de autógrafos, numa festa que ficou na memória do povo carioca.
       
      Os obreiros e membros mais antigos da IURD receberam as primeiras cópias assinadas pelo bispo Clodomir Santos. Muitos ficaram comovidos com o reconhecimento.
       
      Em Nova York, o bispo Romualdo Panceiro representou o bispo Macedo no lançamento, adiado no sábado anterior por causa de uma forte nevasca. O livro chamou atenção da imprensa americana.

      Repercussão na imprensa internacional

       

  3. Vou arder nas profundezas do

    Vou arder nas profundezas do inferno. E meu marido, coitado, tá perdido. Eu, com cinquenta, ele, com 37!!!

  4. O bispo que proibiu o amor.

    Conquanto agora as pessoas, segundo Edir Macedo, não devem se casar com aqueles aos quais se apaixonam mas sim segundo a que seria mais interessante aos trabalhos da igreja?

    Deus não é amor, é utilitarismo.

  5. Infelizmente ele tem

    Infelizmente ele tem razão.

     

    É mais fácil relacionar com iguais do que administrar diferenças. Todavia, é um relacionamento menos rico.

     

    Respeitosamente

     

     

  6. O mundo está se

    O mundo está se naziztificando rapidamente. Já tem formador de opinião tentando proibir casamentos inter-raciais e formadora de opinião justificando linchamentos. Mein Gott!!! Serrrá que fai começarr tudo otrrra fez?

  7. Gostaria de saber o que os

    Gostaria de saber o que os pastores e “bispos” negros, e as mulheres mais antigas acham da colocação do seu líder supremo.

    Será que não podem se manisfestarem ?

    Senão serão excomungados ?

  8. À titulo de informação para

    À titulo de informação para quem não sabe.

    O Edir Macedo fez ou raspou ( não sei o nome que se dá) a cabeça no Candomblé.

    Foi no início da sua carreira religiosa quando ainda trabalhava numa grafica.

    Segundo ele declarou, foi para tomar conhecimento de como era a religião de matriz africana.

    • Macumbeiro de mão cheia. Esse

      Macumbeiro de mão cheia. Esse Sr. costumava frequentar um terreiro na ZL de SP, quando aparecia por lá, o atendimento era especial e a portas fechadas. Segundo as más línguas, é do santo até hoje. 

  9. No tocante às coisas sobre
    No tocante às coisas sobre que me escrevestes, bom é que o homem não toque mulher;
    mas por causa das fornicações, cada um tenha sua mulher, e cada uma seu marido.
    O marido pague a sua mulher o que lhe deve, e da mesma maneira a mulher ao marido.
    A mulher não tem domínio sobre o seu corpo, mas sim o marido; e da mesma forma o marido não tem domínio sobre o seu corpo, mas sim a mulher.
    Não vos defraudeis um ao outro, senão talvez de comum acordo por algum tempo, a fim de que vos dediqueis à oração e de novo vos junteis, para que não vos tente Satanás por causa da vossa incontinência.
    Mas digo isto por concessão, não como mandamento.
    Contudo desejo que todos os homens sejam como eu; porém cada um tem de Deus o seu próprio dom; um, na verdade, de um modo, outro de outro.
    Digo aos solteiros e às viúvas que lhes é bom se permanecerem assim como também eu.
    Todavia se não têm continência, casem-se; porque melhor é casar do que abrasar-se.

    1 Coríntios 7:1-9

    • Público alvo, contexto e enfoque.

      Reproduzi acima um trecho da carta de Paulo à igreja que ficava em Corinto para demonstrar  que os destinatários do tema tratado e as circunstâncias são semelhantes, isto é, Paulo, assim como Macedo, se dirigiu aos discípulos solteiros, (público alvo) para tratar da questão do casamento, visando a obra de Deus. Nessa carta, Paulo recomendou, inclusive, que bom é que o homem não case. Mas por que Paulo recomendou isso? Por causa da obra de Deus. Assim também Edir Macedo, disse o que disse por causa do serviço ou obra de Deus. Bem sabemos que o grupo cristão do qual ele é líder, está em  países africanos, europeus, asiáticos, etc. e é razoável que ele faça essas recomendações aos jovens frenquentadores de seu grupo que desejam servir nessa obra junto com suas futuras esposas ou maridos. Só os ignorantes e preconceituosos não compreendem o verdadeiro sentido dessas recomendações.

    • De idiota não tem nada.

      De fato esse cidadão não tem nada de idiota, muito pelo contrário. Ele sabe, e muito bem, fazer dinheiro. O que ele faz, segundo ele mesmo já declarou, é vender “serviços espirituais”, vide entrevista nas páginas amarelas da Veja. Onde inclusive o “homem de Deus” se declara viciado em sexo. Esse é mais um guru a se aproveitar da fragilidade das pessoas. O Deus desse cidadão é o dinheiro: “in God we trust”. Esse sujeito e seus colegas exploram as pessoas porque são falsos líderes que não temem a Deus – e não temem porque sabem que Deus não existe, o que os move é a certeza da impunidade. É por isso que Nietzsche declarava: “comer na mesma mesa que um pastor deve ser proibido, quem o fizer deverá ser excomungado da sociedade honesta. O pastor é o nosso chandala: que seja proscrito, que o deixemos morrer de fome e o joguemos em qualquer espécie de deserto”.

      [video:http://www.youtube.com/watch?v=MrHL7F8Ocw8%5D

  10. No aguardo

    Aguardo com ansiedade o edificante comentário do PHA sobre o assunto. Ou ele só tem opinião sobre os Marinho?

    É nesses casos que certos blogueiros auto-proclamados “progressistas” são apelidados por outros por “chapa branca”.

    “Chapa branca” não se destina apenas a questões governamentais. Mas a questões espinhosas que preferimos não tocar.

    Será que não valia à pena fazer uma auto-crítica da blogosfera?

    Ela já trouxe muita coisa boa e importante, com papel absolutamente relevante na eleição de 2010. O caso Bolinha-de-papel não seria o mesmo sem o papel atuante da blogosfera.

    Mas será que não há exageros em outros tantos episódios? Não estaria na hora de uma reavaliação e auto-crítica?

  11. Estupidamente e bestialmente

    Estupidamente e bestialmente um ‘classe média’ machista. Ainda bem que ele reconhece que “esse tipo de problema” – racismo/preconceito – só se observa em outros países.

  12. O alarde é contra o raciocínio feito ou por conta de quem o fez?

    Não gosto nem um pouco do Edir Macedo, acho ele um fanfarrão, enganador e na imensa maioria das vezes não concordo com ele em nada, mas, nesse caso, não vi nada de absurdo no que ele disse, exceto pelo fato de ter estipular um número matemático para diferença de idade a partir da qual poderiam surgir mais problemas futuros, como se isso pudesse ser medido de forma tão exata.

     

    Claro que quanto maiores às diferenças maiores às dificuldades num relacionamento. Contudo, depende do casal saber se tem maturidade e amor suficiente para lidar com elas. Achei mais que ele falou num tom como “não é proibido e não proibimos, mas o casal nestas situações tem que estar preparado para as dificuldades que enfrentarão”. Por mim, nada demais.

     

    Causou tanto alarde assim pelo fato disso ter saído da boca do Edir Macedo ou é porque acharam mesmo um absurdo o que ele falou? E se fosse um sociólogo que tivesse dito a mesma coisa? Soaria tão absurdo?

  13. Racismo x pedagogia da igualdade humana

    GILSON,

    Deixe a hipocrisia de lado…  Sejamos sinceros. Não fique assumindo essa posição de vítima.

    Você vive louvando direitos raciais segregados. Acha que cotas raciais é justo se impostas de forma compulsória pelo estado.  Você acredita (com sinceridade) que retirar vagas de brancos pobres para entregar a pretos pobres é uma questão de justiça. Embora isso seja apenas a pedagogia do racismo. …

    Esse, infelizmente, é o mesmo discurso do Bispo: manter brancos e pretos separados para fugir em vez de enfrentar e derrotar o racismo.

    O que diz o bispo é que em vez de se combater o racismo devemos conviver com ele. Ou seja, casais da mesma cor, geram filhos da mesma cor e portanto, ele pensa, não haverá discriminações.

    Viver separados… Dividir os humanos em raças diferentes. Conviver com o racismo: este é o discurso do Bispo e o teu também. Essa é a lógica do racismo norte-americano: iguais, mas separados (equal, but separates). Isso é o que a Kukluskan tinha por missão: manter as ´raças´ separadas.

    Esse é o mesmo discurso dos ideais racistas desde o seu nascimento no século 18.

    Os eugenistas, como Monteiro Lobato e toda a gama de intelectuais e cientistas do início do século passado, de 1900 até 1945, eram quase todos racistas e diziam que a miscigenação – que diziam ser mestiçagem – degradava a ´raça´ que a cada nova geração seria ainda mais inferior.

    Monteiro Lobato chegou a escrever um livro ´O Presidente Negro´, escrito nos anos 1930, com a pretensão de ser uma ficção científica a possibilidade de um Presidente ´Negro´ nos Estados Unidos, que, imagine meu prezado, por ser tão essencialmente racista  foi recusado pelos editores dos EUA, onde ser racista era natural, e foi a maior frustração de Lobato.

    Para ter idéia, a conclusão do livro era uma proposta científica de genocídio silencioso de todos os afro-americanos e que seria patrocinado pelo governo dos EUA.

    Ele, Monteiro Lobaro, muito pior que o Bispo que pelo menos pensa nas crianças vítimas de discriminações raciais, o intelectual brasileiro propunha no tal livro a ´solução final´ para acabar com os afro-americanos e impedir que até crianças pretas fossem geradas… Essa solução final, intelectualmente abominável, era o governo norte-americano devia patrocinar um creme de alisamento de cabelos que seria amplamente distribuidos entre os blacks. Aliás, o uso de tal alisador de cabelos seria compulsória, assim como as cotas raciais que você defende.

    O segredo pensado e proposto por MONTEIRO LOBATO é que tal produto para alisar cabelos continha uma substância química que esterilizava a homens e mulheres, e ao final de uma geração, a natureza ficava incumbida da “solução final”.

    GILSON, esqueça as lições que você aprendeu com brancos e pretos racistas, mas aprenda com os grandes pensadores que lutaram contra o racismo.

    Aprenda com FRANTZ FANON: “Numa sociedade com a cultura de raças, a presença do racista será, pois, natural.”

    Aprenda com o sonho do Dr. LUTHER KING: “O sonho que nossos filhos sejam respeitados por seu caráter e não pela cor da pele.”

    Aprenda com MALCOLM X (após a peregrinaçaão a Meca e abandonar a convicção racial) ele passou a afirmar: “Errei ao pregar a diferença e o ódio racial. Já não podemos lutar por separação nem por supremacia. Lutemos agora apenas por nossos direitos de humanos. Por nossa condição de humanos.” Por isso, MALCOLM foi assassinado por pretos racistas que o consideravam traidor da ´causa negra´.

    Aprenda com MANDELA, para quem, ninguém nasce racista. O estado é que os ensina o ódio racial. ” Ninguém nasce odiando outra pessoa pela sua cor. Eles foram ensinados a odiar. E se aprenderam, eles são humanos e podem aprender a amar.”

    Aprenda com o saudoso amigo MILTON SANTOS, que tinha muito medo dessa história de segregação de direitos em bases raciais, pois, segundo ele, nós queremos apenas ser brasileiros. Queremos ser apenas humanos.

    Portanto, meu caro, aprenda, por favor: a única pedagogia estatal para enfrentar o racismo não é a de conviver com ele conforme aconselha o bispo. A única pedagogia estatal é essa que nos foi legada por MANDIBA. É a luta para destruir as crenças raciais. É a pedagogia da unicidade humana. É a pedagogia de apenas ensinar o amor e jamais a pedagogia da diferença, da divisão, de direitos raciais.

     

    • Prezado J.Roberto Militão em

      Prezado J.Roberto Militão em respeito o que você representa para a raça, não vou lhe responder.

      Apenas algumas considerações.

      Acredite, duas coisas que não sou, apesar de você me julgar sem me conhecer.

      Hipócrita e vítima.

      Vítima jamais, até porque, para conseguir o que  conseguir e chegar onde cheguei nos meus 60 anos, se vítima fosse, eu não sairia nem de casa, num país preconceituoso e racista como o nosso.

      E mais, discordo frontalmente de alguma colocações que você faz em relação ao  negro brasileiro.

      A socieade brasileira e o negro brasileiro são únicos, devemos procurar soluções próprias, sem importar modelos que deram certos em outros países.

      É isso. No mais, fique na paz, uma boa Páscoa  extensiva à familia, sds, Gilson.

       

  14. tudo que gera rivalidade entre seguidores…

    não é obra de Deus…………………..

    procurem saber quantos casamentos esta religião já destruiu e descubram que de marido e mulher o que mais interessa são as carteiras ou as contas bancárias de cada um

    • É obra de Deus ? Sim e não.

      Por um lado, o Evangelho está sendo pregado no mundo inteiro através dos membros desse grupo cristão, ou seja, a obra de Deus, nesse sentido, está sendo feita, com a salvação de muitos que estavam perdidos no mundo; por outro lado, alguns ensinamentos que professam são deturpados, isto é, a rigor, não são ensinos de Deus, a exemplo da teologia da prosperidade.E o próprio Deus julgará cada um segundo as suas obras.

  15. Demorou demais para enganar

    Demorou demais para enganar seu fiéis, mas ele é um verdadeiro machista…as mulheres vão sair aos poucos dessa religião…putz…

     

  16. Athe um boboca como ele as

    Athe um boboca como ele as vezes acerta. Quanto ao casamento inter-racial foi comp,etamente errado,mas em relacao a idade superior da mulher acertou na mosca. Nao ha como negar, o resultado eh mesmo traicao e mandonismo.

  17. Eu, você, a Maria, o João,

    Eu, você, a Maria, o João, somos o resultados das crenças herdadas de nossos pais, que herdaram de seus pais e assim por diante. Esse vacilão, usando do poder que tem em manipular as massas, criou mais uma. A todos os seguidores deste incauto, eu deixo uma chave. Aquilo que vc mais foca, AUMENTA.

  18. Não li e não gostei

    Bom, nunca li os livros do Edir Macedo, mas tenho curiosidade de saber se o que ele escreve é literatura ou um amontoado de bobagens e mentiras sem nexo.

    Só sei de uma coisa: O  cara era pobrezinho, criou um igreja e hoje está na lista dos homens mais ricos do MUNDO.

    E o dinheiro saiu da “obra de Deus” que ele inventou, assim como os Malafaias e Valdomiros da vida. Nada muito diferente da Igreja Católia que domina o mundo com ameaças do fogo do inferno. Os padres pelo menos estudam, têm cultura, o que não faz de ninguém um ser melhor, mas faz com que saibam com mais clareza que estão mentindo para o mundo.

    Só num país sem educação onde reina a miséria e ignorância estes tipos conseguem prosperar livremente sem serem incomodados pela justiça. Portano, nada que ele diga ou faça tem meu respeito ou consideração. Quem toma dinheiro dos pobres com mentiras e falsas promessas de salvação merece CADEIA. Isto vale pra todas as religiões.

  19. O outro lado da moeda

    Apesar de todos os líderes religiosos arrecadarem FORTUNAS com falsas promessas de salvação, em países subdesenvolvidos eles têm seu valor.

    Estas igrejas ajudam muitas pessoas (em troca de dinheiro e fidelidade, claro) a saírem das drogas, do alcoolismo e até do crime. É também uma espécie de “escola”.  Ensinam muitas coisas, mesmo que seja “faça o que mando e não olha o que eu faço”. Chegam até a civilizar lugares ermos, abandonados por todos. Onde falta o Estado, eles proliferam e assumem praticamente o lugar do prefeito, governador e em alguns casos assumem até o lugar do presidente.

    Conseguem ter mais autoridade sobre as pessoas que os chefes de Estado. Como diz o ditado, é uma faca de 2 legumes. Quanto mais fraco o Estado, mais forte se tornam as religiões e seitas para o bem e para o mal.

     

  20. O medo devora a alma

    Por coincidência, eu li esse post quando acabara de rever (em DVD) o filme “O medo devora a alma”, de R.W. Fassbinder (também conhecido pela tradução do título da versão francesa “Todos os outros se chamam Ali”), que trata justamente dos dois preconceitos manifestados pelo bispo – de raça e de idade. É a estória de uma mulher alemã que se relaciona com um marroquino muito mais jovem.

    https://www.youtube.com/watch?v=-eJ0L934qTM

    Uma das formas mais sutis da manifestação do preconceito é o da linguagem. Numa das melhores cenas do filme, o personagem marroquino, “Ali” (uma forma simplificada que ele usa porque os alemães não conseguem guardar o seu nome verdadeiro) vai a uma mercearia comprar um produto (uma nova marca de margarina) e o comerciante insiste em lhe apresentar um refrigerante com um nome parecido, porque “um marroquino não poderia falar alemão melhor do que ele”. Aliás, o próprio título do filme enfatiza esse preconceito ao trazer um erro de concordância em alemão.

    Nunca no cinema o preconceito foi exposto de forma tão rigorosa e implacável, como só mesmo o gênio de Fassbinder poderia fazer.

  21. todo racialista esta a

    todo racialista esta a serviço do racismo

    e eles fazem bem mais estragos do que os proprios para quem ( mesmo negando ) prestam serviços INESTIMAVEIS

    se um racista falar na importancia da manutenção e perpetuaçao da ideia de raças , ninguem ira concordar

    porem se um imbecil racialista falar que defender raça é o mesmo que defender justiça todos irao achar algo coonstrutivo

    e assim eles vao montando a muralha de defesa do racismo

    eles sabem disso, todos ( exceto alguns casos de retardo mental onde o individuo realmente acha que esteja lutando para igualdade rs ) racialistas sao na verdade radicais que lutam pela afirmaçao racial pois tambem acreditam em separaçao de seres humanos com base nessa escrescencia

    mas nao admitem isso em publico pq sabem tambem que as pessoas ficariam escandalizadas.

    a diferença é qeu eles sao o outro lado da moeda do racismo e acham que a condiçao de descendentes de vitimas do racismo os absolve de professarem essa infamia …

  22. Ontem a RECORD mostrou Edir

    Ontem a RECORD mostrou Edir Macedo com uma barba enorme, mito branca, totalmente diferente. 

    Já havia lido essa matéria, que, pra variar, é mais um dos absurdos que esse cara prega para os incautos. O pior é que há muito incautos, milhões e milhares. Se Edir Macedo vai a uma praça pública falar suas merdas o que se vê é uma multidão sem fim a ouvi-lo, quase como se ouvisse Deus. E seu rebanho parece crescer a cada dia.

    Edir disse certa vez que ainda seria presidente da república. Acho que ele não cumpriu sua promessas, primeiro porque dá mostras de ser um baita preguiçoso, riquísismo, milionário, que vive em mansões, às custas dos dízimos dos coitados dos fiéis, e, segundo, porque alguém deve ter-lhe dito que ele não saberia falar às massas intelectuais; seria vergonhoso, talvez. Por isso, ele já tem em seu primo a pessoa que pode realizar seu sonho. Crivella está com tudo e não tá prosa; poderá ser o governador do Rio somente com os votos dos evangélicos. Para senador, embora brigado com Malafaia, fez pazes e acordos, e, com certeza, era o que faltava para aquela votaçãoe expressiva.

    Pelo andar da carruagem, não duvido que em pouco tempo tenhamos na Presidência da República um desses ditos evangélicos. Era o que nos faltava!

  23. Em tempo: tenho todo respeito

    Em tempo: tenho todo respeito do mundo pelos fiéis das várias igrejas cristãs, bem como às igrejas protestantes tradicionais. Sou contra esses malandros que se servem dos fiéis para se beneficiarem, roubando-os descaradamente. Tem Edir Macedo, tem Malafaia, tem um outro vagabundo de chapéu de couro, tem aquele casal safado que foi preso nos Estados Unidos, etc. São esses elementos que não se dão ao respeito.

  24. Ele está correto e tem razão.

    Ele está correto e tem razão. Sou mulher, mas no fundo, sei que tudo que o Bispo disse é verdade, é real, infelizmente.

  25. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome