Papa Francisco e a ascensão do anticomunismo

Sugerido por Sérgio T.

Do blog de Mauro Santayana

HABEMUS PAPAM

(JB) – Acusado por um conservador norte-americano de ser marxista, Jorge Mario Bergoglio, o Papa Francisco, negou sê-lo, mas disse que não se sentia ofendido, por ter conhecido ao longo de sua vida, muitos marxistas que eram boas pessoas.

A declaração do Papa, evitando atacar ou demonizar os marxistas, e atribuindo-lhes a condição de comuns mortais, com direito a ter sua visão de mundo e a defendê-la, é extremamente importante, no momento que estamos vivendo agora.  A ascensão irracional do anticomunismo mais obtuso e retrógrado, em todo o mundo – no Brasil, particularmente, está ficando “chic” ser de extrema direita – baseia-se em manipulação canalha, com que se tenta, por todos os meios, inverter e distorcer a história, a ponto de se estar criando uma absurda realidade paralela. 

Estabelecem-se, financiados com dinheiro da direita fundamentalista, “Museus do Comunismo”; surgem por todo mundo, como nos piores tempos da Guerra Fria, redes de organizações anticomunistas, com a desculpa de se defender a democracia; atribuem-se, alucinadamente, de forma absolutamente fantasiosa, cem milhões de mortos ao comunismo.

Busca-se associar, até do ponto de vista iconográfico, o marxismo ao nacional-socialismo, quando, se não fossem a Batalha de Stalingrado, em que os Alemães e seus aliados perderam 850 mil homens e a Batalha de Berlim, vencidas pelas tropas do Exército Vermelho – que cercaram e ocuparam a capital alemã e obrigaram Hitler a se matar, como um rato, em seu covil – a Alemanha Nazista teria tido tempo de desenvolver sua própria bomba atômica e não teria sido derrotada.

Quem compara o socialismo ao nazismo, por uma questão de semântica, se esquece que, sem a heróica resistência, o complexo industrial-militar, e o sacrifício dos povos da União Soviética – que perdeu na Segunda Guerra Mundial 30 milhões de habitantes – boa parte dos anticomunistas de hoje, incluídos católicos não arianos e sionistas, teriam virado sabão nas câmaras de gás e nos fornos crematórios de Auschwitz, Birkenau e outros campos de extermínio. 

Espalha-se, na internet – e um monte de beócios, uns por ingenuidade, outros por falta de caráter mesmo, ajudam a divulgar isso – que o Golpe Militar de 1964 – apoiado e financiado por uma nação estrangeira, os Estados Unidos – foi uma contra-revolução preventiva. O país era governado por um rico proprietário rural, João Goulart, que nunca foi comunista. Vivia-se em plena democracia, com imprensa livre e todas as garantias do estado de direito, e o povo preparava-se para reeleger Juscelino Kubitscheck Presidente da República em 1965.

1964 foi uma aliança de oportunistas. Civis que há anos almejavam chegar à Presidência da República e não tinham votos para isso, segmentos conservadores que estavam alijados dos negócios do governo e oficiais – não todos, graças a Deus – golpistas que odiavam a democracia e não admitiam viver em um país livre.  

Em um mundo em que há nações, como o Brasil, em que padres fascistas pregam abertamente, na internet e fora dela, o culto ao ódio, e a mentira da excomunhão automática de comunistas, as declarações do Papa Francisco, lembrando que os marxistas são pessoas normais, como quaisquer outras – e não são os monstros apresentados pela extrema-direita fundamentalista e revisionista sob a farsa do “marxismo cultural” – representam um apelo à razão e um alento.  Depois de anos dominada pelo conservadorismo, podemos dizer, pelo menos até agora, que Habemus Papam, com a clareza da fumaça branca saindo, na Praça de São Pedro, em dia de conclave, das veneráveis chaminés do Vaticano.Um Papa maiúsculo, preparado para fortalecer a Igreja, com o equilíbrio e o exemplo do Evangelho, e a inteligência, o sorriso, a determinação e a energia de um Pastor que merece ser amado e admirado pelo seu rebanho. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

54 comentários

  1. Mais seis meses…

    E é bom ressaltar que quando as bombas V-2 ficaram prontas, a Alemanha já estava derrotada. Se não fosse o inverno russo e a luta encarniçada dos comunistas em Leningrado, que resistiram e evitaram a ocupação, derrotando o exército nazista, as bombas V-2 teriam ganho a guerra. Londres não tinha como parar aquelas terríveis máquinas voadoras teleguiadas. Graças aos comunistas, a liberdade no planeta foi conquistada, caso contrário, até hoje, quem não tivesse olhos azuis  e pele bem clara seria trucidado. México, América Central e América do Sul, [Africa e Ásia seriam um deserto de pessoas. Quem não estivesse no figurino, teria de viver como ratos, escondidos em buracos.

    • A derrota no front oriental

      A derrota no front oriental abreviou a guerra, sem dúvida, mas a derrota do nazismo era inevitável. A Alemanha já não foi capaz de defender a costa francesa no dia D da investida dos aliados. Não tinham mais recursos materiais nem humanos para fazer frente aos Estados Unidos, mais poderosos, mais ricos, mais populosos.  E que batiam à sua porta, enquanto as grandes cidades dos EUA estavam completamente fora do al. Destruir Londres não impediria que fossem esmagados pelos EUA.

      E, cá entre nós, Stálin estava defecando e andando para a liberdade do mundo. Quem despreza a liberdade do seu próprio povo, vai se preocupar com a liberdade de outros? Se dependesse do carniceiro da Geórgia, a Europa inteira teria caído perante Hitler.

      • A derrota no front oriental

        RVeiga, formular explicações e expressar posições sem conhecimento de causa, como no seu post, evidencia imbecilidade!….Andítoto: estudar!….

  2. Seria engraçado – mas tenho

    Seria engraçado – mas tenho uma preguiiiça de procurar – saber o que o tal Olavo de Carvalho teria a dizer sobre o que o Papa disse. Rsrs, seria o próprio papa um agente do comunismo internacional? Pra ele imprensa brasileira o é; a fundação ford e o new york times são organizações antiamericanas (Obama então…); e Einstein é muito suspeito com a tal teoria da relatividade dele…

    Para ele os comunistas têm lugar reservado no inferno por procurar compreender leis e estruturas do processo histórico. Ele lembra que o jesus respondeu a alguém o tempo só a deus pertence logo os comunas são o mal.

    • Que tal isto?

      “O esforço intenso que esse Papa desempenha em lisonjear os inimigos e escandalizar os católicos não parece deixar margem a dúvidas sobre quem é ele e quais as suas intenções.”

          • Haha,
            nem sei se agradeço a

            Haha,

            nem sei se agradeço a lisonja – agradeço, sim – a presteza da resposta…

            E achei engraçado (a resposta e a importrância dada). Não me senti “em pecado” , haha!

            Valeu!

  3. A esquerda adora misturar as coisas…

    Fato: A URSS, ou melhor, o povo russo*, foi o maior responsável pela derrota dos nazistas.

    Fato: Excluíndo-se o racismo quase inexistem diferenças substantivas entre o comunismo e o nazismo.

    Fato: O número de mortos atribuídos ao comunismo inclui as vítimas dos planos governamentais baseados na ideologia e impostos à força, como a coletivização da agricultura, na URSS,  o grande salto para a frente e a revolução cultural, ambos na China.

    Fato: Marxistas como os irmãos Castro, Pol Pot, Mao, Stalin, Lenin, Trotsky, Che Guevara, Ceaucescu e muitos outros não são normais como as pessoas normais, são pelo menos sociopatas, mas em geral psicopatas.

    Boato: Mauro Santayana era um dos jornalistas brasileiros na folha de pagamentos da KGB.

    Curiosidade: A mais patriótica das canções da antiga URSS (Священная война – Sviashchennaia vojna / The Sacred War / A Guerra Sagrada) não cita uma única vez a palavra comunismo, o partido comunista ou o nome dos iluminados líderes, nem mesmo o de Stalin que era o tirano do momento. Fala em: grande país que se levanta, guerra nacional guerra sagrada, mãe pátria, nossos imensos campos e etc. Por quê será?

        • Rapidinho…

          Rapidinho? Você trata um astrólogo como filósofo…

          Rapidinho? O comunismo se assemelha mais ao anarco-capitalismo, só há uma troca de qual classe vai acabar com o Estado… O nazismo é uno e outra coisa… Leia algum autor que preste, cabeção!

          Rapidinho? Você é mais psicopata do que Fidel…

          E encheu…

          • Só rindo…

            Não trato astrólogo como filósofo, filosofia também é do departamento de ociologia… o Olavo é um contraponto aos Santayanas por exemplo…

            Não sabia que o marxismo e uma ou outra vertente do anarquismo eram semelhantes… o comunismo marxista-XXXXista e o anarquismo são excludentes. 

            A ditadura do proletariado e o regime nazista não utilizavam as mesmas ferramentas de dominação do povo? 

            P.S. Faltou os dados para derrubarem os meus fatos…

             

          • Dados e fatos

            Olha Rebolla você fez afirmações de fatos lidos em sítios direitistas, e sem dados fora deles que os corroborem… Então me indique uma universidade laica, pode ser qual você quiser, que diga que nazismo e comunismo sejam iguais (e você sabe que eu não sou comunista), ou um estudo psicológico aceito na comunidade científica, que prove que Fidel Castro é um psicopata. Só Olavo de Carvalho e alguns bobos dizem isso… Para Rebolla! Papel aceita tudo, aceita o Kamel dizendo que não somos racistas, que o Fidel tem 800 milhões de dólares (o que o torna um trouxa, pois não gasta), alguns livros didáticos insistem em classificar o 11 de Setembro como o maior ataque terrorista de todos os tempos, e por aí vai…

             

            Agora encheu mesmo! Coloquei esse texto lá no Fora de Pauta porque achava que se fôsse “upado” ia gerar debates sobre doutrina cristã, liberação de costumes, e claro, a posição da igreja frente a pobreza e riqueza, frente a tipos de governo atuais e suas economias. Mas houve a invasão das “antas jurássicas” e o debate descambou para alegações da guerra fria… Fui!

          • Eu não disse que são iguais…

            …mas que são semelhantes.

            A grande diferença entre eles é o racismo, fora isto você encontrará divergências tênues na economia, como a planificação econômica soviética e a economia de comando nazista. Ambas não deixavam que o mercado regulasse. Num post aqui no Nassif há algum tempo alguém citou as privatizações alemãs na década de mil novecentos e trinta como exemplo de um suposto liberalismo, coisa que nada teve a ver com o que ocorreu na realidade. Por exemplo: os serviços públicos privatizados (os que agora são concedidos) acabaram controlados por organizações ligadas aos próprios nacionais socialistas dos trabalhadores alemães. Enquanto na URSS uma nova classe de dirigentes ligada ao partido substituiu os antigos proprietários e passou a ter um padrão de vida muito superior ao dos operários e camponeses, na Alemanha nazista os proprietários que aceitaram o comando do partido fora mantidos com a posse do empreendimento, quem recusou foi esbulhado e a empresa cedida a outro. Nos dois casos as decisões governamentais se impunham sobre os que gerenciavam.

            Saindo da economia veremos que os efeitos diretos sobre os cidadãos, que aliás perderam esta condição, não foram semelhantes mas idênticos: Estado policial e abolição dos direitos e garantias individuais.

            P.S.1. Sobre a visão pobreza/riqueza basta você consultar a doutrina social da Igreja, formulada desde o século XIX.

            P.S.2. A Igreja Católica sobrevive há 2.000 anos por manter a sua doutrina afastada das decisões seculares dos momentos históricos, aderisse a eles já teria sido extinta.

          • Sobre sociopatas e psicopatas…

            Inflexibilidade, falta de empatia para com os que são vitimados por seus atos, egocentrismo, carisma, autoconfiança, etc., enfim os requisitos para se tornar um líder. Todos os “líderes” de regimes autoritários e boa parte dos “democráticos” apenas não são diagnosticados pois cometem seus crimes em larga escala, fogem da pequena escala dos criminosos comuns.

             

    •  
      Creio que este vestival de

       

      Creio que este vestival de asneiras trate-se de malajambrada brincadeira. Não é factivel, um ser pensante, comparar comunismo com nazismo. Do mesmo modo que tal asnice não pode ocorrer, ou, tomar forma, num cerebro transportado por um bípede, aquele ser especializado em movimentar-se sobre dois pés.

      Atenção! não me refiro aos quadrúpedes. Aqueles que relincham e trotam sobre quatro patas.

       

      Orlando

      • Varêda ou a quem o suceda

        Tem gente que desconhece

        tudo além da doutrinação

        então fenece e emburrece

        transforma-se em aberração

         

        Torna-se incapaz de analisar

        tudo que não seja tatibitate

        Incapaz  sequer de pensar

        agride e foge do debate

         

         

         

         

         

         

  4. Reconhecimento

    Costumo dizer que a ICAR forma seus críticos mais tenazes, e eu como ex aluno marista me enquadro à perfeição nesta definição. Coloquei o texto do Santayana por concordar com a visão de que a eleição de Francisco é um retorno, ainda que tímido, à tentativa de se fazer uma ICAR mais moderna, mais “antenada” com o século XXI, tanto com as necessidades espirituais dos fiéis, quanto com as suas necessidades mais terrenas e práticas de um mundo que a muito ultrapassou a lógica de gente que achava que a terra era chata e que o conhecimento advém de um pecado. Sem falar na liberação dos costumes e a elevação da mulher a categoria de ser pensante e com direitos iguais ao homem*…

    Os dois últimos papas, o polonês tacanho e o alemão carreirista, muito chegados a dar mais força para dogmas do Velho Testamento do que espelhar a doutina de Jesus Cristo, contribuíram demais para o encolhimento do “rebanho influenciável”, e geraram também um “encolhimento” no sentido do lucro econômico, provocado pelo atraso intelectual de doutrinas antiquadas, principalmente no breque da teologia pró pobres, e na modernização dos costumes sociais e sexuais. Acredito mesmo que estas ações ameaçavam a própria continuidade do poder terreno da ICAR (mas posso estar errado). Nesta lógica, Francisco é uma brisa úmida no meio de um deserto que parecia não ter fim.

    Um abraço.

    *Uns “exemplinhos” sobre a moralidade na Bíblia:

    Coríntios 11, 7: O homem, pois, não deve cobrir a cabeça, porque é a imagem e glória de Deus, mas a mulher é a glória do homem.

    Coríntios 11, 8: O homem não foi tirado da mulher, mas a mulher do homem.

    Coríntios 11, 34-35: As vossas mulheres estejam caladas nas igrejas; porque não lhes é permitido falar; mas estejam sujeitas, como também ordena a lei. E, se querem aprender alguma coisa, interroguem em casa a seus próprios maridos; porque é vergonhoso que as mulheres falem na igreja.

    Colossenses 3, 18: Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor.

    Timoteo 2, 11-12: A mulher aprenda em silêncio, com toda a submissão. E não permito que a mulher ensine, nem exerça autoridade de homem; esteja, porém, em silêncio.

    “Deuteronômio 22:5 Não haverá traje de homem na mulher, e nem vestirá o homem roupa de mulher; porque, qualquer que faz isto, abominação é ao SENHOR teu Deus.”

     

    Aqui um quadrinho mais fiel e moderno, que cutuca certas “liberalidades” tomadas por certa elite econômica com a doutrina de Cristo, muito em moda nos EUA.

     

    Traduzido pois sou educado: “JESUS FOI UM REVOLUCIONÁRIO RADICAL, NÃO-VIOLENTO, que andava com prostitutas, leprosos e bandidos. Não era estadunidense, nunca falou inglês, foi anti-riqueza, avesso à pena de morte, e contra orar em público, mas nunca foi anti-gay, jamais mencionou aborto nem controle de natalidade. Nunca chamou o pobre de preguiçoso, não defendeu a tortura, não lutou por reduzir impostos dos nazarenos mais ricos, nunca cobrou para atender leprosos. Foi um judeu de cabelos longos, pele morena, sem teto, um organizador comunitário que se opunha ao apedrejamento de prostitutas”.

      • Blá blá blá

        Rebolha, prove que eu pus algo que não seja da “doutrina” da Bíblia. E sim, eu mostro o que interessa para basear meus argumentos, enquanto você tenta esconder a verdade e reescrever a história só porque é um garotinho atormentado… Oh oh oh feliz natal!

        • Vamos lá…

          Embora não seja de total igualdade entre os sexos (gênero é coisa de gay):

          “Quem se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher estará cometendo adultério, e o homem que se casar com uma mulher divorciada estará cometendo adultério. 
          Lucas 16:18

          A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido. Da mesma forma, o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher. 

          1 Coríntios 7:4

          No Senhor, todavia, a mulher não é independente do homem nem o homem independente da mulher. 
          1 Coríntios 11:11

          Não há judeu nem grego, escravo nem livre, homem nem mulher; pois todos são um em Cristo Jesus. 
          Gálatas 3:28

          Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela 
          Efésios 5:25

          Da mesma forma, os maridos devem amar cada um a sua mulher como a seu próprio corpo. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. 
          Efésios 5:28

          Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a você mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito. 
          Efésios 5:33

          Maridos, ame cada um a sua mulher e não a tratem com amargura. 
          Colossenses 3:19

          Aborto, o homem já é considerado como tal ainda no ventre materno, então o embrião ou feto já é sujeito do “Não matarás. Êxodo 20:13:

          “Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi; antes de você nascer, eu o separei e o designei profeta às nações”. 
          Jeremias 1:5

          o nosso gado dará suas crias; não haverá praga alguma nem aborto. Não haverá gritos de aflição em nossas ruas. 
          Salmos 144:14

           

           

           

           

          • Meu Jisuis!

            Caraca Rebolla, esse papo tá muito louco! Eu pus aqueles escritos para reforçar uma argumentação anti bíblica minha, eu não pus TUDO com o que não concordo! O que você pôs só serve para me dar mais razão para ser contra a ICAR, e por consequencia o Papa… Apenas o acho mais liberal do que os anteriores.

            Putz, mas agora eu já entedi… Você me leu e interpretou que eu virei um católico? KKKKK…

            Cara, a afirmação de ele ser um oásis, foi endereçada aos católicos, não a mim… O efeito civilizatório que ele traz sobre a evolução dos costumes na sociedade para mim é marginal… 

            Releia o que escrevi… Ou melhor, você já me lê aqui a anos, ainda não sacou qual é a MINHA doutrina? Ou tá jogando prá platéia neófita? Patético!

          • De novo…

            A sua abordagem foi para demonstrar que o conservadorismo do Cristiano e por extensão do catolicismo devem ser combatidos. Creio que foi você que não me entendeu. 

            Sobre as mulheres: você listou apenas versículos considerados misóginos atualmente, mas como você pôde ver nos que repliquei, para autores de dois milênios atrás, a relação homem x mulher segundo os preceitos bíblicos era na época mais avançada que a observada nas civilizações mediterrâneas. Tanto é que no império romano a conversão das mulheres, inclusive da classe dos patrícios, foi um dos principais fatores para a disseminação desta religião.

            Sobre efeminados/gays: o Velho Testamento realmente é draconiano em relação aos homossexuais. Os seus registros escritos datam de uns 2.500 anos e reproduzem tradições ainda mais antigas. Mesmo nas outras sociedades da época, como a grega e a romana, apesar de toda a distorção produzida nas últimas décadas para tentar demonstrar que eram livres de tabus religiosos se você pesquisar verá que o polo passivo das relações “homoeróticas” não eram bem vistos, ou melhor, eram discriminados.

            Quanto ao texto que você traduziu, acredito que embora tenha estudado num colégio Marista nunca teve conhecimento disto:

             “Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas, não vim para revogar, vim para cumprir. Porque em verdade vos digo, até que o céu e a terra passem, nem um i ou um til jamais passará da Lei, até que tudo se cumpra.” Mateus 5:17

          • E daí…

            E daí Rebolla? Se você tivesse me entendido antes não teria escrito o que escreveu…

            Quanto a citações bíblicas, fica óbvio que o texto em inglês não tem nada a ver com a Bíblia, mas tem a ver com a vida, é uma provocação. Já quanto ao texto de Mateus, eu o conheço (embora já tinha esquecido), e eu cago e ando prá ele… E daí? Tive onze anos de aula de religião, e não cito Bíblia de cabeça, acabei de ler o primeiro livro de Lira Neto sobre Getúlio e não o cito de cabeça… E daí? 

          • Entendi o seu comentário original…

            …apenas iniciei o confronto utilizando a mesma fonte que você.

            Tinha outros pontos, mas considerei desnecessário, tendo em vista que são deturpações tão grandes que qualquer pessoa medianamente informada deve ter a obrigação de saber que não procedem. A tal da Terra plana, por exemplo, vai me dizer que você não sabia que a Igreja Católica adotou o sistema de Ptolomeu no logo no seu início? Para os católicos a Terra nunca foi plana…

             

          • Pergunta!

            Tio Rebolla!]Explica pra mim esta passagem?

            Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela 
            Efésios 5:25

            – Como é que é esta estória de que Cristo amou a igreja e se entregou por ela (acho que tem caroço neste angú!!!!) se esse meu irmão que fez 2013 anos ( deixando as controvérsias de lado…), nunca disse nadica de nada sobre igreja que aliás nem existia?

          • Consulte a origem do termo igreja…

            …a resposta estará lá. Não está se falando de uma denominação específica, como o idioma original do novo testamento é o grego…

          • Deixa eu me meter na

            Deixa eu me meter na conversa…

            Evangelho (Mateus 16,13-19)

            Naquele tempo, 16 13 chegando ao território de Cesaréia de Filipe, Jesus perguntou a seus discípulos: “No dizer do povo, quem é o Filho do Homem?”
            14 Responderam: “Uns dizem que é João Batista; outros, Elias; outros, Jeremias ou um dos profetas”.
            15 Disse-lhes Jesus: “E vós quem dizeis que eu sou?”
            16 Simão Pedro respondeu: “Tu és o Cristo, o Filho de Deus vivo!”
            17 Jesus então lhe disse: “Feliz és, Simão, filho de Jonas, porque não foi a carne nem o sangue que te revelou isto, mas meu Pai que está nos céus.
            18 E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.
            19 Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus”.

            Pedro, o primeiro Papa,  tambem conhecido como Simao, o pescador, (Simao, apartir de hoje vc sera um pescador de almas), braco direito de Jesus Cristo e que o negou por 3 vezes durante o martirio do Cristo

  5. Nada mais Olavo de Carvalho do que isso! Cruz credo!

    Putz! Associação do marxismo ao nacional-socialismo, “marxismo cultural”, e Golpe Militar de 1964 como uma contra-revolução preventiva nada mais Olavo de Carvalho do que isso! Cruz credo! Enquanto isso Lobão e Gentili ajudam a amplificar todo esse besteirol direitista. Vou te contar, as vezes, desanima, viu! Convivo no trabalho com um “Olavete” e é duro, muito duro ouvir tanta asneira por mais educado que eu procure ser! Estou inclusive aceitando sugestões de como lidar com essas “figuras”. Cartas para redação! Hehehe! E aquele lixo que insistem em chamar de “livro” intitulado “O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota” entre os mais vendidos das livrarias…É o fim da picada!

    • Faça o seguinte…

      …ao invés de ficar desanimado reúna os dados e os fatos que você considera corretos, feito isto apresente-os para o “olavete”… caso ele não os consiga refutar você venceu… esta é uma sugestão para lidar com essa figura… o resultado final pode ser:

      A) Ele se converte aos dogmas do vermelhismo.

      B) Após tomar conhecimento de coisas que você desconhecia quem se converte é você!

  6. Comunismo

    O meios de comunicação brasileiros insistentemente associam comunismo a ditadura e capitalismo a democracia.

    É continuando a mentir que fabricam coxinhas.

      • Êpa

        Êpa Veiga, não sei se te entendi bem, mas a “ditadura do proletariado” seria apenas uma fase da passagem para o comunismo, inclusive com o consequente fim do Estado… Viveríamos então numa espécie de paraíso onde um homem trabalharia de manhã para todos e a tarde para si, e todos seríamos conscientes e bonzinhos…

        Marx foi fantástico ao analisar as contradições capitalistas, mas o “remedinho” que ele recomendou… Argh!

        Em minha opinião fica claro que o Estado não deve se meter com a liberdade do indivíduo, sempre parcial enquanto vivermos em sociedade, mas ele é uma evolução na história humana, sem seu poder “nivelador ” dos interesses e vantagens hereditárias, não há sociedade minimamente digna.

        Um abraço. 

        • Qual seria a acepção de

          Qual seria a acepção de “ditadura” no discurso marxista, deixo para quem tem tempo e disposição para isso discutir. Acho que a maioria das pessoas tem coisa muito melhor pra fazer, eu incluso. O fato é que Marx defendeu a violência revolucionária desde o início e por toda a sua vida, é parte integrante da sua obra e não algo estranho a ela, coisa de Lênin, Mao e outros seguidores. Tá lá, no Manifesto. Estranho perceber que tantas pessoas vejam a violência constante, permanente, dos regimes socialistas contra tudo o que possa ser considerado dissidência como um desvio do marxismo, quando a violência é desde o início vista com a única forma de, primeiro, promover a revoluçaõ e, depois, conter a reação à revolução. Mas Cristo também veio trazer a espada, não tá lá no Apocalipse? Mas há quem jure que os que vieram depois deturparam seus ensinamentos. Mas vai discutir com crente…

  7. Contraponto forçado?

    Se for apenas para fazer contraponto ao texto “forçado” do Marcelo Hailer e a socióloga, em relação à onda global de nazismo, devo comentar que este texto ficou tão forçado quanto.

  8. > (…) por ter conhecido ao

    > (…) por ter conhecido ao longo de sua vida, muitos marxistas que eram boas pessoas. (…)

    Certamente. Eu já fui comuna até a medula, e acredito nunca ter deixao de ser boa pessoa.

  9. Que o nazi-fascismo tomou

    Que o nazi-fascismo tomou conta da velha mídia,para mim não é nenhuma novidade, há muito tempo.Talvez a novidade foi a adesão da Folha nos últimos meses.No ínicio do julgamento do chamado mensalão e no seu decorrer,se duvidas haviam,se dissiparam.O circo,com a Globo a frente, foi todo armado com o Supremo captaneado por Joaquim Barbosa, a frente.O golpe paraguaio estava desenhado,só um tolo não percebeu.Não tenho dúvidas que a maioria do Supremo estava no Golpe,para minha surpresa Celso Melo em tarde memoravel impediu o desfecho.A direita já sabe que só um golpe apea o PT do poder.Não é a toa que Elio Gaspari solta o bordão”vem para rua você também”.De novidade foi a descoberta que o Sr.Gaspari é um  golpista.Malandro eu já sabia que ele era a muito tempo.Para ser justo,eu e o falecido Senador ACM.

  10. Resgate do cristianismo autêntico

    Se olharmos para a vida de Jesus, para seus apóstolos, veremos que o Papa Francisco está dando apenas um pequeno e tímido passo em direção ao resgate do cristianismo.

    Acho esse o melhor Papa dos últimos 40 anos, talvez dos últimos cem anos.

    Será que a opção por um cristianismo voltado para o amor ao próximo – ao invés do “cristianismo” do ódio – conseguirá resgatar a Igreja Católica da decadência em que se encontra?

    ________________________

    PS.: sobre marxismo e ateísmo: segundo historiadores, Engels (marxista) fez um emocionado discuso no funeral de Marx, e terminou dizendo: “que Deus o tenha!”

    Acho que a objeção do marxismo é quanto às religiões organizadas, os intermediários entre o ser humano e a divindade. Eu compartilho dessas objeções. Entre a divindade e eu, não quero intermediários, sejam eles padres, gurus, pais-de-santos, rabinos ou pastores.

  11. Trabalho árduo

    O Chiquinho está tentando tirar a ICAR do buraco onde o Jotapê a colocou com a ajuda do Bentão, seu sucessor.

    Esse infeliz foi colocado lá com a missão de acabar com comunismo no leste europeu, acabar com o marxismo onde ele existisse e com todo e qualquer resquício de comunitarismo dentro da ICAR,  através da Teologia da Libertação. Só que o tiro saiu pela culatra, porque se é prá ficar rico, o povo preferiu a Teologia da Prosperidade e deu banana prá ICAR.  E os mais espirituosos, encontraram abrigo no Islã, que é a religião que mais cresce no ocidente.

     

     

  12. Papa Francisco e a ascensão do anticomunismo

    Apesar de professar outra fé que não a Católica, confesso que as atitudes do Papa quando comenta situações que continuam como tabus na Igreja Católica me surpreedem de forma positiva. Lembro-me da perseguição dentro da Igreja romana aos padres e religiosos que abraçaram a Teologia da Prosperidade por Papas de então, quando a opção pelos pobres já havia sido feita pelo próprio Cristo quando Ele esteve entre nós na sua forma humana (os ricos O rejeitaram). Papa Francisco, com suas corajosas atitudes aniquila o pensamento dos modernos fariseus. Se ter a visão do mundo que o Papa Francisco tem é ser marxista ou comunista, eu também sou. 

  13. A direita e seu império

    A direita e seu império sempre precisarão de um inimigo, para desviar a atenção e facilitar a exploração a que submetem os povos do terceiro mundo. Como o terrorismo já está ficando meio desgastado como arqui-inimigo, há que se ressucitar o comunismo, cujo atestado de óbito já tinha sido dado há muito tempo. 

  14. Papa

    O Papa Francisco comunista ? Bobagem. A atuação de Bergoglio até agora foi digna, não lembra nem um pouco os crimes do Estalinismo, ou de Pol Pot, e por outro lado, não repete a pregação atroz da velha e criminosa Igreja que matou, torturou, queimou durante séculos. Os miilhões de vidas que a Igreja contribuiu para exterminar na infame “conquista”  do “Novo Mundo”, o assassinato de civilizações inteiras em nome de uma pregação espúria, não são sua culpa. Aquilo foi a própria negação do verdadeiro ensinamento do Cristo. Entendo que é sobre isso que se trata, trazer a Igreja, ou o que resta dela,  para defender aqueles que Jesus um dia defendeu. Ainda há tempo ! Por enquanto este Papa não me decepcionou. É claro que os saudosos do “Santo Ofício” estão odiando. Adoram sangue derramado.

  15. Belo artigo!…

    Parabéns ao Papa pelas declarações!…Lendo alguns comentários me veio a cabeça o velho e bom Jackson do Pandeiro: “UM B com A,,,BEABÁ…UM B com E…BEEBÉ,…UM B com I…BEIBI…UM B com O…BEOBÓ….ORA VAMO ESTUDAR QUE É MELHOR!……

  16. Não tenho nada contra Papa

    Não tenho nada contra Papa Francisco, ao contrário. Não sei se será tão popular como João XXIII ou Paulo VI, ou promissor como João Paulo I. 

    Mas bem mais interessante que João Paulo II ou Bento XVI, é.

  17. Rveiga

    Nassif, me desculpe, não me contive e nem dava ou dá; esse sujeito assinado RVeiga, é um imbecil!…

  18. A disputa política está em

    A disputa política está em todos os lugares/momentos.

    Em tese, qualquer religião está do lado dos ricos.

    O que aconteceu foi que o novo papa (lider de uma instituição representante dos ricos) fala e faz algumas coisas “fora dos padrões” e na disputa, não foi perdoado por grupos mais “radicais”.

    Mauro Santaynna usou este caso apenas como metáfora, pois está muito além do nosso tempo.

  19. Da Página do MST

     

    Confira o manifesto de diversas organizações sociais do mundo denunciando o ataque que o Papa Francisco tem sofrido do poder econômico mundial, devido a sua aproximação com os movimentos sociais, suas críticas ao sistema capitalista e seus projetos de mudanças da Igreja Católica.

     

     O Poder Econômico ataca o Papa Francisco, os trabalhadores o defendem!

    O Papa Francisco vem desde a sua eleição dizendo que quer mudanças. Mudanças na igreja, mudança na postura dos cristãos e mudanças na forma de atuação da economia capitalista excludente e concentradora, que gera muitos problemas sociais e de exclusão no mundo.

    Deu provas de coerência na sua posição pessoal sobre mudanças no Vaticano e com a publicação de sua “exortação apostólica”, onde condena o falso deus do mercado financeiro e o capital a serviço de uma elite global.

    Foi o suficiente para o poder econômico mundial, com seus banqueiros, corporações transnacionais, o agronegócio, diplomatas e porta-vozes na imprensa mundial, iniciarem uma campanha mundial de “ridicularização do Papa”.

    Nós, movimentos sociais e populares repudiamos os constantes ataques ao Papa Francisco dos centros de poder mundial por meio de seu monopólio midiático, destinados a desprestigiar quem ousou levantar a voz contra a economia de exclusão imposta à custa de infinitos sofrimentos, à destruição da natureza e a perda de milhões de vidas.

    Leia mais:
    Papa Francisco se junta aos movimentos sociais 

    Os conservadores, que nunca querem mudar nada, auto-intitulados guardiães da ortodoxia e que reduzem a religião a um manual de “moralidade”, tremem com a simples possibilidade de que a Igreja some a sua voz aos oprimidos da terra para denunciar a injustiça do capitalismo. Esses conservadores nada conservam mais do que seus próprios privilégios e nem têm outra fé que a adoração a seu deus: o dinheiro.

    Em particular, repudiamos a campanha montado pela direita norteamericana agrupada no chamado Tea Party e CNN. Exemplo de hipocrisia moderno, com líderes que impõem aos outros pautas moralistas que não cumprem em suas próprias vidas, a organização expressa a posição do capital global, concentrado num punhado de bancos e corporações multinacionais.

    O Papa Francisco, em poucos meses, tem despertado amor e esperança para milhões de homens e mulheres, católicos ou não, que sonham com um mundo melhor. É natural que sua crítica à globalização capitalista irrite aqueles que detêm o poder econômico. Por outro lado, os povos do mundo, em especial os trabalhadores, os pobres e os excluídos, sentimos que temos encontrado uma nova referência moral para lutar por justiça social.

    Por esta razão, expressamos a nossa solidariedade a Francisco frente a essa feroz campanha do Império, e esperamos que continue com suas denuncias, seus gestos e sua mensagem a caminho de uma sociedade de irmãos, sem excluídos ou humilhados. 
     
    América Latina, dezembro de 2013.

    Adesões:

    Asociación Civil Huellas de Esperanza, Pto. Iguazú, Misiones (Argentina)
    Asociación de Recicladores de Colombia (Colombia)
    ATC – Asociacion de Trabajadores del Campo – Nicaragua
    Barrios Unidos y Organizados por el Habitat  (Argentina)
    CLOC/Coordinadora latinoamericana de organizaciones campesinas/Via campesina internacional
    Comité de Tierra urbana- Simon Bolivar- Venezuela
    Comunidad Socialista “Ana Soto” Venezuela.
    Confederación de Trabajadores de la Economía Popular (CTEP – Argentina)
    Cooperativa de Vivienda Los Pibes
    Coord. Latinoamericana da Associação ecumênica de Teologos do Terceiro Mundo.
    Coordinacion de Justicia, Paz e Integracion de Costa Rica
    Coordinación Latinoamericana de Movimientos Territoriales urbanos (Latinoamérica)
    Coordinadora Nacional agrária- CNA- Colombia
    Corriente Villera Independiente (Argentina)
    Confederacion Nacional de Organizaciones Campesino, Indigenas y Negras FENOCIN- Ecuador
    Federación de Cartoneros y Recicladores (Argentina)
    Federación de Cooperativas de Trabajo de Quilmes (Argentina)
    Federación Nacional de Mujeres Campesinas Artesanas Indígenas Nativas y Asalariada del Perú.- FEMUCARINAP
    FM Riachuelo
    Frente Carlos Mujica  (argentina)
    Movimento camponês popular- MCP- Brasil
    Movimento dos pequenos agricultores- MPA- Brasil
    Movimento dos Trabalhadores Cristãos- MTC- Brasil
    Movimento Nacional de rádios comunitárias- Brasil
    Movimiento campesino de Paraguay- MCP
    Movimiento de Trabajadores Excluidos (MTE – Argentina)
    Movimiento dos trabalhadores rurais sem terra MST – Brasil
    Movimiento Evita (Argentina)
    Movimiento Helder Camara (Argentina)
    Movimiento Nacional Campesino Indigena – MNCI – Argentina
    Movimiento Nacional Campesino Indígena de Argentina
    Movimiento Nacional de Empresas Recuperadas (MNER – Argentina)
    Movimineto de Liberacion Nacional- Mexico
    Organización Social y Política “Los Pibes”
    Radio Comunal “Guerrera Ana Soto”
    Organización de Trabajadoras y Trabajadores Residenciales del Estado Lara- Venezuela.
    Rede Biblica ecumênica, de costa Rica
    Secretario de Relaciones Internacionales de la Unión Obrera Metalúrgica (argentina)
    Via campesina Brasil

    Adesões de Personalidades: 

    Fernando Mendez, ALBA Cochabamba, Bolivia
    Heloisa Fernandes, professora, USP e ENFF- Brasil
    Irene Leon, socióloga, Ecuador
    Jose Maria Vigil,  escritor, Panama
    Lucia Camini, professora, Brasil
    Marcelo Barros, escritor
    Pe. Conrado Sanjur, Panamá
    Silvia Ribeiro, investigadora, Uruguay
    Theotonio dos santos, sociólogo, Latinoamericano
    Vicjy Acuna- Costa Rica

  20. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome