Manicômios nunca mais!, afirma Paulo Amarante sobre audiência pública

do CEE-Fiocruz

‘Manicômios nunca mais!’, afirma Paulo Amarante ao comentar audiência pública sobre Saúde Mental. Assista!

O sanitarista Paulo Amarante, vice-presidente da Abrasco e pesquisador do Laboratório de Estudos e Pesquisas em Saúde Mental e Atenção Psicossocial, da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Laps/Ensp/Fiocruz), destaca neste vídeo, gravado para o Centro de Estudos Estratégicos da Fiocruz (CEE-Fiocruz), as principais estratégias definidas na audiência pública realizada em 24/10/2017, para discutir os rumos e impasses da Política Nacional de Saúde Mental. Organizada pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados e pelo Conselho Nacional de Direitos Humanos a audiência foi convocada pela deputada Erika Kokay (PT-DF), tendo em vista os encaminhamentos da atual gestão do Ministério da Saúde e da Coordenação de Saúde Mental, que vêm apontando para retrocessos graves.

“Têm sido frequentes as críticas ao modelo de atenção psicossocial do país e os anúncios de que se pretende retornar ao modelo asilar, manicomial, que nós temos há trinta anos combatido”, diz Paulo, que também é presidente honoris causa da Associação Brasileira de Saúde Mental (Abrasme). “Esse governo que se instala ilegitimamente por golpe tem uma agenda mercantilista, privatizante para a área da saúde e isso não está sendo diferente com a saúde mental”. Ele reafirma a disposição do movimento antimanicomial em prosseguir na luta: “Manicômios nunca mais!”.

Assista  abaixo: 

5 comentários

  1. Tanta besteira falada.

    Sou médico psiquiatra; sabe o que aconteceu? Já não tem mais manicômio sua besta quadrada. No meu estado, Minas Gerais, não deve ter mais que 400 leitos em hospitais psiquiátricos públicos. Veja a incidência dos transtornos mentais graves  e verique a população. 400 é nada. Acabaram com tudo. A cada dia querem fechar cada vez mais. Procure saber o que está por trás disso. Os leitos que já foram fechados no Instituto Raul Soares, Galba Velloso e Barbacena. Por que esses esquerdistas não passam o tempo defedendo essas últimas vagas?Os leitos em hospitais gerais para esses doentes se revelou um grande fracasso – eles não estão preparados para transtornos mentais graves. Os CAPS, CERSAM etc. simplesmente tem péssima estrutura física e fecham a noite(um surto psicótico é tão lesivo para o cérebro quanto um infarto para o coração – vc não concordaria com o cargiologista se indicasse sua internação – o psiquiatra faz a indicação da internação,mas não tem leito; tem que adminstrar a medicação e o paciente vai para casa! Não dá para observar a resposta ao tratemento em uma fase crucial). Como vc espera que um sujeito em meio a uma fissura de crack tolere ficar dentro de um imóvel comum (que sai muito mais barato que manter uma legitíma estrutra de um hospital) com mais 20 ou 30 pacientes? Isso é a política de cronificação. Leito psiquiátrico não é para ninguém ficar morando lá dentro. O doente tem um quadro agudo, permanece internado por algumas semanas e recebe ALTA! E segue seu acompanhamento ambulatorial. Como toda doença está sujeito a recidivas, mas se o diagnóstico é precoce e o seguimento do caso pelo mesmo psiquiatra elas diminuem muito – isso traz funcionalidade; o sujeito consegue produzir seu próprio sustento e ter uma vida mais próxima do “normal”.  Mesma coisa que vc ter um infarto e seguir seu acompanhamento com um cardiologista, pode ter outro, mas se fizer o controle diminui muito a chance. Deixa de ser atrasado e hipócrita. Porque não fala da assistência pré natal que aí sim é uma porcaria? Se a assistência fosse minimante decente diminuiria o % de retardo mental que traz demanda enorme no futuro para a psiquiatria e acabam sendo eles uma boa parte dos frequentadores crônicos de CAPS, CERSAMs etc.  Vai diminuir a demanda por esse serviço e precisar de menos gente com menor custo! Isso que digo pressuponho que todos que realmente trabalham na área estão cansados de saber. Lembra do Dr. Freud? Ele disse que um dia relacionariam toda sua escrita em bases biológicas, orgânicas; de uma  certa forma esse dia está chegando; as neurociências avassaram enormemente e a gama de psicofármacos expandiu e os tratamentos corretos trazem resultados surpreendentes, inimagináveis há 20 anos. 

    • psicofármacos

      Até que estava concordando com algumas obsevações do comentário, mas quando chegou nos psicofármacos deu curto-circuito em todo o resto, e melou.

      A blasfêmia: Freud até que não foi de todo ruim. Muito bom escritor, tanto que recebeu um prêmio por isso, o Prêmio Goethe. Como cientista foi um grande escritor. Prêmio por prêmio, até Obama teve o seu.

  2. Comentário.

    Acho que o médico psiquiatra não leu direito ou não entendeu direito. O Paulo Amarante está criticando o modelo asilar que algumas pessoas desejam seu retorno.

    Disto não tenho certeza, mas suspeito que o “autor” do comentário não seja psiquiatra, na verdade. Mas tanto faz.

    Agora, será que se trata de trollagem?

    Afinal, seria muita coincidência que um médico psiquiatra homônimo aparecesse aqui também: http://www.itatiaia.com.br/noticia/psiquiatra-com-suspeita-de-embriaguez-se-envo.

     

    • Sou mesmo.

      Podia ter pedido para retirar esse acontecimento triste da minha vida desse site; mas não o fiz porque não temo em esconder as minhas falhas. Pouco importa, mas saiba que a multa aplicada pela “suspeita” de embriaguez já foi cancelada. 

    • comentário….

      Na cidade de Sorocaba/SP existia a maior rede de Hospitais Psquiátricos do país. Todos do Secretário de Saúde da cidade ( coincidência?) Uma reportagem de Roberto Cabrini numa rede de TV, mostrou mais de 250 mortes suspeitas num prazo inferior a 3 anos. Algo improvável num hospital para doenças mentais. Então correram e fecharam todos os Hospitais. Todos funcionários demitidos. Decretada suas falências. Papéís, documentos e história em chamas. Isto tudo em 6 meses. MP / SP ou seja MP Tucano, prontamente informa não haver nada de errado. MP FEDERAL entra no Processo e verifica que tudo estava errado.E nebuloso. E criminoso. Mas e daí, onde estão os resultados destes processos e as consequências para pacientes que dependerão ou dependem destes serviços? Onde estão os Profissionais desta área a exigir respostas? 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome