Home CPI da Covid Forças Armadas emitem nota intimidando CPI da Covid

Forças Armadas emitem nota intimidando CPI da Covid

Forças Armadas emitem nota intimidando CPI da Covid
Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil

Jornal GGN – A prisão do ex-diretor de Logística Roberto Ferreira Dias pela CPI da Covid, por mentir em flagrante durante o seu depoimentos, assustou a base governista e, também, militares do governo Bolsonaro. Na noite desta quarta (07), os comandantes das Forças Armadas e o ministro da Defesa emitiram nota com tom de ameaça pela CPI ter deflagrado a conexão de militares com as suspeitas de ilegalidades na pandemia.

“As Forças Armadas não aceitarão qualquer ataque leviano às Instituições que defendem a democracia e a liberdade do povo brasileiro”, escreveram (leia a nota na íntegra, abaixo).

O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), imediatamente respodeu à nota, ainda durante a sessão de ontem (07), afirmando que se tratava de uma tentativa de intimidação ao Senado. Segundo Aziz, a menção aos militares foi pontual, sobre aqueles que são suspeitos de ter relação com os ilícitos, e disse que a nota divulgada pelas Forças Armadas é “desproporcional”.

“Pode fazer 50 notas contra mim, só não me intimida. Porque, quando estão me intimidando, vossa Excelência [Rodrigo Pacheco] não falou isso, estão intimidadno esta Casa. Vossa excelência não se referiu à intimidação que foi feita”, disse Aziz.

Coluna de Bela Megale, no Globo, divulgou ainda que os militares “prometem uma reação ‘mais dura’, caso a CPI da Covid volte a fazer citações a suspeitas de corrupção envolvendo militares'”. Esses integrantes das cúpulas das Forças Armadas teriam dito à colunista que “não aceitarão serem desrespeitados” e que reagiriam com “respostas mais críticas”, sem especificar essa reação.

Leia a nota emitida:

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 COMMENT

  1. Que militares são esses meu deus. Praticam corrupção cotidianamente e não aceitam ser denunciados. Isso não é ser militar e sim criminoso. No lugar dessa gente investigar a banda podre que integram as forças militares eles ameaçam as instituições civis que descobriram as suas malandragens. E outra coisa, o que eles sabem de democracia e liberdade quando ameaçam o tempo todo esses dois sonhos da população brasileira?

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

Sair da versão mobile