GGN

Operação da Polícia Civil deixa 8 mortos em tiroteio na Maré (RJ)

Foto: Reprodução/TV Globo

Jornal GGN – Uma Operação da Polícia Civil no Complexo da Maré, zona norte do Rio de Janeiro, deixou oito mortos, na manhã desta segunda-feira (06). Intensos disparos foram ouvidos na região da Vila do João, desde as 11h, e uma troca de tiroteios entre os policiais e traficantes ocorreu, enquanto um helicóptero da corporação sobrevoava o local.

De acordo com reportagem do G1, a operação tinha como objetivo prender o traficante Thomas Jayson Gomes Vieira, conhecido como 3N, que há pouco havia fugido do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo.

Imagens divulgadas nas redes sociais mostram crianças, que tiveram que correr e se esconder pelas ruas da Maré, enquanto ocorria o tiroteio, para evitar serem atingidas pelos tiros. As crianças uniformizadas que foram registradas correndo são da Orquestra Maré do Amanhã e tiveram que se proteger no corredor da escola.

Foto: Reprodução / Maré Vive

Além do helicóptero e dos policiais que estavam na Operação, a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) também participou da ação para “capturar foragidos”, informou a corporação. A polícia disse que prendeu duas pessoas e apreendeu sete fuzis e uma granada.

Com um resultado de mais oito mortes, aumenta o já alarmante número de vítimas no Rio de Janeiro por homicídio policial. Somente a Polícia Militar, nos três primeiros meses deste ano, de janeiro a março, matou 434 pessoas em “confrontos” de intervenção policial que resultaram em mortes.

Esses dados até março revelam uma média do que seriam 7 mortes por dia pela PM do Rio. Trata-se do maior número já registrado desde 1998 neste mesmo período. Em fevereiro, foram 13 mortos somente na operação na comunidade do Fallet-Fogueteiro, em Santa Teres, no centro do Rio.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Sair da versão mobile