A Constituição e FHC

Estou enrolado até o pescoço com meus dois livros e com a entrevista com Fernando Henrique Cardoso, razão de uma certa ausência do Blog nesse domingo.

Diria que foi a mais reveladora entrevista de FHC, no que tem de impositivo e no que tem de evasivo.

Olha aí sua opinião sobre a Constituição de 1988, que tem sido estigmatizada por tantos cabeções:

FHC – Quem inventou o acesso universal da Educação, o SUS, as bolsas?

LN – A Constituição de 1988.

FHC – Mas quem colocou o SUS de pé, acabou com o INAMPS?

LN – Foi o governo Itamar.

FHC – Itamar, tudo bem, mas nessa época eu era Ministro da Fazenda de Itamar. Os hospitais tinham atraso de quatro, cinco meses de pagamento, era roubalheira nesse sistema, Nós montamos o SUS. Você está errado. Porque você universalizou a educação.

LN – Teve avanços. Mas vamos pegar alguns pontos que se tornaram dogmas, que a Constituição de 1988 foi um fator de atraso.

FHC – Eu não acho isso.

LN – Para mim foi a porta para a modernização.

FHC – É a minha opinião. No que mudei a Constituição? Quebrar monopólios. Mas o no social não mexi em nada. Por quê? Porque não sou contra. Nem na parte política. Acho que a Constituição foi boa, avançou. Criou problemas de desajustes tributários, desequilíbrio na Federação. Mas ela nos tira de um estado de mal estar social, para um que dá um mínimo de acomodação social.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora