A defesa de Nagashi

Enviado por: Nagashi Furukawa

Caro Nassif,

Sua avaliação sobre as ONGs é impecável, como sempre. Só acrescentaria que investigações conduzidas por quem não tem atribuição e nem competência (caso do secretário), sem observância das regras mínimas do Estado Democrático de Direito (direito de defesa) são piores que da época da ditadura. Na época, pelo menos ouviam, — torturavam, mas ouviam — agora, nem isso.

Não me preocupo com o resultado das apurações, porque tenho a consciência limpa. Preocupo-me com o pouco-caso que se faz com princípios fundamentais da democracia.

Comentário meu

Só depois de jogar uma manchete bombástica generalizando as acusações Secretário de Administração Penitenciária José Antonio Ferreira Pinto, o “Estadão” foi atrás do chamado “outro lado”.

O Secretário havia denunciado uma secretário ligada ao PCC que trabalhava em uma ONG. Não informou que ela havia sido demitida muito antes do relatório da sua Secretaria. Sobre muitas das acusações, o relatório transforma em denúncia o que pode não passar de problemas contábeis. O que é crime, o que é contabilidade não se sabe, porque é um relatório enviezado.

O Secretário não tem limites. Quando assumiu a Secretaria, identificou um “grampo” na sua sala. Imediatamente fez a denúncia, atribuindo-o a Nagasghi. Depois, caiu em si com o fora. Era muito mais provável que o “grampo” fosse contra Nagashi. Quem eram os adversários mais ostensivos de Nagashi? Pessoas ligadas ao próprio novo Secretário, como o Secretário da Segurança Saulo de Castro.

Seja lá quem foi que colocou o grampo, a questão é que, depois do alarde inicial, abafou-se um caso grave. Como fica?

A manutenção desse Secretário no futuro governo José Serra será a vitória do estilo Saulo de Castro Abreu. E qualquer problema futuro na transição do atual modelo para o modelo “saulista” será inevitavelmente debitado ao novo governo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora