A porta do avião da TAM

Parece que a opinião pública midiática perdeu a percepção do que são irrelevâncias e do que são fatos graves. A queda da porta do avião da TAM só não se consumou em uma grande tragédia por acaso: a porta caiu antes que o avião estivesse em altitude elevada.

É inconcebível uma porta de avião cair. A grande tragédia com o avião de TAM, na década 90, decorreu de um problema com o motor, de difícil prevenção. Mas, uma porta caindo, evidentemente não é a mesma coisa. Ou foi problema de manutenção ou falta de treinamento da aeromoça.

De qualquer forma, a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) não pode tratar esse caso com a burocracia costumeira. Há aviões voando com histórico de acidentes. Depois da morte do Comandante Rolim, mais 2 Fokkers caíram (felizmente sem vítimas) por falta de manutenção.

Depois do episódio da porta caindo, qualquer acidente que resulte em morte será de responsabilidade direta da direção da TAM e da ANAC. AInda mais após os lucros recordes da empresa no último balanço.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora