As placas de rua de São Paulo

Tempos atrás almocei com um grande empresário da construção civil. Me dizia ele que tinha reduzido substancialmente a publicidade de lançamentos em jornais, devido ao alto custo e baixo retorno. O maior retorno, de longe, era obtido por placas de rua colocadas nas imediações do empreendimento. Depois, pela Internet. Finalmente pelos anúncios em jornais.

Não me lembro direito dos números. Mas algo como 30 visitas atraídas pelas placas contra 5 dos anúncios.

São Paulo está bem mais limpa sem os outdoors e as placas, proibidos pela Prefeitura. Mas a medida comprova uma máxima: sempre que o poder público investe contra interesses estabelecidos, por trás da decisão estão interesses maiores, contrariados, e não necessariamente os interesses difusos da população.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora