Estatística e política

Quem quiser contribuir para a série, “Os engodos da estatística”, pode enviar suas colaborações:

Enviado por: Andre Araujo

Quando a França se rendeu à Alemanha em 1940, o partido colaboracionista que patrocinou a rendição exagerou os números do poderio alemão, que era muito menor, principalmente em aviação, do que se apregoava como base para a rendição, criando-se o mito da invencibilidade alemã. Quando os alemães ocuparam a França ficaram espantados em achar nos hangares uma frota de caça intacta, três vezes superior à da Luftwaffe.

Depois da Guerra, nova avaliação demonstrou que a França desde o inicio do conflito tinha artilharia, blindados, marinha e força aérea muito superiores em números e qualidade do que os alemães. Faltou a vontade de lutar e as estatísticas foram manipuladas pelos derrotistas-colaboracionistas para justificar a humilhante rendição de 1940. Ver a história completa em “A Queda da Terceira República”, de William Shirer.

Patentes farmacêuticas

A informação corrente, de que o desenvolvimento de um novo remédio chega à casa dos bilhões de dólares, provavelmente é mera barreira psicológica para impedir outras empresas de enveredarem por um caminho que, a partir da fitoterapia, abriu inúmeras possibilidades para outros países.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora