Importando trigo

A partir de novembro, alguns moinhos de trigo deixaram de produzir, e estão empacotando e vendendo trigo da Argentina. Só em dezembro foram 40 mil toneladas – o equivalente a 10% do consumo nacional.

O governo argentino montou um modelo pelo qual os produtores argentinos garantem a manutenção do preço interno e ganham subsídios para exportar. E ainda tem o câmbio mais competitivo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora