Juros e dívida

Os cabeças de planilha costumam apresentar duas explicações para os juros altos. A primeira, é que como o Estado não cabe no PIB e a dívida pública é muito grande, os juros são conseqüência: precisam ser altos para atrair comprador. A segunda é que os juros são altos para combater a inflação. Em geral utilizam o primeiro argumento quando o segundo deixa de fazer sentido – porque a inflação fica muito baixa.

Pergunto: se os juros não podem cair por conta do tamanho da dívida, como se explica a queda do risco Brasil, índice que teoricamente mede a capacidade de solvência da dívida?

Não tem sentido ficar repetindo esses bordões, sem nenhuma base nos fatos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora