O campeão da lanterna

O Brasil foi o último colocado no ranking de crescimento do PIB na América Latina em 2006, com 2,6%. O vice-campeão Paraguai cresceu 3,5%, o México cresceu 4%. Na ponta, a Argentina, com crescimento de 8% e a Venezuela (impulsionada pelos preços do petróleo) com 7,5%. Até a Bolívia (4,1%) cresceu mais do que o Brasil, com todos os problemas de Evo Morales.

Se se tomar o período 1990/2006, o campeão de crescimento foi o Chile, com 164%, seguido da Costa Rica com 120%. Entre as quatro maiores economias do continente, a Argentina foi a que mais cresceu, com um acumulado de 84%. Em seguida a Venezuela, com 60%. O México com 73% e o Brasil com apenas 49%. Foi o pior desempenho, dos 13 países analisados pelo FMI. Apenas o Paraguai, com 50%, chegou perto.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora