O ovo da serpente

O paradoxo mais inacreditável da consolidação do PCC em São Paulo é que a maior parte de sua liderança está presa. Ou seja, a rede criminosa consolidou sua influência em São Paulo a partir dos próprios presídios públicos. A montagem da rede de influência do PCC se deu utilizando a estrutura dos presídios: esse o aspecto mais chocante da criação do mais influente grupo criminoso já organizado em São Paulo.

Juiz de Direito em Tupã, Edmar de Oliveira Cicliati traçou um quadro patético sobre a maneira como o PCC desenvolveu sua influência, sob as vistas das autoridades paulistas.

Todas as práticas utilizadas pelo PCC são de amplo conhecimento das autoridades. A própria atitude de isolar as lideranças em um único presídio era medida óbvia, mas demorou anos para ser tomada pelo receio do governador Geraldo Alckmin de sofrer o desgaste político pela reação previsível da fação.

Um diagnóstico da situação e do modo de operação do PCC nos presídios está no Projeto Brasil.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora