O preto velho de Poços

Como tudo começou em Poços de Caldas, clique aquipara ler uma história extraordinária do liberto que se formou dentista, depois de ir a pé de Poços ao Rio de Janeiro, tornou-se um dos patronos da profissão no Brasil. E cuja história foi sepultada por dois tipos de preconceito: dos brancos contra os negros; e dos negros politizados de Poços contra o negro bem sucedido.

Meu texto é de 1999.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora