O programa “Ensaio”

No bloco 01, falo um pouco da infância e do violão brasileiro dos anos 60, os grandes nomes que influenciaram a minha geração. Falo também do início do choro, a influência do dobrado e das retretas e o papel fundamental de Ernesto Nazareth. Clique aqui

No bloco 02 falo de Poços de Caldas dos tempos do jogo, e os artistas que ouvi em Poços, os geniais Índios Tabajara, Cauby, Orlando Dias, Luiz Gonzaga tocando na praça. Falo também sobre a Seleção Brasileira em Poços e sobre o extraordinário Didi. Na seqüência, a cantora Verônica (bela sambista), o Zé Barbeiro e o Canto 4 cantam o samba “Didi”, que compus. Faro coloca a cena histórica do Didi caminhando em direção ao meio do campo e acalmando a Seleção, depois que a Suécia marcou o primeiro gol. Clique aqui.

Aqui, no bloco 03, falo do Bar do Alemão, Nelsinho, Dagô e outros que ajudaram a fazer a história do mais charmoso e musical bar de São Paulo dos anos 50. Falo também da importância história de Garoto não apenas no violão, mas no bandolim e no cavaquinho. Na seqüência, a maior cantora brasileira, a Fabiana Cozza, interpreta “Os Tempos”, valsa minha com letra de Alexandre Lemos. Clique aqui

Aqui se volta a falar do choro, de Ernesto Nazareth e as semelhanças com o som de Scott Joplin. Fala-se também dos pioneiros Levino Conceição, Villa-Lobos, o paraguaio Agustín Barrios. Na seqüência, interpreto a valsa “Feia”, de Jacob, acompanhado por Zé Barbeiro. Clique aqui.

Há uma gravação de “Verdes Campos de Pasárgada”, música minha de 1970, interpretada pelo Canto 4. Não tenho o link, mas entrando no MegaPlayer, é só clicar em Músicas e, na série de gravações do “Ensaio” clicar no Bloco 2. Clique aqui.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora