O software brasileiro

Enviado por Ricardo Kurtz

Caro Luis Nassif,

(…) Em alguns segmentos bem específicos, nosso produto serve como referência mundial, e em outros tem todo o petencial para ser. Mas a política trabalhista e tributária brasileira e seus altos encargos o deixa 80% mais caro que nossos concorrentes, como por exemplo,o sempre citado e também destacado software indiano.

E pensando nisso, o setor trabalha incansavelmente não só pela revisão da legislação mas atacando também um ponto basilar da questão : a qualificação.

O exemplo mais recento disso é que em 22 novembro de 2006, no Palácio Piratini, em Porto Alegre (RS), foi assinado convênio para implementação do Programa de Formação de Capital Humano em TI, pelo qual as escolas estaduais de Ensino Médio e Escolas Técnicas passam a contar com cursos pós-médio de qualificação em Tecnologia da Informação e assim revolucionar o setor e a vida destes alunos, com a possibilidade de concorrer no mercado de trabalho e, paralelamente, garantir às empresas de TI, a formação de novos talentos.

Estamos coordenando esforços para que outros Estados realizem ações do mesmo tipo. Além disso, nossa Entidade, em parceria com o Ministério do Trabalho e ABDI, está contribuindo com o PLANSEQ (plano sequencial de formação de capital humano), que visa a formação emergencial e de médio prazo de profissionais na área de TI, que este ano implementará projetos em 10 Estados brasileiros.

Também em nível Federal, a entidade concentra esforços , e com a legitimidade conferida pelos 30 anos de existência e mais de 1200 empresas associadas por intermédio de doze regionais, na luta para que haja a compensação de investimentos em treinamento, qualificação de funcionários e inovações tecnológicas por meio de redução da carga tributária às empresas. Essa é nossa meta : o desenvolvimento de nossas Empresas, do mercado brasileiro e o aumento das contratações. Mais ainda, consideramos fundamental divulgar as ações em prol de nosso setor e contamos com o apoio de formadores de opinião da sua estatura, talento e abrangência.

Ricardo Kurtz
Presidente
ASSESPRO NACIONAL

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora