O submarino alemão

Vamos a um novo capítulo sobre a guerra dos submarinos.

A Marinha brasileira pretende adquirir um submarino alemão modelo U-214, fabricado pelo estaleiro alemão HDW. O mesmo equipamento foi comprado pela marinha da Grécia, mas após os primeiros testes, uma série de problema técnicos preocupa os compradores. Segundo a imprensa grega, a marinha detectou seis problemas:

1. Variação de até 50 graus na inclinação em mares revoltos;

2. Problemas no sistema de propulsão e combate;

3. Vazamentos de água do mar no sistema hidráulico;

4. Nível de ruído que permite fácil detecção pelo inimigo;

5. Instabilidade no periscópio de ataque;

6. Aumento da temperatura interna

A empresa alemã informou que não era nada sério e de acordo com informações na marinha grega, o problema não foi resolvido. Isso só será feito, segundo a marinha em declarações à imprensa grega, após a fabricante se comprometer por escrito a consertar os defeitos, o que até agora não aconteceu.

A marinha grega rebate as acusações de que poderia ceder e aceitar a entrega dos quatro submarinos com sérios defeitos e ameaça jogar o contrato de 1,7 bilhão de euro por água abaixo. O problema é que o governo grego já pagou 80% do contrato e agora exige que a fabricante alemã acerte a encomenda.

Os alemães tentam pressionar os gregos e alegam que o segundo submarino está em construção com o mesmo molde do primeiro, que apresentou os defeitos. Eles chegaram a ameaçar com o fechamento do estaleiro Skaramangas, que compraram na Grécia para construir os submarinos. Isso criou ainda mais tensão no relacionamento Alemanha-Grécia. Veja no arquivo anexo uma seleção de matérias extraídas de jornais gregos (em inglês) com a seqüência dos fatos polêmicos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora