Os leitores e a história

Enviado por: Gabriel

Nassif,

Como és blogueiro, cronista e falaste de um assunto relacionado à ecologia, envio-te esse trecho do conto São Marcos, do Sagarana, do nosso genial conterrâneo, João Guimarães Rosa. Eu não entendo como os ambientalistas e ecologistas (olha eu entregando o ouro pros bandidos, mas vai lá…) ainda não adotaram o maior escritor da história do Brasil (Grande Sertão Veredas já foi eleito, por uma comissão mundial de escritores, como uma das 100 maiores obras da história da humanidade) como porta-voz das causas ambientais…O pequeno trecho abaixo é um só das centenas de exemplos impressionantes e inacreditáveis presentes na obra do Rosa.

Pegando o gancho dado por esse seu post, lembro que o Guimarães Rosa foi sub-consul na Alemanha hitlerista (1942) e ajudou judeus a fugirem da Alemanha via embaixada brasileira, nas barbas ( bigodinho, na verdade…heheheh) do Hitler.

O outro detalhe, é que o texto que reproduzirei abaixo ( de Sagarana, que causou uma revolução na literatura brasileira, na década de 40), chegou a concorrer em um concurso público literário, presidido por um político alagoano comunista (não, não era o Aldo Rebelo, heheheh), o Graciliano Ramos. E o Graciliano ramos, então autor consagrado de Vidas Secas e são Bernardo, negou o 1º rêmio a Sagarana (Guimarães Rosa era apolítico, desconhecido e concorria sob o pseudonimo de Viamão). Por fundamentalismo ideológico-comunista, o Graciliano ramos passou por picareta, por ter sido incapaz de reconhecer o Guimarães Rosa no início de carreira!!! Teve que passar o resto da vida tentando justificar o injustificável. Morreu antes de poder ler a obra prima do gênio (herói, para os judeus), Grande Sertão Veredas. Ao contrário de Graciliano ramos, que fez questão de escrever Memórias do Cárcere e fazer propaganda de sua prisão política, Guimarães Rosa nunca mencionou o seu ato heróico na Alemanha nazista. Achava que era um assunto que não devia ser mencionado…Que diferença, heim Aldo…

Se me permite, vamos ao profético, pré-blog (até aquela linguagem maluca usada pelos internautas adolescentes no mundo todo, aquela abreviada, que tira as vogais, o genial escritor vislumbrou, em 1940, repare…) e ecológico trecho do genial Sagarana, do mineiro Guimarães Rosa…

(PS: O texto mencionado está no comentário do post abaixo)

Enviado por: José Pires

Uma lista dessas pessoas impedidas de entrar no Brasil seria muito bom. Se não prejudicar o seu livro, estamos interessados. E o que Picasso vinha fazer aqui? Não vinha para ficar, pelo que sabemos da história dele.

Aliás, dá um ensaio o número de pessoas que passaram por aqui e, por variados motivos, não puderam ficar. O desenhista Saul Steinberg, por exemplo, foi recusado pela Editora Abril. Sorte dele. Se tivesse ficado por aqui, certamente não estaríamos falando dele.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora