Os símbolos na política

Do leitor André Araújo

Nassif:

Estou impressionado com o nivel dos leitores que contribuem para o seu blog. É um forum de excepcional qualidade, como não há outro no País, dedicado aos grandes temas de politica e politica economica.

Para sintetizar vejo na reeleição do Lula a renovação das mesmas esperanças do mesmo eleitorado de 2002, praticamente idêntico em percentual. É como se o eleitorado conferisse uma segunda chance para a mesma bandeira porque na alternativa do PSDB o eleitorado não via esperança alguma para a bandeira do desenvolvimento. Cabe ao Lula a leitura dessa renovação de esperanças.

Se fraquejar e continuar empinando esse monetarismo fajuto terá um papel menor na História, que registra tantos personagens depositários de esperanças não alcançadas.

A votação contra a extraordinária pressão da mídia e dos bem-pensantes é um recado claríssimo na renovação de uma bandeira que está colada no personagem Lula, apesar de não ter sido hasteada entre 2002 e 2006, da mesma forma que no PSDB está colada, aos olhos do povo, a bandeira do mercadismo egoista e excludente.

Os símbolos são tudo em politica, demoram para nascer e mais ainda para morrer.

Observação

André é autor de “Moeda e Prosperidade” (Topbooks), um dos mais amplos levantamentos sobre o conjunto de circunstâncias e de autores que serviram de base para o monetarismo pós anos 70.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora