Para prevenir apagões

Prezado Nassif,

Durante a campanha eleitoral, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso divulgou uma carta aos eleitores do PSDB. Nessa carta, entre outros temas, o ex-presidente aborda a privatização do setor elétrico durante os seus dois mandatos, alegando que um dos fatores que levaram ao racionamento de 2001 foi a privatização incompleta do setor elétrico brasileiro. Em outras palavras, além da falta de água, da falta de gerenciamento, também faltou privatização.

O Grupo de Economia da Energia do Instituto de Economia da UFRJ publica há sete anos um Boletim de Análises sobre o setor energético – o Boletim INFOPETRO. No último número desse boletim (Setembro/Outubro), há um artigo sobre a privatização durante os anos FHC. O objetivo deste artigo é procurar entender as razões do fracasso da reforma do setor elétrico na década de noventa. A conclusão do artigo é que mais do que privatização, água e gerenciamento de curto prazo, o que faltou, diferentemente do que pensa Cardoso, foi uma política consistente para o setor elétrico brasileiro.

No momento em que se discute a possibilidade do país enfrentar novas situações difíceis no front elétrico, eu acredito que a leitura desse artigo possa contribuir para se evitar a tentação de repetir os mesmos erros. Erros estes que nascem do apreço maior à retórica do que à realidade objetiva dos fatos.

O Boletim está disponível no site do INFOPETRO – INFOPETRO – Provedor de Informações e Análise Econômica do Setor de Petróleo e Gás – IE / UFRJ -, e pode ser acessado gratuitamente.

Clique aqui.

Atenciosamente,

Ronaldo Goulart Bicalho

Grupo de Economia da Energia – IE/UFRJ

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora