Paz com a Venezuela

Agora, os mesmos legionários apontam para o fato da Petrobrás ter acumulado prejuízos na Venezuela, no seu último balanço, pelo fato de Hugo Chaves ter soltado um decreto repassando ao país a maior parte da produção petrolífera. Esquecem-se que, por esse mesmo acordo, foi aberta para a Petrobrás a possibilidade de prospectar no delta do Orenoco, uma das regiões mais ricas do mundo em petróleo.

Apesar dos arroubos de Chavez, um empresário com negócios no país garante que há lógica na maneira como está gastando o dinheiro do petróleo. Há um trabalho efetivo de inclusão social. E uma ofensiva para atrair investimentos externos. A nacionalização foi em setores estratégicos. Agora, Chavez está empenhado em acenar com vantagens para a entrada de capital nos demais setores. Obviamente, não será fácil desfazer a impressão causada pelas ações anteriores.

De certo modo — e isso me surpreendeu, porque avaliação de um empresário com os pés no chão — a loucura de Chavez tem método.

Adicionado às 15:00

A Reuters tem uma boa matéria mostrando a sagacidade do Hugo Chavez e a maneira como define suas estratégias. Nem é um populista de vôo curto, não. Nem um primata, como Evo Morales. ugo Está mais para um Perón do que para um Hugo Banzer.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora