Princípios para a gestão universitária

1. Universidades Públicas devem ser centros de excelência, para formar uma elite intelectual, científica e tecnológica para o país.

2. Devem-se buscar formas de inclusão social na Universidade, mas sem prejuízo da busca da excelência.

3. É falsa a dicotomia entre ensino fundamental e ensino universitário. Um grande país tem que ter ensino fundamental e universidades de qualidade e a responsabilidade maior pelo financiamento deve ser do poder público.

4. Mensalidades de alunos não irão garantir o financiamento integral das universidades públicas, como não garantem nem nos EUA. Mas aluno da universidade pública precisa ter a consciência de que foi beneficiado por um esforço conjunto do país. E precisa retribuir durante e após o curso, seja financeiramente, seja prestando serviços na sua especialização. Se é elite, tem que se imbuir do espírito de cidadania muito mais do que quem não pode cursar a Universidade pública.

5. Toda Universidade tem que se submeter a indicadores claros de qualidade e produtividade e prestar contas à sociedade de seus atos e dos recursos que recebe. Tem que se comprometer com metas claras e aferíveis. Uma Universidade não é uma ilha.

6. Universidade não pode ser uma democracia auto-gerida por seus membros: professores, funcionários e alunos. O soberano maior da Universidade é o país e a cidadania. Por isso mesmo, sua gestão precisa ser compartilhada com representantes externos, que ajudem na fiscalização das metas acordadas com a sociedade.

7. Deve-se criar a função do gestor universitário, o gerente com conhecimento das características do setor, que saiba manejar orçamento, otimizar recursos, garantir a manutenção do departamento e facilitar a vida dos professores e pesquisadores. Esses gestores não poderão se imiscuir no conteúdo acadêmico, mas devem ser os avalistas do cumprimento de contratos de gestão e demais compromissos assumidos pela Universidade com a sociedade.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora