Suicídio de países

Ano de 2002. O presidente do Banco Central Armínio Fraga me telefona, para reclamar de coluna em que apontei erros graves na condução da política monetária em 2002. A conversa envereda para a Argentina, poucas semanas antes de explodir o Plano Cavallo:

Diz Armínio:

– A Argentina resolverá seus problemas rapidamente com a dolarização.

– Dolarizar nesse nível de paridade cambial significará liquidar com toda a indústria argentina.

– Eles têm bom nível educacional. Terão que se conformar em serem exportadores de grãos e carne, e produtores de serviços.

– Você já combinou isso com eles?

Moral da história: apesar de todas as acusações de onda populista na América Latina, apesar de todas as desqualificações contra os políticos, é a política que têm impedido países de se suicidarem.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora