Trivial dos quadrinhos do faroeste

Na infância, fui fã de Kid Colt, Buck Jones, Rock Lane, Don Chicote, Tom Mix, Cisco Kid, Cavaleiro Negro, Zorro, do cavalo do Hopalong Cassidy. Tinha bem mais e espero que me ajudem a lembrar.

Ia colocar que, depois da adolescência o campeão era o Tex Willer. Não coloquei e os comentários apontaram maciçamente minha falha.

Luis Nassif

43 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Cavaleiro Negro, Rock Lane,
    Cavaleiro Negro, Rock Lane, Don Chicote, Búfalo Bill, Flecha Ligeira, Buck Jones, Hopalong Cassidy e muitos outros heróis do gênero povoaram as nossas infâncias, mas o maior herói dos quadrinhos (não era western) de nós, crianças brasileiras, foi o Fantasma, o espírito que anda.
    Eu nunca gostei muito do Super-Homem e detestava o Batman, preferindo o Capital Marvel.
    E assim como nunca achei os filmes de faroeste italianos páreo para os originais filmes de faroeste americanos, dou a mão à palmatória e considero os quadrinhos italianos (ave, Tex Willer!) infinitamente melhores que os quadrinhos americanos que nos encantavam há décadas atrás.

  2. Falando em quadrinhos nestes
    Falando em quadrinhos nestes tempos de belicismo desenfreado, sugiro a leitura dos quadrinhos de Joe Sacco. Percussor do jornalismo em quadrinhos o autor ganhou o American Book Award ao mostrar em dois de seus livros, “Palestina: Uma Nação Ocupada” e “Na Faixa de Gaza”, a difícil vida de pessoas com quem conviveu por um período na região, coletando material para o que viria a ser a série de reportagens. Esses dois álbuns, juntamente com “Gorazde – Área de Segurança” sobre a Guerra do Kosovo, são o que há em termos de jornalismo de guerra. Ainda que duros, de um raro lirismo.

    http://www.lojaconrad.com.br/JoeSacco/

  3. Na minha adlescência, no que
    Na minha adlescência, no que pertine às histórias de faroeste, eu lia muito Tex, Zagor e Ken Parker, além de bolsilivros.

  4. Os quadrinhos da EBAL eram
    Os quadrinhos da EBAL eram surpreendentes.

    Mas não me lembro se “O mocinho Gonçalinho e Azaré seu Cavalinho” foi publicado pela EBAL.

    E os da revista O Cruzeiro? Quer “faroeste” mais arretado que as proezas

    do Amigo da Onça?

    Mas, ultimamente, não tem faroeste (ops, quadrinhos) que surpreenda

    mais do que Sandman – que esvoaça na terra dos sonhos com uma

    concretude de lascar. Sandman, este secular homem da areia que

    instigava e surpreendia a imaginação de crianças nas historinhas e

    cantigas de ninar alemãs, foi magistralmente reconstituido pelo americano

    Neil Gaiman.

  5. Quem conta um conta aumenta
    Quem conta um conta aumenta um ponto …e meu ouvido não é pinico

    CIPRIANO disse ontem que o BC precisa baixar o juros …VERDADE, pruns 9%aa no mínimo …pra Delfin (o bom de papo e teoria), 8% e ainda seria atrativo

    MEIRELES disse pra Febraban falar sério pois o maior problema PRO CRÉDITO são os spreads agiotados …VERDADE

    E aí o Blogueiro anexo disse provar que a SELIC esta no nível mais baixo da história,e que já voltou aos patamares médios do passado

    http://blogdovinicius.folha.blog.uol.com.br/

    …ORAS FAZ FAVOR jornalista de meia pataca ?!

    E daí que estamos na média história? Por acaso nossa média é boa e paradigma? O país esta igual? não mudou? O MOMENTO E O MUNDO são os mesmos …o custo de oportunidade pra gerenciamento do custo e divida pública são os mesmos …hein?

    será que eu ouvi um não? …então muda de profissão tá …. teu forte parece não ser análise econômica , nem tão pouco fazer a DEFESA PLANTADA de abobrinhas …abobrinhas com a chancela do BC de Brasilia

  6. No momento o faroeste é bem
    No momento o faroeste é bem instrutivo.

    A ONU decide, e Israel ignora. Massacra a ONU e o pouco que ainda existe de decência.

    O faroeste está no mundo aqui e agora – a terra sem lei – o salve-se quem puder. O holocausto permitido, o apartheid concedido.

    As crianças massacradas de Gaza, hão de se lembrar de nós. As poucas que restarem.

    Depois elas viram homens-bomba e não se sabe porque.

  7. 9ª Bienal do Recôncavo premia
    9ª Bienal do Recôncavo premia artista baiano

    O artista plástico baiano Zé de Rocha, natural de Cruz das Almas, foi o grande vencedor da 9a Bienal do Recôncavo, um dos maiores eventos do circuito das artes plásticas no Norte – Nordeste do Brasil.

    A abertura do evento aconteceu na noite do dia 8 de novembro de 2008, no Centro Cultural Dannemann, em São Felix (BA). A bienal reúne trabalhos que representam as mais diferentes linguagens: da pintura à escultura, passando por fotografia, gravura, desenho, instalação, vídeo, entre outras vertentes.

    Mais de mil trabalhos estiveram concorrendo na etapa final, alguns inclusive de outros estados e até do exterior. Desse total, foram selecionados 258 para compor a mostra que estará em cartaz no Centro Cultural Dannemann até o dia 8 de fevereiro de 2009.

    Zé de Rocha venceu pelo conjunto de sua obra, com destaque para a gravura “Ensaio para a Bala Perdida”. Ele conquistou o Grande Prêmio do concurso, que dá direito a uma viagem à Europa e um curso de três meses em sua área de atuação.

    O prêmio de Artista Destaque da Região do Recôncavo foi para Manoel Nery, da cidade de Cachoeira. Venceu na categoria instalação, com a obra “Pititinga em Raia de Extinção”. Ele terá direito a um prêmio em dinheiro no valor de R$ 4 mil.

    A 9ª edição da Bienal conta com diversas performances, mostra de vídeos e uma homenagem ao samba de roda, considerado pela Unesco patrimônio imaterial da Humanidade, com apresentação dos grupos Filhos de Nagô e Filhos do Varre-Estrada, que reúnem alguns dos principais “sambadores” do Recôncavo.

    Serviço
    Onde: Centro Cultural Dannemann
    Av. Salvador Pinto, 29 – São Félix (BA)
    Quando: 8 de novembro de 2008 a 08 de fevereiro de 2009

  8. se quiser colocar na sua
    se quiser colocar na sua “programação cultural” da semana, Alain Resnais continua em cartaz na Sala Walter da Silveira (Barris, Salvador). Ainda dá tempo portanto pra quem não viu ir ver o melhor-filme-dos-melhores-filmes-de-todos-os-tempos: O Ano Passado Em Marienbad.

    E hoje tem Santo De Casa, projeto de Mariene de Castro no Cais Dourado (Comércio, Água de Meninos, Salvador), em que não só toca ela como afoxés da capital e sambadeiras do recôncavo. Começa às 7h da noite, e embora se anuncie o ingresso a extorsivos 40 reais, na verdade é só 20 reais. Tem toda sexta-feira.

    Semana que vem eu vou. Hoje tem Monobloco, que eu não perco por nada (embora seja no hiper-mauricinho ensaio da Negra Cor).

  9. Nassa,

    só uma dúvida: você
    Nassa,

    só uma dúvida: você tirou as capas de onde? Por acaso você conservou suas coleções de gibis?

    Do Santo Google.

  10. Sempre tive curiosidade em
    Sempre tive curiosidade em saber que tipo de heroi(precisa acentuar) foi Bat Masterson, por causa da música, que se tornou popular. Alguem tem fotos. O nome, de pronuncia gostosa, me remete a imagem de heroi intergalático.

  11. No uol dessa manhã, 2
    No uol dessa manhã, 2 chamadas para noticia do “FT”, de que lula foi ” no inicio” complacente com a crise e que “caso” a crise do credito persista no decorrer do ano, o pais sofrerá as consequencias.

    Pregunto: Caso o mundo acabe, o brasil tambem pode ir junto, isso me dá smedo. Alguem me acalmne.

  12. Nassif:
    Tex Ritter foi músico
    Nassif:
    Tex Ritter foi músico e ator de filmes de faroeste. O Tex dos quadrinhos (HQ italiana, spaghetti western dos mais legítimos) é Tex Willer.
    Acrescento Tenente Blueberry, de Moebius (francês, portanto), e Ken Parker (também italiano).

    Tem razão. Vou corrigir.

  13. tem a garota das selva Nyoka,
    tem a garota das selva Nyoka, do edgar rice burroughs, que criou o tarzan e a jane e o chimpanze impagavel…Lia gibi da nyoka, agora soube que tem em videos – busque no santo google, como diz o nassif (acho que virou googlegod)…
    o googlre parece que conanda tudo hoje na internet, tem video da musica do bat masterson no you tube:
    http://www.youtube.com/watch?v=IRNImRxRNjc

    Lembrei dos meus personagens favoritos(ou os que lia e dispounha na decada de 50), roy rogers,b uck jones, nyoka, pecos bill, aio trtigeer! etc…cliiquei no google e no you tuve e relembrei-os todos. Parti da Historia dos Qarinhos no Brasil e fui em frente…Emocionante,,,
    apare3ce ate a historia da editora EBAL, que dominava o setor na decada de 50…

  14. Que bobagem! Não se trata de
    Que bobagem! Não se trata de leituras somente de crianças e adolescentes. Tenho diversos gibis e revistas em quadrinhos que releio sempre. Porque não foi incluído o Mandrake e o Asterix?

  15. ah, esqueci de acrescentar
    ah, esqueci de acrescentar que o felline adorava os fumeti italianos…
    e que essa cultura dos quadrinhos norte-americanos traz boas lembrancas, mas algumas armadilhas…Talvez essa cultura tenha vindo e venha junto com a cultura do
    chamado destino manifesto. Segundo a wikypedia, essa eh a definicao inicial:
    ~O Destino Manifesto é o pensamento que expressa a crença de que o povo dos Estados Unidos é eleito por Deus para comandar o mundo, e por isso o expansionismo americano é apenas o cumprimento da vontade Divina. Os defensores do Destino Manifesto acreditaram que expansão não só era boa, mas também era óbvia (“manifesto”) e inevitável (“destino”). Originalmente uma frase de propaganda política do século XIX, o Destino Manifesto se tornou um termo histórico padrão, freqüentemente usado como um sinônimo para a expansão territorial dos Estados Unidos pelo Norte da América e pelo Oceano Pacífico [1]

    parece que ha algo parecido hoje em dia na questao do oriente medio.

  16. Do cavaleiro Negro(Dr.
    Do cavaleiro Negro(Dr. Robledo, se não me falha a memória), não se acha nem pó deste gibi hoje em dia, nem mesmo scan nos HDs virtuais que proliferam na net.

  17. Nassif, tinha também a série
    Nassif, tinha também a série Tarzan, coleção lança de prata. E, se não me engano, a editora era a Ebal. Confere?

  18. Faltou o TEX, Black Diamond,
    Faltou o TEX, Black Diamond, Paladino do Oeste. Aliás vc poderia fazer uma eleição dos maiores Western de todos os tempos. Eu votaria no ” O Homem que matou o facinora”

  19. Gente, coisa boa começar o
    Gente, coisa boa começar o ano relembrando a adolescencia. Meus tempos de moleque em S.J.Rio Pardo. Lendo Zorro, Fantasma, Roy Rogers e outros.
    Recordar é viver.

  20. Injustiça com o Ken Parker, o
    Injustiça com o Ken Parker, o mais humanizado de todos. Nem parecia mocinho com aquele olho deformado. Quando começei a ler achei que ele era bandido.

  21. Como posso conseguir filmes e
    Como posso conseguir filmes e revistas ou copias dessas revistas? Na verdade penso que, as pessoas que possuem, essas revistas, deveriam colaborar com as demais, que tambem gostam desses personagens, fazendo copias digitais e disponibilizando para que não aconteça de morrer com o sujeito uma preciosidade dessas. Um belo dia um descendente que não reconhece o devido valor desses gibis coloca num latão de lixo ou vende a preço de celulose para as firmas de reciclagem.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador