Permuta, um escambo moderno

A crise pede soluções que ajudem a alavancar os negócios. Com isto em mente, a permuta vem de encontro a uma necessidade atual. Para manter clientes e conquistar novos, por vezes é necessário inovar em ações que focam na pareceria e no bom relacionamento.

Para fidelizar clientes e até mesmo funcionários, os presentes de final de ano são fundamentais para sedimentar o relacionamento. Se é uma microempresa, esse desembolso precisa ser facilitado. Além disso, ao sedimentar um relacionamento novos horizontes podem se descortinar, como a conquista de novos clientes ou mesmo novos negócios.

Para atender esta demanda em tempos em que identificamos crise, a permuta, uma espécie de escambo moderno, vem com força total. Não importa o tamanho do seu negócio, mas a vontade de abrir novas possibilidades de crescimento sustentável, já que é possível realizar negócios via permuta multilateral, onde empreendedores disponibilizam na empresa de permuta os produtos ou serviços ociosos, trocando-os pela moeda da empresa de permuta e, com o crédito, poder escolher itens ou serviços oferecidos na rede de participantes.

Chegando agora o período de Natal, por exemplo, o empresário toma posse dos créditos e poderá escolher o que está disponibilizado na rede, como brindes e serviço de entrega, sem precisar mexer no caixa da empresa. A empresa de permutas funcionará como um facilitador para que possa fazer os agrados que aproximem funcionários e clientes de sua marca ou serviço.

Como empresa de permuta, a TROKZ faz esta intermediação, administrando e gerenciando esta forma diferenciada de fazer negócios. Neste ambiente de troca, empresas e profissionais liberais permutam produtos e serviços entre si, quase sem a circulação de dinheiro.

Silvana Favero, detentora de uma franquia da TROKZ optou por ser este perfil de negócio depois de um periodo como associada oferecendo seus serviços. Ela tem uma empresa de contabilidade com 35 anos de mercado. Para ela, a ideia é tão atraente que mereceu um mergulho total, pois permitiria a prospecção de novos clientes e a utilização de serviços e compra de produtos sem um desembolso imediato. E, como franqueada, poderia atrair novos associados com um leque maior de produtos e serviços a serem oferecidos. Uma ação funcionando em vários níveis de interesse.

 

SERVIÇO

COMO FUNCIONA

A permuta dentro da TROKZ

– O que é? – A Permuta Multilateral é um meio de pagamento vantajoso, pois o bem ou serviço adquirido sai pelo preço de custo do seu produto/serviço.

– Como funciona? – O raciocínio é o seguinte: por exemplo, um empresário que precise de divulgação para seu negócio, mas não tenha verba, se ele puder efetuar o negócio em permutas utilizando seus produtos ou serviços como forma de pagamento, provavelmente o efetuará a divulgação pois o preço fica mais palatável.

– É utilizado no Brasil? – Negócios em permuta já são comuns em alguns setores da economia, como é o caso da construção civil e mídia, mas ainda são limitados por a transação acaba sendo bilateral. A TROKZ permite um leque maior destes negócios, transformando as transações em multilaterais, e o associado, além das vantagens comerciais, conseguirá adquirir produtos e serviços de outro associado, mesmo que ele não precise dos seus.

– Os custos na operação – Cada produto ou serviço preserva seu valor de mercado e o associado define o que e quando efetuará negócios no sistema, dependendo de sua necessidade.

– A TROKZ cobra taxa de filiação. São vários tipos de filiação e esta taxa vai depender do contrato.

– O fraqueador que intermedia os negócios do associado irá buscar novas opções de negócios tendo em mente a necessidade do novo associado. Assim, se o associado entende que hotelaria é um ponto para negócios garantidos, ele irá procurar novas associações de hotéis e prestadores de serviço do setor. Assim, o associado terá um leque maior para negócios e um outro garantido.

– O site da TROKZ traz todos os associados divididos por áreas de atuação.

– Ao realizar compras você tem um ano inteiro para quitar com sua contrapartida, isto é, com a venda de seu serviço ou produto. Não é um acerto mensal.

– O associado paga uma taxa mensal de R$ 30,00 que só será cobrada a partir do momento que começar a realizar negócios.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora