Revista GGN

Assine

algoritmo

O jogo de cena da Lava Jato com José Serra, por Luis Nassif

Muitos se surpreenderam com o fato do algoritmo do STF (Supremo Tribunal Federal) ter sorteado o processo do senador José Serra (no caso da delação da JBS) para a Ministra Rosa Weber, e não para os indefectíveis Gilmar Mendes ou Alexandre de Moraes.

Teria o algoritmo falhado miseravelmente em hora tão delicada?

Não. O algoritmo continua bem azeitado. E a maior prova é o fato de Serra ter emergido das sombras onde se oculta sempre que o medo bate, e voltado a falar, querendo pegar carona na bandeira do parlamentarismo.

Leia mais »

Média: 4.9 (31 votos)

Mais uma forma de interferir no sorteio de processos, por Leandro Arndt

Foto Faculdade de Segurança

Mais uma forma de interferir no sorteio de processos

por Leandro Arndt

Comentário ao post "Xadrez dos sorteios do Supremo Tribunal, por Luis Nassif"

Existe outra maneira, mais difícil de investigar e mais fácil de programar: se o sistema de processos usar webservices, basta alguém ter uma chave reconhecida pelo sistema de processo eletrônico para simular o sistema oficial e definir o relator que quiser. 

Leia mais »
Média: 5 (6 votos)

Como funciona a distribuição processual, por Giorgioxeno

Como funciona a distribuição processual

por Giorgioxeno

Comentário ao post "Xadrez dos sorteios do Supremo Tribunal, por Luis Nassif"

Vou explicar como funciona a distribuição processual em qualquer unidade do MP federal ou Estadual, para dar uma idéia do que pode acontecer no STF:

Chega um Processo/Inquérito Policial.

(1) Se é antigo, já tem distribuição, então é só encaminhar para o referido gabinete do Procurador. Se o Procurador está de férias, há um substituto designado, então vai para este. Se o Procurador natural está afastado (licença médica, curso fora, etc...), há uma lista de Procuradores que cobrem este tipo de afastamento, então o sistema faz um sorteio. Se o processo cai em um Procurador X, o servidor tem que olhar se este procurador tem algum impedimento no tal processo... não é algo automático, é feito manualmente uma nova distribuição. 

Leia mais »

Média: 5 (6 votos)

Xadrez dos sorteios do Supremo Tribunal, por Luís Nassif

Nesses tempos de pós-verdade, há uma tempestade de teorias conspiratórias circulando pelo mercado. Uma delas é a respeito dos sorteios de relatoria no STF (Supremo Tribunal Federal), a enorme coincidência de processos fundamentais caírem com o Ministro Gilmar Mendes.

É um exemplo de como um conjunto de coincidências abre espaço para que mentes conspiratórias elucubrem à vontade.

Peça 1 – as coincidências

A primeira peça do nosso xadrez são as coincidências mencionadas.

2 de outubro de 2014

Direito de resposta do PT contra a revista Veja, às vésperas das eleições presidenciais.

Cai com Gilmar que obviamente nega.

Leia mais »

Média: 5 (37 votos)

Opinião do Nassif: parcialidade do judiciário desmoraliza princípios básicos do direito

Conheça as razões que fazem com que a maioria dos casos de grande repercussão no país tenham condenações com foco político 
 
 
Em todo inquérito penal existe uma margem de flexibilidade para o juiz decidir, ou seja, em cima de um conjunto de dados um juiz pode ter uma interpretação, outro juiz pode ter uma segunda interpretação. Dependendo da maneira que decidem é possível identificar os juízes em dois grupos, basicamente: os garantistas e os conservadores. Os garantistas são aqueles que prezam acima de tudo os direitos individuais, então o crime precisa ser muito bem comprovado para poder haver a punição, e a punição depende de um conjunto de alternativas que não são, necessariamente, a prisão.
 
Já os penalistas, conservadores, ou o nome que se dê, são os juízes que acham que precisam ser bastante severos mesmo contrariando a consistência das provas. Além desses dois perfis básicos, a tomada de decisão depende muito da influência do setor do judiciário onde o magistrado trabalha. Por exemplo, a Justiça Trabalhistas aceita mais os depoimentos testemunhais, já o direito penal, onde está inserida a Lava Jato, é extremamente severo com a produção de provas. Ou seja, em toda a ação penal você precisa identificar, claramente, o crime de cada agente com provas. 
 
Geralmente, no tráfico e roubo os juízes que atuam tendem a ser mais severos com as penas aplicadas. Mesmo assim, no tráfico, se não tiver tudo comprovado não tem punição. Porém, quando você chega no caso do ex-presidente Lula e lê a sentença do juiz Sérgio Moro em relação ao Triplex, não existem provas. 
Leia mais »
Média: 4.6 (12 votos)

Cármen Lúcia e o algoritmo domado do STF

O STF (Supremo Tribunal Federal) tornou-se órgão tão político que não se pode acreditar nem no seu algoritmo.

Em outros episódios, os tribunais já comprovavam como era fácil burlar o tal algorítimo. No “sorteio” para a relatoria das contas de campanha de Dilma e do PT, no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) atropelou-se o juiz natural (que deveria ser o substituto do que saíra) e os dois inquéritos foram sorteados por Robin, o Ministro Dias Toffoli, para Batman, o Ministro Gilmar Mendes. A probabilidade de dois prêmios para o mesmo Ministro era de 1 x 36, ou de 2,78%.

Agora, o sorteado é o Ministro Luiz Fachin.

A 2a Turma é composta por cinco Ministros.

Gilmar e Toffoli não poderiam ser sorteados, por excesso de militância.

Ricardo Lewandowski também não, porque seria massacrado pela mídia antes de pegar os processos.

Leia mais »

Média: 4.7 (36 votos)

Era do algoritmo aumenta vigilância de governos sobre indivíduos

Especialista aponta necessidade de entender como funciona mecanismo, e seu risco à democracia

 
Jornal GGN - Na história da humanidade, cada era foi submetida a um princípio de organização. Na era atual, esse princípio está sendo baseado nos algoritmos computadorizados, pondera o professor Paulo César Castro da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO/UFRJ). 
 
Em entrevista ao IHU, o docente se diz preocupado com a liberdade de exposição de pensamentos do indivíduo comum e, mais ainda, do risco que corre ao questionar alguma forma de vigilância posta em prática por governos e empresas, haja vista os casos Julian Assange e Edward Snowden, o primeiro refugiado na embaixada do Equador em Londres desde 2012, e o segundo na Rússia - os dois por denunciar mecanismos de controle e vigilância dos serviços de segurança dos Estados Unidos.
 
“Os algoritmos têm sido, para mim, umas das expressões máximas da lógica que estabelece hierarquias, recomenda o melhor e o pior, define valores e gostos, aponta caminhos e soluções e, por fim, redesenha muitos de nossos valores e vínculos sociais.”, avalia César Castro. Acompanhe a seguir a entrevista na íntegra. 
Leia mais »
Média: 5 (5 votos)

Facebook implementa novo algoritmo antimemes



Jornal GGN
– O Facebook anunciou mais um ajuste em seu feed de notícias com o objetivo de apresentar aos usuários “conteúdo de alta qualidade”, como notícias e eventos atuais, e, ao mesmo tempo, dar menos atenção a imagens de memes (piadas com imagens e frases que se geralmente repetem na rede social). Com isso, os usuários da rede de Mark Zuckerberg podem esperar mais links de notícias e histórias no feeds de notícias, principalmente no celular. As informações foram divulgadas na segunda-feira (2) no blog da rede social por Varun Kacholia, gerente de engenharia, e Minwen Ji, engenheiro de software.
Leia mais »

Sem votos