Revista GGN

Assine

São Paulo

Candidato Eduardo Campos morre em acidente aéreo em São Paulo

Foto: O Globo

Jornal GGN - O candidato Eduardo Campos morreu, na manhã desta terça (13), em um acidente aéreo em São Paulo. A aeronave que o levava a uma agenda no litoral paulista caiu em uma rua da cidade de Santos, por volta das 10h. Segundo a Aeronáutica, outros seis passageiros, incluindo os dois pilotos, não sobreviveram. O motivo do acidente ainda é investigado. O Corpo de Bombeiros afirma ter dificuldade para encontrar os restos mortais, espalhados pelo impacto da queda. 

Consta na lista de vítimas divulgada pela Infraero Alexandre Gomes e Silva, Carlos Augusto Leal Filho, Geraldo da Cunha (piloto), Marcelo Lyra (fotógrafo), Marcelo Matos (piloto) e o ex-deputado Pedro Valadares Neto.

A candidata a vice-presidente, Marina Silva (Rede), não acompanhava Campos na aeronave. Seguno o PSB, a família de Campos encontrava-se em Recife no momento do acidente. A mãe do candidato, Ana Arraes, ministra do Tribunal de Contas da União, ficou sabendo da tragédia em Brasília, e partiu para Pernambuco logo em seguida.

Poucas horas depois do acidente, o Corpo de Bombeiros informou que sete pessoas ficaram feridas e pelo menos três casas foram atingidas no acidente. As vítimas estão em atendimento em um hospital próximo.

Leia mais »

Média: 4.6 (8 votos)

Enquanto Huck obteve R$ 17 mi do BNDES para jato, Doria ganhou R$ 44 mi

Do Tijolaço

Farra aérea: Dória pegou R$ 44 mi no BNDES para comprar jatinho

Para quem achava que são uma vergonha  os R$ 17,7 milhões que Luciano Huck pegou no BNDES com juros subsidiados para comprar um jato Phenom para seus deslocamentos, lamento informar que o escândalo é ainda maior.

João Dória Júnior, que se orgulha de dizer que viaja pelo país e ao exterior com seu próprio avião, esqueceu de contar que o comprou com dinheiro do BNDES, a juros subsidiados, da mesma forma que o apresentador da Globo.

Mas em valor muito maior: R$ 44 milhões, embora pagando um pouco mais de juros (4,5% ao ano), bem menos do que nós, mortais, podemos pagar.

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

Doria quer adiantar prévias dentro do PSDB

Prefeito continua dizendo que sua participação na disputa "não está em discussão", mas diverge do grupo de Alckmin e pede que prévias para governo do estado e presidência acontecerem no mesmo dia 
 
joao-doria-cidade-linda-foto-secom-sp.jpg
(Foto Ascom Prefeitura de SP)
 
Jornal GGN - Tudo indica que a entrada de João Doria na política não terminará na prefeitura de São Paulo, aliás é cada vez mais provável que ele nem termine o mandato na cadeira do Edifício Matarazzo. É o que revela matéria na Folha de S.Paulo. Nesta semana, Doria pediu para que o seu partido, PSDB, antecipe a realização das prévias para escolher o candidato ao governo paulista.
 
A sigla programou para o início de março as prévias para escolher o candidato do partido à presidência da República e ainda não definiu uma data para a escolha do candidato para governador, mas a proposta inicial é que aconteça após a escolha do presidenciável. 
 
A manutenção dessa agenda é apoiada pelo grupo do governador de São Paulo e pré-candidato, Geraldo Alckmin, que também já declarou apoio a candidatura do atual vice Marcio França (PSB) ao governo do Estado, em troca de ampliação da coligação de Alckmin na disputa pelo Palácio do Planalto.
Leia mais »
Média: 1 (3 votos)

Acho muito pouco o valor do auxílio-moradia, diz novo presidente do TJ-SP


Foto: Reprodução da cerimônia, com o discurso do presidente do Tribunal de Justiça, Manoel Calças
 
Jornal GGN - "Acho muito pouco o valor do auxílio-moradia", afirmou o novo presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), Manoel Queiroz Pereira, ao responder a jornalistas, em tom irritado, durante a posse de Pereira na abertura do ano judiciário, nesta segunda-feira (05).
 
A fala cobrando, ainda, "respeito" da sociedade, ocorreu em meio à polêmica sobre o pagamento do benefício a juízes e desembargadores. O novo presidente do TJ defendeu a quantia de R$ 4,3 mil pago à magistratura.
 
"O auxílio-moradia é previsto na lei orgânica da magistratura. Eu recebo e tenho vários imóveis", admitiu em resposta aos jornalistas. Irritado com a forma como os casos têm sido expostos pela imprensa, explicou que alguns dos imóveis que detêm são fruto de herança.
Média: 3.9 (7 votos)

Desembargador com 60 imóveis recebe auxílio-moradia em SP

Pelo menos metade dos juízes e desembargadores que atuam na capital paulista recebem auxílio-moradia mesmo com imóveis próprios
 
desembargador_silva_neto.jpg
(Divulgação)
 
Jornal GGN - O desembargador José Antonio de Paula Santos Neto, que recebe auxílio-moradia do Tribunal de Justiça de São Paulo, tem 60 imóveis em seu nome. É isso que revela apuração da Folha de S.Paulo, publicada neste domingo. A matéria também aponta que metade dos juízes da capital, ou 2.275, acessam ao benefício, mesmo com imóveis próprios.
 
Para se defender, Santos Neto respondeu ao jornal que não acha "ideal" a existência do benefício, mas entende que isso acontece por falta de "um salário digno, proporcional à responsabilidade do magistrado". Quanto aos 60 imóveis, diz que é fruto de herança que recebeu dos país. O salário do desembargador é de R$ 30.471,11.
 
Os dados foram colhidos com base na lista pública do Conselho Nacional. Do total de beneficiados (2.275), considerando a Justiça estadual, federal, do trabalho e militar, 30% (680) recebe os R$ 4.348 mensais de auxílio-moradia, mesmo com imóveis próprios na capital. Separando do grupo apenas juízes, 43% que atuam na cidade de São Paulo, possuem casa própria na capital.
Leia mais »
Média: 5 (4 votos)

Juíza que liberou bloco Porão do Dops demonstra ignorância de fatos históricos

Magistrada declarou que militares enaltecidos pelo bloco "sequer foram reconhecidas judicialmente como autores de crimes perpetrados durante o regime ditatorial"
 
bloco_porao_do_dops.jpg
 
Jornal GGN - A juíza Daniela Pazzeto Meneghine Conceição, que permitiu o desfile do bloco de carnaval auto-intitulado Porão do Dops "demonstrou ignorância ou má-fé" na liminar concedida ao grupo que homenageia ex-torturadores do regime militar brasileiro. É isso que indica a nota de repúdio divulgada neste final de semana pelo Comitê Paulista pela Memória.
 
O grupo aponta que a magistrada da 39ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo declarou nos autos que as pessoas enaltecidas pelo bloco Porão do Dops "sequer foram reconhecidas judicialmente como autores de crimes perpetrados durante o regime ditatorial".
 
Com estreia marcada para o dia 10 de fevereiro, o grupo homenageia torturadores e assassinos do período militar brasileiro (1964 - 1985) como o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra e o policial Sergio Paranhos Fleury, enaltecendo crimes contra a humanidade, segundo entendimento da própria ONU ao avaliar história da ditadura no país. 
Leia mais »
Média: 5 (8 votos)

Pré-carnaval em SP reúne 2 milhões de foliões

Segundo prefeitura não houve registro de incidentes graves, mas usuários da linha 4 Amarela enfrentaram problemas e algumas estações ficaram suspensas 
 
blocos_sao_paulo.jpg
(Foto Agência Brasil)
 
 
 
 
O pré-carnaval de rua paulistano atraiu cerca de dois milhões de foliões no sábado (3), primeiro dia de folia, segundo a prefeitura de São Paulo. Foram 108 blocos desfilando principalmente nas regiões central e oeste da cidade. Hoje (4), estão previstos mais 79 blocos que se apresentarão na capital paulista.
 
Segundo a administração municipal, até o momento não houve registro de incidentes graves. No entanto, as pessoas que usaram ontem da linha 4 Amarela do Metrô enfrentaram problemas devido ao excesso de usuários que se dirigiam ao Largo da Batata, na zona oeste, onde o bloco Casa Comigo atraiu milhares de foliões.
 
De acordo com a concessionária da linha, a Via Quatro, a operação de algumas estações da linha chegou a ser suspensa devido ao acionamento de botões de emergência nos vagões das composições. A linha 4 Amarela atende regiões onde estão previstos desfiles da maioria dos blocos carnavalescos.
Leia mais »
Média: 3 (2 votos)

Juíza libera bloco de Carnaval paulistano que faz homenagem a torturadores

Bloco fascista celebra o torturador e membro do Esquadrão da Morte, Sergio Paranhos Fleury, e o torturador Carlos Alberto Brilhante Ustra
 

Do Jornalistas Livres

Em decisão que acaba de ser divulgada, a juíza Daniela Pazzeto Meneghine Conceição, da 39ª Vara Cível do Tribunal de Justiça de São Paulo, liberou a propaganda, divulgação e o desfile do Bloco de Carnaval denominado “Porões do Dops”, patrocinado pelo grupo ultraconservador Direita São Paulo.

Veja AQUI a decisão da juíza Daniela Pazzeto Meneghine Conceição

Com estréia marcada para o próximo dia 10 de fevereiro, o Bloco celebra a prática de tortura do período militar, enaltecendo e homenageando gente como o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra e o policial Sergio Paranhos Fleury, sinistros assassinos e torturadores que fizeram centenas de vítimas durante a Ditadura Militar.

Leia mais »

Média: 4.3 (7 votos)

A história não é uma aliada, por Gustavo Conde

 
A história não é uma aliada
 
por Gustavo Conde
 
História, história, história. A gente fala muito em história, no julgamento da história, nos livros de história, mas quem se preocupa com história somos apenas nós mesmos - é por isso que, em geral, ficamos do lado certo, o que, a rigor, é o único lado.
 
Esses juízes e mais a imprensa se lixam para a história. É aonde reside a força deles. Eles não estão nem aí se a história vai ler assim ou assado suas ações de brutalidade jurídica e de linchamento midiático.
 
Lixaram-se em todos os golpes, notadamente no de 64. A imprensa apoiou o golpe e o STF também. Tudo pelegagem da mais nobre cepa.

Leia mais »

Média: 4.4 (9 votos)

PM de São Paulo impede vigília em apoio a Lula

E em Porto Alegre, Brigada Militar barra embarcação com boneco do ex-presidente no rio Guaíba (Foto CUT Roberto Parizotti)
 
 
Jornal GGN - Movimentos populares em apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva organizaram uma vigília iniciada na noite desta terça-feira (23) na Avenida Paulista, mas foram impedidos de manter o ato durante toda a madrugada pela Polícia Militar do Estado de São Paulo. Segundo informações da CUT, uma das organizadoras da manifestação, por volta das 21h30, um cabo da PM chegou até à organização do evento e pediu para encerrar a atividade às 22h, alegando que o ato convocado pelo movimento patrocinado pelo MBL, contra o ex-presidente, já tinha sido encerrado. 
 
Desde segunda feira uma série de atos acontecem em todo o país em apoio a Lula, em razão do julgamento realizado nesta quarta-feira (24) pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), do recurso da defesa de Lula contra sentença do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal Criminal de Curitiba. 
Leia mais »
Média: 3 (2 votos)

Desembargador nega afastamento de Capez

Magistrado pergunta por que pedido não foi feito quando 'máfia da merenda' veio a tona em 2016 e joga decisão de bloqueio de bens para colegiado 
 
Foto: Alesp 

fernando_capez_foto_alesp-divulgacao.jpg
 
Jornal GGN - O pedido de afastamento e o bloqueio de bens do deputado estadual de São Paulo, Fernando Capez (PSDB), realizado pelo procurador-geral da Justiça do Ministério Público de São Paulo, Gianpaolo Smanio, em decorrência das investigações no caso "máfia da merenda" foi negado nesta terça-feira (16) pelo desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, Sérgio Rui. 
 
Smanio pediu o afastamento de Capez das suas funções na Assembléia Legislativa e também do cargo de procurador da Justiça, sob o argumento de por em risco as investigações a partir dos "poderes inerentes aos cargos ocupados". A contra-argumentação do desembargador Rui foi que esse pedido deveria ter sido feito em janeiro de 2016, logo quando o escândalo veio a tona e que "somente agora pretende-se admitir que a periculosidade do acusado, que permanecia em estado latente, rendeu consequências apocalípticas". 
Leia mais »
Média: 2 (4 votos)

Indiciamento de Haddad "atinge indiretamente a campanha de Lula", diz colunista

Foto: Ricardo Stuckert
 
 
Jornal GGN - O indiciamento de Fernando Haddad "atinge indiretamente a campanha de Lula", escreveu a jornalista Mônica Bergamo na Folha desta terça (16). Segundo ela, o setor jurídico do PT avalia que a ação da Polícia Federal "atende a fins políticos e é guiada pelo calendário eleitoral, com interesse em prejudicar a sigla." Haddad é coordenador da campanha de Lula e, volta e meia, é cotado para ser o plano B do partido, caso o ex-presidente seja inabilitado.
 
Na segunda (15) o GGN publicou reportagem exclusiva analisando as fragilidades do indiciamento de Haddad por suposto recebimento de recursos da UTC via caixa 2. O relatório a Polícia Federal mostra que o procedimento está recheado de omissões, falta de apuração e manipulação de evidências, de maneira que o ex-prefeito foi arrastado para o caso praticamente à força. Leia aqui.
Leia mais »
Média: 4 (4 votos)

"Para além da política, o que sobra é o autoritarismo", diz chefe do TCM

Novo presidente do Tribunal de Contas do Município responde às críticas que o órgão seria responsável por travar administração de Doria 

Conselheiro do Tribunal de Contas do Município de São Paulo, João Antonio da Silva Filho Fonte: TCM Divulgação
 
Jornal GGN - "Temos de agir antes que o mal aconteça". A fala do conselheiro João Antonio da Silva Filho que assumirá no dia 22 de janeiro a presidência do Tribunal de Contas do Município foi uma resposta em entrevista à Folha de S.Paulo, quando perguntado a respeito das duras críticas que o TCM tem recebido do prefeito da cidade, João Doria Jr, de que as suas funções prejudicam a administração do tucano e, portanto, a própria cidade.
 
Segundo Silva Filho, o Tribunal de Contas atua baseado em duas premissas: a legalidade do ato público de administração e o bom investimento do dinheiro da cidade. Por essa razão, o órgão atua antes que os projetos do governo municipal saiam do papel. Ele reconhece que esse modus operandi cria tensão entre as duas forças, e que o ex-prefeito, Fernando Haddad, também reclamava do TCM. O novo presidente do TCM foi, inclusive, vereador e deputado pelo PT e secretário de Relações Governamentais na gestão Haddad, mas se afastou do partido logo quando foi indicado pela Câmara para o Tribunal.
Leia mais »
Média: 4 (4 votos)

Temporada de chuvas: drama de sempre, por Nilto Tatto

Temporada de chuvas: drama de sempre

por Nilto Tatto

O ano começa e com ele nossa preocupação com a intensificação das chuvas torrenciais, em especial na região metropolitana de São Paulo. O resultado disso, bem sabemos: inundações, deslizamentos de encostas, aumento dos riscos para o abastecimento de água à população e das atividades econômicas, além de períodos maiores com condições climáticas ruins para a dispersão de poluentes, o que afeta a saúde.

Chuva é fenômeno normal nessa época do ano, mas o aumento do seu volume acontece em decorrências das mudanças no clima, que implicam em grandes perdas materiais, piora da qualidade de vida e aumento de doenças e mortalidade. A população de baixa renda, como sempre, é a mais atingida. Primeiro por habitar, em geral, nas regiões de risco como encostas e várzeas alagáveis; e, também, porque tem menor acesso a serviços de saúde, além de falta de condição econômica para adquirir equipamentos que podem minimizar os impactos do calor e má qualidade do ar, como condicionadores de ar, humidificadores etc.

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

A clara e evidente incompetência do juiz Sergio Moro para processar e julgar o ex-presidente Lula, por Afrânio Silva Jardim

do Empório do Direito

A clara e evidente incompetência do juiz Sergio Moro para processar e julgar o ex-presidente Lula

por Afrânio Silva Jardim

Lanço aqui um DESAFIO para os leigos em Direito e para qualquer Procurador da República sobre a alegada existência de conexão que prorrogue a competência da 13ª Vara Federal de Curitiba para julgar crimes que teriam sido praticados em São Paulo, todos da competência da Justiça Estadual. Vamos lá:

Que hipótese de conexão do artigo 76 do Cod. Proc. Penal existe entre o crime de lavagem de dinheiro, praticado pelo doleiro Alberto Youssef, através do Posto Lava Jato, sito no Paraná, e os crimes atribuídos ao ex-presidente Lula, que teriam sido praticados em São Paulo ???

Leia mais »

Média: 3.6 (17 votos)