Revista GGN

Assine

sorteios

Distribuição de processos no STF é homogênea, mas não prova que é aleatória

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - A Agência Pública analisou mais de meio milhão de processos distribuídos entre ministros do Supremo Tribunal Federal e produziu uma reportagem especial sobre um dos assuntos classificados como uma espécie de "caixa preta" na instituição: o sistema de sorteio.
 
Segundo a reportagem, a análise sobre documentos da última década mostrou "relativo equilíbrio" no resultado dos sorteios, mas não descarta possíveis manipulações nem prova que o mecanismo é, de fato, aleatório.
 
A Agênia lembrou que as dúvidas acerca da distribuição dos processos paira até dentro do Supremo. O veículo lembrou que quando Cármen Lúcia assumiu a presidência da Corte, prometeu promover uma auditoria externa. Algo que, até hoje, não foi feito. A prova de que a ministra não deixou a desconfiança de lado foi que ela acompanhou pessoalmente o sorteio da relatoria da Lava Jato, como se "necessário ver para crer".
Média: 5 (2 votos)

Deputado defende apuração sobre sorteios no Supremo que favorecem Temer e tucanos

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - O deputado federal Wadih Damous (PT) gravou e divulgou nas redes sociais, nesta quarta (23), um vídeo onde questiona o sistema de distribuição de processos feito no Supremo Tribunal Federal, por meio de sorteio. O parlamentar avaliou que é muita "coincidência" que casos de extrema relevância para o contexto político atual caiam nas mãos de ministros como Alexandre de Moraes e Gilmar Mendes.
 
Em artigos no GGN, Luis Nassif tem lançado luz sobre a questão colocando em pauta a possibilidade de manipulação nos sorteios.
Média: 5 (10 votos)

Xadrez dos sorteios do Supremo Tribunal, por Luís Nassif

Nesses tempos de pós-verdade, há uma tempestade de teorias conspiratórias circulando pelo mercado. Uma delas é a respeito dos sorteios de relatoria no STF (Supremo Tribunal Federal), a enorme coincidência de processos fundamentais caírem com o Ministro Gilmar Mendes.

É um exemplo de como um conjunto de coincidências abre espaço para que mentes conspiratórias elucubrem à vontade.

Peça 1 – as coincidências

A primeira peça do nosso xadrez são as coincidências mencionadas.

2 de outubro de 2014

Direito de resposta do PT contra a revista Veja, às vésperas das eleições presidenciais.

Cai com Gilmar que obviamente nega.

Leia mais »

Média: 5 (37 votos)

A roleta suspeita dos sorteios do Supremo

Atualizado às 10:00

Vamos a uma análise probabilística, tão ao gosto dos procuradores midiáticos.

Para avaliarmos a extraordinária coincidência dos processos de José Serra e Aloysio Nunes caírem com o Ministro Gilmar Mendes e o de José Serra com Alexandre de Moraes, o roteiro é o seguinte:

O STF (Supremo Tribunal Federal) tem 11 Ministros:

1.     Ministro Roberto Barroso

2.     Ministro Marco Aurélio

3.     Ministro Luiz Fux

4.     Ministra Rosa Weber

5.     Ministro Alexandre De Moraes

6.     Ministro Gilmar Mendes - Presidente

7.     Ministro Celso De Mello

8.     Ministro Ricardo Lewandowski

9.     Ministra Cármen Lúcia

10.  Ministro Dias Toffoli

11.  Ministro Edson Fachin

Leia mais »

Média: 5 (21 votos)