Espetáculo quebra preconceitos e ganha temporada na Funarte SP

Foto: Caue Felix

Jonal GGN – Fomentando o debate LGBT, o Complexo Cultural Funarte SP recebe a nova temporada da peça teatral “Manifesto Inapropriado”. No palco a música e poesia dominam e a estreia está marcada para a próxima sexta-feira, 9 de março, na Sala Carlos Miranda.

Em cena, “Manifesto Inapropriado” se desenrola a partir do pano de fundo de pesquisa do grupo: depoimentos, entrevistas, notícias de jornal e denúncias de LGBTfobia em redes sociais.

Os dados, que resultaram na criação coletiva da peça, se espelham na pesquisa realizada em 2016 pela Rede TransBrasil e pelo Grupo Gay da Bahia (GGB), que revela o Brasil como o país que mais mata a população LGBT+ em todo o mundo.

“Manifesto Inapropriado” questiona as estruturas sociais que oprimem a comunidade LGBT e propõe alternativas aos discursos de ódio por meio da poesia, da música e do canto. Quem dirige o espetáculo é Rodrigo Mercadante, da Cia. do Tijolo.  

As apresentações na Funarte SP seguem em cartaz até 1 de abril, às sextas e sábados, às 21h; e aos domingos, às 20h.   

Ficha técnica

Direção: Rodrigo Mercadante | Direção musical: Paulo Ohana |  Elenco: Lucas Sequinato e Ton Ribeiro | Músicos: Paulo Ohana e Theo Coelho Yepez | Figurino e cenário:  Ângela Sauerbronn de Andrade | Iluminação: Ton Ribeiro | Técnica e operação de luz e som: Bruno Garcia e Karen Mezza | Maquiagem: Bruna Sequinato | Direção de movimento: Gabriel Küster | Arte e design gráfico: Bruno Cardoso | Dramaturgia coletiva | Produção: Carolina Banin e Núcleo de Produção da Cia. Histriônica de Teatro | Assessoria de imprensa: Pombo Correio

Duração: 90 minutos.

Classificação etária: 16 anos.

Serviço

Manifesto Inapropriado

Local: Sala Carlos Miranda – Complexo Cultural Funarte SP

Endereço: Alameda Nothmann, 1058, Campos Elíseos – São Paulo, SP

Temporada: de 9 de março a 1º de abril

Quando: às sextas e sábados, às 21h; domingos, às 20h.

Ingressos: R$ 20 (meia-entrada: R$ 10) –  ***Cartões não são aceitos

*A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo.

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Teste positivo para covid-19 em quem já teve a doença leva cientistas a investigarem se é possível reinfecção

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome