A escola longe do mundo

Caro Nassif,

  Muitas vezes a educação no Brasil é tratado de forma inviezada (e por isso não muda nunca). Ou apenas números e números (os seus cabeças de planilha !!).

  A universidade Brasileira é inoperante por vários fatores. A evasão e não correspondência escolar idem, etc.

  Por que isto?

  Por que nunca discutimos a qualidade e eficiência de forma séria. Nosso sistema de ensino é baseado na decoreba. Veja aqueles links no post das criticas do Feynman. Os caras cantam musiquinhas para tentar convencer a mulecada.

  O problema central no sistema é que o sistema não deixam e não permite que a mulecada perceba a beleza e vantagens e necessidade de se estudar. A musiquinha tem efeito contrário: só aprendi porque tinha um professor que cantava aquela musica !!

  Ao jovem no nosso sistema de ensino pouca liberdade e pouca diversidade é oferecida a ele e por isto eles não gostam, odeiam. A eles é ensinado que Butão existe, aos alunos que tenderão para a área de humanos é ensino coisas complexas de matemática e física ( E NADA OU QUASE NADA SOBRE VIGOTSKY, PIAGET, CARLOS DRUMOND, MOZART, DA VINCI, VITOR HUGO, … CHICO BUARQUE, …), em suma, se o aluno tem aptidão para letras, o único que lhe é oferecida é aprender ou decorar as regras gramaticais. Em contrapartida, lhe é tentado ensinar sobre calculos de raizes complexas, electricidade e magnetismo, ….

  Já pessoa com tendencias para área de exatas não lhe é permitido entender que há problemas em aberto na matemática, na física, …. Não lhe é ensinado a criar web pages, …. não lhes é ensinado sobre o calculo integral e diferencial, … mas em contrapartida lhe fazem decorar que Butão existe e sua capital é tal e tal.

  A minha expectativa para mudar este quadro seria conscientizar as pessoas sobre a seriedade do problema: falta de qualidade e eficiencia do sistema e os motivos da falta de qualidade e eficiência.

  Saídas para o problema: (1) reforma do ensino, (2) criação de escolas top (ou de referencia), (3) convencimento de empresários (como o Eike Batista) que se ele não criar uma empresa como a UNX (univ. X) os recursos naturais vão se extinguir e aí ele não poderá extrair mais riquezas do planeta, se não criar novas tecnologias, esse processo de estinção dos recursos será irreversivel, então aquele negócio 360 graus (que ele prega) fica furado.

  O Eike é capaz de criar uma univ. privada nos moldes de Cornell, MIT, … como os bilionários americanos o fizeram e que trouxe ótimos dividendos para os americanos (bilionários inclusive). Toda a riqueza americana estava baseada na Mec. Quântica !! (digo vale do silício)

  A do Eike está baseda (pelo que entendi na Geologia !!). Modestamente, penso que ele deve se voltar para Mec. Quantica. Tem que tentar fazer os fios de transmissão conduzir eletricidade sem perdas de energia (existe um fenomeno chamado de Supercondutividade-SC), mas a SC só ocorre a baixas temperaturas mas pesquisas praticadas pela UNX poderia descobrir materiais que SC a temperatura ambiente (isto foi somente um exemplo).

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome