O desabafo de um militar

Por alex

Caro Nassif, acompanho o seu blog há muito tempo. Se existe um blog democrático, na mais pura a acepção da palavra, é o seu. Aqui discutimos de música a energia nuclear. Sou militar há quase 20 anos. E de tanto ler sobre nós militares na imprensa, resolvi escrever este post.

O que mais fico espantado com a maioria das matérias que falam sobre nós militares, é que são escritas, ditas, faladas, comentadas por pessoas que não são do meio. Ao se falar em modernização e nas políticas direcionadas as Forças Armadas eu até acho engraçado, pois sem nenhum desrespeito, parecem até piadas. As Forças Armadas, Exército, Marinha e Aeronáutica, bem como o nosso Congresso Nacional, qualquer Ministério, o STF, um supermercado, a casa onde mora uma família, um bar, ou uma praça, não passam de construções aonde são empregadas, areia, cimento, ferro, madeira, tinta e etc. São construções sem vida. O que fazem estas construções terem vida, são AS PESSOAS que as integram.

Esse negócio da compra dos caças para modernizar a Aeronáutica é outra piada. O Governo quer um, a Oposição que outro, os “especialistas” se dividem de acordo com suas orientações políticas. Pra começo de história, o melhor para o Brasil não seria nenhum dos três que aí estão. O melhor seria o Sukhoi SU-35. Que não está mais na disputa. Apenas uma pergunta: já imaginou como ficaria o Brasil comprando caças russos com transferência total e irrestrita de tecnologia? Os EUA jamais permitirão isso. Isso não sai na imprensa pois a Aeronáutica jamais admitirá isso de forma oficial. Afinal de contas, somos militares, nós cumprimos ordem. Agora, se quer realmente saber, vá a Anápolis e pergunte de forma informal as praças ou oficias envolvidos no projeto e saberá a razão. Enquanto isso, Dassault pra cá, Saab pra lá e Boeing não sei pra onde. E afirmo que qualquer que seja o caça escolhido, não vai mudar nada. A compra dos submarinos para a Marinha Brasileira e a futura construção de uma base para esses é a mesma coisa.

Quem assistiu a entrevista do ministro Jobin ao Kennedy Alencar em seu programa “É Notícia” na Rede TV viu por parte do ministro um exercício incomensurável de falácias e invencionices.

Mas o que eu queria mesmo dizer é o seguinte. TODOS, falam isso e aquilo das Forças Armadas, modernização, políticas militares, um monte de besteiras sem tamanho. Caças supermodernos, submarinos com propulsão nuclear e TODOS esquecem o PRINCIPAL no que diz respeito às Forças Armadas: OS MILITARES.

Como aceitar que um coronel da Policia Militar do Distrito Federal tenha um soldo de mais de R$ 15.000,00 e um General de Exercito quatro estrelas, ou seja, três postos acima de um coronel, não passe dos R$ 9.000,00? Que um soldo de um soldado da Aeronáutica seja de R$ 1.000,00 e um soldado da Polícia Militar do Distrito Federal ganhe mais de R$ 4.000,00, isso mesmo, R$ 4.000,00!

Somos as Forças Armadas, defendemos a soberania do País, na terra, no ar e no mar. Quando a coisa engrossa numa cidade, não é a polícia, seja ela qual for (civil ou militar) que a sociedade recorre, recorrem a nós Militares. E a toda hora vemos casos de corrupção nas policias civis e militares. E quando se viu um caso de corrupção em uma das três Forças singulares? E parece que o salário das polícias não é só o fator determinante para a corrupção. Não faz muito tempo e a policia mais bem paga do país (PM-DF) se viu em um escândalo de corrupção envolvendo a sua cúpula, ou seja, o Comandante Geral da Polícia Militar, o Chefe do Centro de Inteligência e o Diretor de Finanças da Corporação. E até agora, nada!

Desculpe-me a comparação com a PM-DF, não tenho nada contra as Policia Militar do Distrito Federal, como nada contra a nenhuma outra policia, civil ou militar de nenhum outro estado. Eu apenas quis fazer um comparativo para que as pessoas saibam até que ponto chegamos.

O verdadeiro problema das Forças Armadas que ninguém, NINGUÉM, aborda é esse. O nosso salário e as políticas sociais dos militares. O pior de tudo é que maior culpado disso somos nós militares. Nossos oficiais generais, todos eles, sejam de quais Forças forem, são COVARDES e OMISSOS, sem exceção. Enquanto nossos salários são massacrados, ninguém, nem militares, civis ou “especialistas” de plantão aborda esse aspecto.

Garanto a todos aqui que toda essa conversa de modernização das Forças Armadas é tudo balela, blábláblá e trololó. A coisa só vai ser séria na hora que alguém de verdade começar a rever a nossa política salarial e social que simplesmente é uma vergonha nacional, que poucas pessoas sabem e que ninguém se importa.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora