O Mundo dos Supercomputadores

 

Berço da internet projeta máquina 10 milhões de vezes mais veloz que PC

Agência americana lançou programa para construir máquina mais rápida.

Computador deverá fazer 1 quintilião de cálculos matemáticos por segundo.

Supercomputador Cray Jaguar consegue fazer 1.759.000.000.000.000 operações de ponto-flutuante por segundo.

Cray Jaguar consegue fazer 1.759.000.000.000.000 operações de ponto-flutuante por segundo. Máquina que será desenvolvida na Darpa deve chegar a 1 quintilião, 500 vezes mais cálculos por segudo do que o supercomputador mais potente da atualidade. (Foto: Divulgação)

A Agência de Pesquisa de Projetos Avançados de Defesa (Darpa) norte-americana anunciou nesta semana um projeto para construir o supercomputador mais rápido do mundo. A máquina que os pesquisadores querem desenvolver deve ser mais de 500 vezes mais veloz do que o supercomputador mais poderoso em funcionamento e atingir a marca de 1 quintilião de cálculos matemáticos por segundo. A Darpa é a responsável pelo nascimento da rede que serviu como embrião da internet, conectada pela primeira vez em 29 de outubro de 1969.

A velocidade dos computadores é medida em Flops – sigla em inglês para operações de ponto-flutuante por segundo –, cálculos que envolvem números muito pequenos ou muito grandes. Um bom computador caseiro, com o processador Intel Core i7 980 XE,  por exemplo, opera em pouco mais de 100 GFlops – 100.000.000.000 dessas operações a cada segundo. A nova máquina será, portanto, 10 milhões de vezes mais veloz do que as máquinas domésticas.

Em 2008, pesquisadores conseguiram quebrar a barreira dos petaflops (PFlops) – o equivalente a um quadrilhão, 1.000.000.000.000.000 de cálculos por segundo. O IBM Roadrunner, que está em um laboratório no Novo México, Estados Unidos, chega a 1,1 PFlops. O que a Darpa quer agora é chegar a um quintilião de operações, mil vezes mais do que isso (1.000.000.000.000.000.000 operações por segundo).

Foto: AP

Atualmente, o supercomputador mais poderoso do mundo é o Jaguar XT5, construído pela Cray no Oak Ridge National Laboratory, em Oak Ridge, Tennessee, com velocidade de 1,759 PFlops. Ou seja, se conseguir chegar ao quintilião de operações, o computador planejado pela Darpa será 568 vezes mais rápido do que o Jaguar.

O Jaguar ocupa o primeiro lugar da lista TOP500, que divulga os supercomputadores líderes em velocidade no mundo, desde 2009.

Um documento publicado pela Darpa explica que o sistema Omnipresent High Performance Computing (OHPC) envolverá novas pesquisas e desenvolvimento, para aprimorar hardware, software e design de linguagem que permitam alto desempenho, melhor hierarquia de memória e armazenamento, entre outras características. Até o dia 6 de agosto, empresas podem apresentar projetos para participar do programa da agência.

Com o passar dos anos, pesquisas como essa e os avanços das tecnologias de computação provocam a queda no custo das operações realizadas pelos computadores. Em 1961, o custo aproximado por GFlops era de US$ 1,1 trilhão (o equivalente a 17 milhões de unidades do IBM 1620, que custava US$ 64 mil). Em 1984, chegar a essa velocidade custava US$15 milhões. De lá para cá, os números só despencam: US$ 30 mil em 1997, US$ 1 mil em 2000, US$ 82 em 2003 e apenas US$ 0,13 em 2009.

http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2010/06/berco-da-internet-projeta-maquina-10-milhoes-de-vezes-mais-veloz-que-pc.html

 

 

23/06/09 – 18h07 – Atualizado em 23/06/09 – 18h07

Alemanha entra no topo de lista global de supercomputadores

Na versão anterior, nove primeiras posições eram ocupadas pelos EUA. 

Agora, máquinas da Alemanha estão no terceiro e décimo lugares.

Foto: France Presse

 

Jugene, que ocupa terceiro lugar no ranking, fica em centro de pesquisa na Alemanha. (Foto: France Presse)

 

Dois computadores em funcionamento na Alemanha entraram no topo da lista de supercomputadores mais rápidos do mundo – nas dez primeiras posições do ranking divulgado nesta terça (23) há oito máquinas dos Estados Unidos e duas da Alemanha. Na lista anterior, de novembro de 2008, os EUA ocupavam sozinhos do primeiro ao nono lugar, enquanto a China ficava em décimo. No total, são 500 supercomputadores.

A primeira e segunda posição continuam iguais: elas são ocupadas, respectivamente, pelas máquinas Roadrunner e Jaguar, ambas localizadas em centros de pesquisa dos Estados Unidos. Criado pela IBM, o Roadrunner se tornou em junho de 2008 o primeiro computador a quebrar a barreira do petaflop (1 quadrilhão de cálculos por segundo) e continua sendo um dos sistemas mais eficazes no consumo de energia. 

O Roadrunner chega a 1,105 petaflop, enquanto o Jaguar atinge 1,059 petaflop. Já o terceiro lugar, ocupado pelo recém-apresentado Jugene, conseguiu esse posicionamento com 825,5 teraflops (trilhões de operações por segundo) – teoricamente, é possível que seu desempenho chegue a 1 pentaflop. 

Também da IBM, o Jugene fica no centro de pesquisa Forschungszentrum Juelich, na Alemanha, e por isso o país europeu foi colocado no topo da lista liderada pelos EUA. Esse mesmo centro, o FZJ, aparece na décima posição com o Juropa, um supercomputador com capacidade de 274,8 teraflops.

As outras novidades entre as dez máquinas mais rápidas, ambas instaladas nos EUA, são o Kraken XT5 (sexta posição; 463,3 teraflops) e Dawn – Blue Gene/P (nona posição; 415,7 teraflops). 

De todas as máquinas listadas no ranking, 291 estão nos Estados Unidos. A Europa tem 145 (contra 151 na lista anterior), seguida pela Ásia, com 49 máquinas (antes eram 47). Países de outras regiões também aparecem na lista, da qual o Brasil não participa.

http://g1.globo.com/Noticias/Tecnologia/0,,MUL1205140-6174,00-ALEMANHA+ENTRA+NO+TOPO+DE+LISTA+GLOBAL+DE+SUPERCOMPUTADORES.html

 

Brasil tem novo supercomputador do clima

 

Rate This

Brasil tem novo supercomputador do clima

SÃO PAULO  – Um novo supercomputador adquirido pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) ampliará em mais de 50 vezes a capacidade de processamento de informações cruciais para a previsão do tempo.

Além de mais confiáveis, as previsões deverão ser feitas com maior prazo e qualidade, umas vez que o nível de detalhamento será de cinco quilômetros na América do Sul e 20 quilômetros para todo o globo.

Segundo informações do Ministério de Ciência e Tecnologia, será possível prever eventos extremos com bastante confiabilidade, entre eles chuvas intensas, secas, geadas e ondas de calor.

O sistema foi adquirido nos Estados Unidos com recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCT) e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). Sua velocidade é de aproximadamente 15 TFlops, ou seja, 15 trilhões de operações aritméticas por segundo. Nos testes realizados semana passada na fábrica de Chippewa Falls, Wisconsin (EUA), a máquina atingiu velocidade efetiva de 16,6 TFlops.

Esses números mostram que, se fosse atualizado hoje, o Top500, que relaciona os computadores mais rápidos do planeta, colocaria a máquina que será instalada no Inpe na 20ª posição geral e em 1º lugar entre as utilizadas para previsão numérica de tempo e clima no mundo.

A entrega da máquina XT6 está prevista para o final de julho, enquanto o início de sua operação deve ocorrer em dezembro.

O novo sistema de será instalado no Inpe em Cachoeira Paulista (SP) e será utilizado pelos centros de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTec) e de Ciência do Sistema Terrestre (CCST) do próprio Instituto, além dos grupos de pesquisa, instituições e universidades integrantes da Rede Brasileira de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas (Rede Clima) do MCT, do Programa Fapesp de Pesquisa em Mudanças Climáticas Globais e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) para Mudanças Climáticas.

Fonte: http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/brasil-tem-novo-supercomputador-do-clima-22062010-11.shl

 

http://trainingtecnologia.wordpress.com/2010/06/22/brasil-tem-novo-supercomputador-do-clima/

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora