Serpro lança piloto, em open source, para compras do governo

Sustentabilidade e inovação estão na pauta do Serpro. Esse mês, o Serviço Federal de Processamento de Dados inicia um piloto, batizado de ‘Processo Verde”, para reduzir o uso de papel internamente no processo de compras govrernamentais. Atualmente, informa a estatal, são consumidas cerca de 800 folhas em cada processo de compra. A partir de janeiro de 2013, esse procedimento será 100% virtual e com a utilização da certificação digital.

De acordo com Luiz Cláudio Turbay, superintendente de Aquisições e Contratos do Serpro, o “Processo Verde” respeita integralmente a legislação relacionada a compras públicas, ao mesmo tempo em que está alinhado ao objetivo empresarial da sustentabilidade. “Para se ter uma ideia, serão quase um milhão de páginas por ano que deixarão de ser impressas, arquivadas e mantidas para posterior recuperação”, indica Turbay.

O projeto piloto do “Processo Verde” , na área de aquisições e contratos, começa este mês e pela unidade de Belo Horizonte, mas será expandido para todo o Serpro a partir do início do próximo ano. A ferramenta utilizada será o Alfresco, o gerenciador eletrônico de documentos de código aberto mais baixado no mundo, segundo sua comunidade de desenvolvimento.

Turbay pontua que uma das grandes vantagens do “Processo Verde” é que ele dará mais agilidade à gestão interna e maior celeridade e qualidade às auditorias externas. “Será mais fácil para o Serpro o atendimento aos pedidos dos órgãos de controle, que já exigem os documentos digitalizados. Outro aspecto é a disponibilização de documentos para a sociedade, em cumprimento à Lei de Acesso à Informação, que será muito mais dinâmica”, informa.

Além da agilidade, merecem destaque os ganhos de logística, segurança e gestão do conhecimento, tendo em vista que a mudança impacta diretamente na guarda, armazenamento e recuperação da informação. “Essas são questões sensíveis em toda esfera da administração pública federal. Por isso, com o sucesso do piloto do Processo Verde no Serpro a solução poderá ser compartilhada com outros órgãos de governo”, completa Turbay.

Fonte: http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=30997&sid=10

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome