O desempenho marcante de Mateus Solano em “Amor à vida”, por Jairo Arco e Flexa

Por Jairo Arco e Flexa
 
 
Este comentário está sendo enviado como resposta ao post de JbMartins, porque o texto de Martins parece-me ser o mais recente no momento em que escrevo.
 
Mas, na verdade, eu o envio como um comentário de ordem geral diante da maioria dos comentários anteriores ao post de Daniel Taubkin.
 
“Menas”, gente, “menas”…
 
Estou de acordo com quase todos que dizem que Taubkin exagerou em sua manifestação. Provavelmente entusiasmado com a alta densidade emocional das cenas em que o personagem Felix é desmascrado e entra em crise. A meu ver (“meu ver”, vejam bem) a empolgação do prezado Taubkin levou-o a excessos opinativos.

 
Porém – e isso agora não é “a meu ver” – trata-se de uma constatação objetiva, uma observação realista, de caráter factual, a esmagadora maioria dos colegas do blog que reprovou o entusiasmo do Taubkin deixou claro que não acompanha “Amor à Vida”, mas apenas transmitiu sua opinião (à qual, evidentemente, têm todo o direito) sobre as novelas da TV brasileira de um modo geral.
 
De minha parte, também não “acompanho” a novela de Walcir Carrasco, a qual é sintonizada todas as noites em casa por minha família. Mas pelo menos duas vezes por semana, com certeza, assisto a alguns capítulos.
 
Em permitam-me dizer (mais uma vez, não é “a meu ver”), o que vou dizer é uma constatação de um profissional que conhece algumas coisas do ofício e da arte de interpretar, o desempenho de Mateus Solano em “Amor à Vida” constitui um dos momentos mais marcantes de um ator brasileiro que tenho visto em muitos anos.
 
Isso em qualquer veículo: televisão, cinema ou teatro. Em minha vasta vivência profissional, ou nos palcos ou como crítico, afirmo que não são muitos os desempenhos de um ator que me marcaram profundamente. Cito alguns: o inesquecível Ziembinski em “Volta ao Lar!, de Harold Pinter (que vi pela primeira vez da platéia, no Rio, e mais tarde, ao seu lado no palco, quando atuei na peça na temporada paulista), um punhado de atuações de Walmor Chagas em várias peças, Luis Melo, como Macbeth, na montagem da peça dirigida por Antunes Filho e Antonio Fagundes em
 
“Fragmentos de Um Discurso Amoroso”. Isso no teatro. No cinema, jamais esquecerei o duelo de titãs travado por Paulo Autran e Jardel Filho em “Terra em Transe. E na TV houve desempenhos extraordinários de Lima Duarte e Paulo Gracindo.
 
Como se vê, estou falando de gente grande. Pois o jovem Mateus Solano, se talvez ainda não tenha atingido esse nível, (e se uso o “talvez” é porque é preciso um pouco mais de tempo para se fazer uma análise mais fundamentada, distante do mero “a meu ver”) certamente não está longe de chegar lá.
 
Já me estendi por um espaço maior do que pretendia. Mas antes do ponto final, faço questão de chamar a atenção para um aspecto da atuação de Solano, que os que são do ramo conhecem bem (ou deviam conhecer…): Solano tem uma atuação brilhante porque ele não dá vida apenas ao texto. Ele dá vida também (e principalmente) ao SUBTEXTO, sem o qual texto algum se sustenta. Texto sem subtexto não passa de uma porção de frases decoradas, com uma ou outra inflexão de voz mais atraente, que encanta por momentos mas que se esgota em sua exterioridade.
 
O subtexto é o que o personagem pensa, é aquilo que vai em seu interior, E QUE MUITAS VEZES É ATÉ CONTRÁRIO AO QUE ELE DIZ, ao seu texto. O domínio do subtexto é que torna um personagem um ser humano de verdade.
 
Mateus Solano não “diz bem seu texto”; ele dá vida às situações de seu personagem porque nele, as palavras do texto significam mais que dizer em voz alta as frases escritas por Walcir Carrasco: elas são a exteriorização de um complexo processo psicológico que se origina nas vontades e contravontades com que o ser humano Felix – assim como todos nós – convive a cada instante de sua vida.

 

19 comentários

      • O dedo dele

        Tamara, o que eu achava mais engraçado no Sinhozinho era o “cesto” que tinha no dedão da mão direita, quando passava uma gostosa. Ele ficava movimentando, como se tivesse tocando uma siririca na passante. Bons tempos, boas novelas…até hoje eu o imito…hehehe…

          • Kakakakakakakakakaka…

            Muito boa lembrança, Tamara! Tinha esquecido. Aliás, de tara em tara acabei lembrando de um tarado na novela, acho que Espigão, que se aproximava por trás de uma incauta e cortava parte do cabelo. Depois ele corria, se trancava em casa e, sôfregamente, cheirava o produto do “roubo”, como se aquilo o fizesse dá uma boa gozada. Abrs.

  1. Nos ultimos anos o Brasil vem

    Nos ultimos anos o Brasil vem perdendo a nata de sua inteligencia, com a morte de alguns insubstituiveis artistas  e intelectuais.

    Nelson Rodrigues dizia, na sua genialidade,que o povo não gosta de ator serio, introspectivo, mas adora um canastrão.

    O pais vive um periodo tão mal em relação a cultura que telenovelas são vistas e criticadas como grandes obras de arte, quando,na verdade, não passam de produtos da industria do entretenimento.

    Muitas vezes grandes artistas participam de telenovelas, como destacados fotografos fazem fotos de publicidade, mas não estão produzindo arte.

    São atividades parecidas, mas não iguais.

  2. Que lamentavel  !  As novelas

    Que lamentavel  !  As novelas em geral são um incentivo a alienação , seja da globo ou de onde for , so mesmoaqui no Brasil este entretenimento persiste . No máximo nos outros paises temos os seriados que tambem acabam sendo uma b……

    As novelas começam as quatro da tarde e vai até as dez da noite , e principalmente as mulheres ficam como que anestesiadas , voce fala com elas e com os olhos pregado na telinha mal respondem , é a hora ideal para receber delas aprovação de algun assunto que em estado nomal não aprovariam jamais.

    O ideal sempre é um bom filme que tem princípio meio e fim em pouco menos de duas horas , as novelas são esticadas de acordo com o ibop.

    Não, novela não.

    • Só mesmo aqui? E na América

      Só mesmo aqui? E na América Latina toda, EUA e Europa, além da Turquia e mundo árabe, Índia e tantos outros lugares não “bombam” as séries que duram até mesmo anos e também as novelas que duram meses e, em alguns casos, também até mesmos anos? Está longe de ser um fenômeno só brasileiro. Sem vira-latismo brasileiro, por favor, que os problemas do Brasil não se devem todos devido simplesmente ao pessoal gostar de novela (e nem é tanta gente assim hoje em dia, pois a audiência delas no geral fica entre 20 e 40 no máximo).

  3. O desempenho marcante de Mateus Solano em “Amor à vida”, por Jai

    Não assisto a novela, mas o sr. jairo foi e é um péssimo ator, e um crítico pior ainda, então suas críticas e escritos não me dizem nada!

  4. Não acompanho novela desde

    Não acompanho novela desde Celebridade de Gilberto Braga. Tinha parado em Vale tudo, mas assisti essa porque o tema me interessa. 

    De todas que assisti, a maioria na lista que o Gunter fez das dez mais, só elevo a nível de arte as do Dias Gomes, Bem Amado, Saramandaia e Roque Santeiro. Gabriela de Walter Avancini vem logo atrás. Vale Tudo também se aproxima.

    Mas é verdade que o Brasil é pródigo em bons atores e atrizes, que muitas vezes salvam textos medianos. Deve ser o caso desse novo ator.

    Sou polticamente contra a Globo, mas comparada com as outras da TV aberta, é onde pode se ver alguma qualidade artística aqui e ali, embora já foi bem mais. Na época do Walter Clark e do Boni

  5. Triste deste Mateus Solano,

    Triste deste Mateus Solano, um ótimo ator, mas que tem que fazer das tripas coração para salvar texto, produção e roteiro medíocre. Novela da Globo há muito tempo é sinônimo de lixo por que não tem coerência alguma, não há nenhuma construção que seja eterna e o destino dos personagens é decidido de acordo com os humores do público. Pode-se argumentar que toda série/seriado é assim, mas no caso das telenovelas brasileiras nem disfarçar eles fazem questão.

    Infelizmente (ou felizmente), muito melhor do que assistir Globo é assinar Netflix e ter acesso aos ótimos seriados veiculados lá. Não quero ser pedante, mas comparar um House of Cards (com atuação genial de Kevin Spacey, que mostra o cotidiano de um inescrupuloso parlamentar democrata) com novela brasileira no quesito roteiro, produção, atuações, texto, é de chorar.

    Apesar dos pesares, de Tio Sam ser Tio Sam, observa-se que eles possuem muito mais “liberdade artística” para tecer críticas ao “establishment” do que os roteiristas e diretores brasileiros, amarrados a censura prévia exercida e em decorrência do monopólio midiático da Globo. A última vez que vi uma produção da Globo sobre política, era de um sujeito lá, muito parecido com o Aécio Neves, que peitava tudo e todos, “salvador da pátria”. É mole?

    A diferença de lá e cá é que lá eles respeitam a inteligência do telespectador.

  6. De fato, Mateus Solano é o

    De fato, Mateus Solano é o melhor ator de sua geração.

    Não acompanho as novelas atuais, pois foi só os autores globais darem uma guinada reacionária (antes era apenas a chefia da emissora) que o nível caiu.

    A situação é tão ruim que Avenida Brasil foi a melhor e mais inovadora novela global desde Celebridade (Gilberto Braga) em 2004 (quase 10 anos).

    Entre o final dos anos 60 ao início dos anos 2000 novela da Globo era sinônimo de novidade e grandes histórias.

  7. Mateus Solano é um ator

    Mateus Solano é um ator brilhante.

    A cena do Félix desmascarado, o filho desprezado pelo pai por ser homossexual e que sublima isso com o ódio nutrido pela irmã, que é a preferida do pai, está nos anais da televisão brasileira.

    A culpa do Félix ser quem é na trama deriva, em larga medida, do preconceito que ele sofre do pai.

    Existe uma grande densidade dramática na personagem Félix.

    Todas as cenas em que isso ficou claro foram brilhantemente interpretadas por Mateus Solano.

  8. mateus solano

    Cu particularmente acho que Mateus Solano está dando um shom de interpretaçâo,de fato não tem pra ninguém, exceto para Antônio Faguntes que é um grande ator.Félix é sedutor,engraçado e muito debochado.Adoro!

    Parabéns MateusSolano vc é um arraso.

  9. Mateus solano

    Eu particurlamente acho Mateus Solano um ótimo ator, ele está arrasando na pele de Félix.

    Parabéns! Mateus Solano.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome