Bolsonaro vai congelar salários de servidores públicos por 1 ano e meio

Equipe econômica de Bolsonaro afirmou que irá vetar o aumento do salário dos servidores públicos durante os próximos 18 meses, para compensar repasses a estados e municípios por crise

Foto: Divulgação

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro afirmou que irá vetar o aumento do salário dos servidores públicos durante 1 ano e meio. A afirmação do mandatário foi dada nesta quinta-feira (07), durante uma reunião com empresários, no qual esteve o ministro da Economia Paulo Guedes e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Ao anunciar que irá barrar a possibilidade de reajuste do funcionalismo, Bolsonaro disse que estava atendendo a uma orientação de Guedes. “Nós devemos salvar economia, porque economia é vida”, disse, justificando.

“O parlamento entendeu que certas categorias poderiam ter reajustes. Eu sigo a cartilha de Paulo Guedes na economia, e não é de maneira cega. Se ele acha que deve ser vetado esse dispositivo, assim será feito”, foi a fala do mandatário.

O congelamento das remunerações dos servidores públicos foi uma condição imposta pela equipe econômica do governo de Bolsonaro para oferecer uma ajuda de R$ 60 bilhões aos estados e municípios para enfrentar a crise.

Estavam na reunião junto a Bolsonaro, ministros e o presidente do STF, os presidentes de associações de montadoras, indústria química, farmacêutica, construção, calçados e outras.

SERGIO MORO É A PAUTA DO NOVO PROJETO JORNALÍSTICO DO GGN.
SAIBA MAIS CLICANDO AQUI

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora