Vítimas de acidente de avião em Cuba chegam a 108

Somente cinco dos passageiros eram estrangeiros. Não há notícias de brasileiros
 

Foto: Jornal oficial Granma
 
Jornal GGN – O número de vítimas do acidente com o avião que havia acabado de decolar do aeroporto internacional de Havana, em Cuba, já chega a 108 mortes. As informações foram as últimas divulgadas até a noite de ontem (18) sobre a tragédia com a aeronave que portava 110 pessoas.
 
Jornais locais dão conta que foram apenas três os que sobreviveram, e foram levados ao Hospital Calixto Garcia, em Havana, em estado crítico. Ainda de acordo com a imprensa estatal, elas teriam sofrido muitas raturas, traumatismo craniano e queimaduras. O avião, um Boeing 737, era alugado pela Cubana de Aviação e pertencia a Global Air.
 
Da ABr e Granma
 
 

Apeans cinco dos 113 passageiros e tripulantes que estavam no Boeing-737-200 que caiu no fim da manhã de hoje (18) nos arredores de Havana eram estrangeiros – os demais, cubanos. A nacionalidade dos estrangeiros ainda não foi revelada, segundo a imprensa oficial cubana. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, que está acompanhando as investigações sobre o acidente, não há informação sobre brasileiros entre as vítimas.

O mais provável é que os estrangeiros sejam mexicanos, uma vez que a aeronave foi arrendada da Cubana de Aviação por uma empresa daquele país, a Damojh. Apenas três mulheres sobreviveram à queda. No avião, estavam 104 passageiros, inclusive um bebê de 2 anos, e quatro crianças, além de nove tripulantes.

Leia também:  Turbinas de jatos Embraer made in Brasil (os EUA não deixam)

De acordo com a imprensa oficial de Cuba, o governo disponibilizará transporte para que os parentes das vítimas possam ir à região de Boyeros, nos arredores do aeroporto de Havana, para identificar os corpos e pertences. O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, foi até o local acompanhado por brigadas de resgate e bombeiros e se solidarizou com as famílias das vítimas.

As vítimas foram levadas para Hospital Universitário Geral Calixto García. De acordo com a imprensa oficial, o ministro da Saúde e vice-presidente do Conselho de Estado, Roberto Morales, também foi ao local do acidente e acompanha o atendimento aos sobreviventes.

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas. O avião caiu em uma área agrícola.

*Com informações do jornal oficial Granma

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

3 comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome