Nova regra para extintores de carros passa a valer amanhã

Uso de extintor do tipo ABC em veículos será obrigatório a partir de amanhã

Yara Aquino

Da Agência Brasil

Uso do extintor de incêndio do tipo ABC em veículos passa a ser obrigatório a partir de amanhã (1º) Marcelo Camargo/Agência Brasil

A partir de amanhã (1º), passa a valer a obrigatoriedade de uso nos automóveis do extintor ABC que apaga incêndio em materiais sólidos como pneus, estofamentos, tapetes e revestimentos. O equipamento substituirá o extintor BC que apaga incêndio em materiais elétricos energizados como bateria de carro e fiação elétrica e também nos combustíveis líquidos óleo, gasolina e álcool.

O extintor ABC deve ser usado em automóveis de passeio, utilitários, caminhonetes, caminhão, trator, micro-ônibus, ônibus e triciclo automotor de cabine fechada. Circular sem o equipamento é infração grave com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira de habilitação.

A determinação do uso desse tipo de extintor está em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Desde 2005, os carros novos produzidos no Brasil saem de fábrica com o extintor do tipo ABC.

Taxista no Distrito Federal há 45 anos, Lázaro Jacinto, considera positivo o uso do novo tipo de extintor. Como comprou o automóvel esse ano, ele não precisará trocar o equipamento. Segundo Lázaro Jacinto, essa é a situação da maioria dos taxistas do Distrito Federal. “Se é para dar mais segurança para os motoristas e os passageiros é válido. É difícil ver táxis com mais de cinco anos aqui na cidade, então não vai nos dar despesas. E ter um prazo de validade maior é uma vantagem porque muitos motoristas esquecem de ficar trocando extintor todo ano”, disse.

O novo extintor tem prazo de validade de cinco anos. Os extintores BC são válidos por apenas um ano, por isso precisam ser recarregados anualmente. Para quem precisa adquirir o equipamento, o preço pode variar entre R$ 60 e R$ 100.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

15 comentários

  1. Mais um jabuticaba.

    Desafio qualquer bombeiro do mundo a apagar um incêndio em um automóvel usando esse extintor.

    Aliiás, alguém sabe se fora do Brasil também se cobra o uso de extintor em automóveis?

    • Extintor

      O volume do produto é irrisório para combater um incêndio. A lei é feita com intuito arrecadatório.

      Alguém que não governo vai ganhar dinheiro com isso.

      • Volume do produto

        Desculpe Astronauta, o volume do produto é suficiente sim. Imagine você dirigindo e fumando, de repente uma brasa do cigarro cai sobre o assento… Na mesma hora acione o dispositivo e a brasa  é eliminada com toda a segurança.

        Pronto! São e salvo você só terá que recarregar o dispositivo. Em qualquer outro caso, sugiro abandonar o veículo e pedir ajuda. 

        • Vamos exigir somente para

          Vamos exigir somente para fumantes…

          Piadinha, pertinente a sua crítica, ele serve somente para princípio de incêndio. Bem no início, o

           produto se extingue rapidamente. Já que exige, poderia colocar algum em que fosse possível um combate mais efetivo.

           

           

           

           

  2. Ainda Bem

    Há  10 anos todos os carros já saem de fábrica com esse extintor (ABC) quase ninguém  terá  de substitui-los, além do mais tem validade de 5 anos e ao contrário do extintor antigo(BC), não exigem troca ou recarga anual, portanto a longo prazo são  também  mais baratos, desmontando parte da indústria  da recarga/troca e de multas.

    Se meu carro pegar fogo eu salto e aciono o seguro, agora se a adoção desse extintor servir para salvar uma só vida de alguém preso as ferragens ou o patrimônio  de alguém  que não  tinha dinheiro para comprar o seguro é  muito bem vindo.

    A reação como de praxe  fica por conta da trolagem  demopsdbista, aquela turma do contra que faz comentários apressados, grosseiros e mal educados na imprensa oligopolista, que por sinal e “para variar”, noticiou visando mais confundir e desgastar do que informar.

  3. Tem Estado que já não tem mais o kit para vender…

    Alguém está ganhando os tubos com essa surpresinha.

    Tá parecendo com o kit Primeiros Socorros.

    Por que não se faz antes uma campanha de esclarecimento?

    Será que dia 1o. é mesmo o marco inicial dessa pouca vergonha?

    Negócio da China.Somos mesmo o país dos otários.

    A gente acorda já sabendo que vai ser multado?

  4. Política da punição

    Aqui no país domina a politica da punição, podiam simplesmente ter proibido de fabricar o extintor de um ano.

    Aí davam um prazo de vários anos até todo mundo se adaptar.

    Aí, quando ninguém mais tivesse o extintor de um ano no carro, implementavam a obrigação da troca pelo modelo novo.

    Eu trabalho em auto peças, e só nesta semana centenas de pessoas vieram procurar o extintor de 5 anos. Uma pena, pois acabou, e nem os fornecedores tem. Parece que aqui já tem gente viajando centenas de Km para ver se acha um.

    Mais um show de imcompetência dos nossos (des)governantes , que parecem desconhecer por completo o que significa logística. Não me admira que o PIB do país tenha estagnado este ano.

    Se não fosse a falta de opções eleitorais, pessoas assim, não ganhariam eleições em hipótese alguma.

  5. extintores abc

    ainda achgo que houve má-fé dos órgãos de trânsito ao não veicularem a informação com mais tempo… pelo que ouvi, vai ser um monte de multas, com possibilidade de retenção do veículo. Descobri que é uma resolução CONTRAN, núero 333 de 2009.

    Aqui em São José dos Campos os extintores sumiram dos postos de combustíveis. Imagine o preço que estarão em 2015!

     

    Ganha o governo com as multas, ganham os donos de postos. E o consumidor, ó!

  6. Mudança na lei dos extintores

    Isso é uma vergonha, no ano pasado comprei 2 extiontores, um para o meu carro e outro para o de minha esposa, pois estavam novinhos porém com a data de recarga vencida, porque esses vendedores, já não me venderam esse novo extintor. Por  validade só teria que trocar no 3º trimestre desse ano, com a nova lei ,terei que trocar já, só que não se encontra essa “M “no mercado, o autor dessa lei deve ter uma fábrica de extintor, no mínimo, ou está levando algum por fora, ou isso é pro governo aumentar sua arrecadação com o novo método de se fabricar dinheiro através das multas.Estou indignado com esse país.

  7. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome