Arrecadação cai 10% e tem pior resultado em agosto em sete anos

Jornal GGN – Segundo dados divulgados pela Secretaria da Receita Federal nesta quinta (29), a arrecadação de impostos continuou caindo em agosto, intensificado a trajetória de redução dos valores arrecadados.

No total, a arrecadação de agosto chegou a R$ 9,18 bilhões, uma queda real de 10,12% em relação ao mesmo mês do ano passado, já descontando a inflação. É o pior resultado de agosto em valores arrecadados (corrigidos) pela inflação desde 2009,

O recuo é quase duas vezes maior que o registrado em julho, quando a queda foi de 5,8%, e também a maior desde fevereiro, quando chegou a 11,53%.

O resultado acumulado dos oito meses deste ano mostra um total de arrecadação de R$ 816 bilhões, uma queda real de 7,45% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A forte queda na arrecadação é explicada pela recessão econômica, que tem causado aumento do desemprego e diminuição das vendas de produtos e serviços. Outro quesito apontados pela Receita é a compensação de tributos em agosto, representando R$ 3,19 bilhões a mais que no mesmo mês do ano passado, o que diminui os valores arrecadados pelo governo. O órgão disse que vai fazer uma operação para fiscalizar as compensações.

A Receita Federal também diz que as desonerações fiscais concedidas nos últimos anos continuam influenciando negativamente o resultado, mesmo com o  aumento de alguns impostos desde o ano passado na tentativa de recuperar receitas.

Entre os tributos que tiveram aumento está a CIDE (Contribuição de Intervenção Sobre Domínio Econômico) sobre combustíveis, o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF) para compra de dólares, e também tributos sobre empréstimos, carros, bebidas alcoólicas, refrigerantes, bancos, receitas financeiras das empresas, taxas de fiscalização de serviços públicos, entre outros.

A intensificação da queda na arrecadação dificulta o cumprimento da meta fiscal para este ano, que é de R$ 170,5 bilhões de déficit primário.

3 comentários

  1. namoro

    Meireles já se apresentou ao FMI.

    Deu início ao namoro.

    Mais um pouco haverá o casamento com direito a empréstimos ponte.

    Os philhos nascerão com a cara do temer golpista.

     

  2. Para quem ainda não se deu

    Para quem ainda não se deu conta, a Dilma botava medo nessas ratazanas. Foi só ser afastada e golpeada que os ratos aumentaram (e muito) os preços e passaram a sonegar muito mais. Governo golpista-ratazana…

  3. Isso é graças ao “otimismo”
    Isso é graças ao “otimismo” com o NOVO governo.

    O pior, muito pior, ainda virá.

    E, olhem que Temer tem todo apoios institucionais, totalidade da mídia tradicional e do MERCADO.

    Muitos reconhecerão que nada foi pela intransigência e teimosia de Dilma.

    Que o buraco era mais embaixo, ops, mais em cima.

    E, viva Piketty.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome