TV GGN: Bolsonaro e o submundo da economia

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

O "submundo" real da economia vai sofrendo outro revés. Tem um percentual de moradores de rua que vivem unicamente do recolhimento e venda de lixo para reciclagem. Ocorre que a China, que comprava 50% do lixo produzido mundialmente, desde o ano passado, por medidas ambientais e comerciais (já há um mercado interno suficiente a dar vazão), decidiu encerrar estas compras. Além das dificuldades nos locais, por exemplo a Irlanda lhe vendia 100% de seu lixo, o que vai trazer sérios problemas ambientais, fez com que o preço da tonelada caísse bastante, o que virá a afetar o rendimento dos catadores.

Lúcio Vieira
Leia também:  Que imploda tudo!, por Eugênio Aragão

4 comentários

  1. O “submundo” real da economia vai sofrendo outro revés. Tem um percentual de moradores de rua que vivem unicamente do recolhimento e venda de lixo para reciclagem. Ocorre que a China, que comprava 50% do lixo produzido mundialmente, desde o ano passado, por medidas ambientais e comerciais (já há um mercado interno suficiente a dar vazão), decidiu encerrar estas compras. Além das dificuldades nos locais, por exemplo a Irlanda lhe vendia 100% de seu lixo, o que vai trazer sérios problemas ambientais, fez com que o preço da tonelada caísse bastante, o que virá a afetar o rendimento dos catadores.

  2. No submundo da economia faltou dar ênfase aos pentelhos ..pentelhocostais ..as igrejas de garagem que não importa vc, mas o que vc trás ..igrejas que esquentam a dinheirama dessa gente que navega por estas áreas cinzentas
    claro que além das igrejas, temos a turma dos hotéis e restaurantes, dos shows e parque de diversões, dos BOIS ..uma turma difícil de controlar e que costuma criar fortuna do dia pra noite

  3. Certamente entre os jornalistas que passam por um momento econômico desesperador estão os do abril , que faliu e seguiu o roteiro de empresário poderoso que quebra: os seus vivem com.dinheiro protegido enquanto os funcionários ficam a míngua.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome