Revista GGN

Assine
imagem de ciência espírita

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

Outro dia com o Dr. Fritz, por Marcos Villas Boas

Por Marcos Villas Boas

Em 31 de julho de 2017 publiquei neste blog o texto intitulado “Um dia com o Dr. Fritz: a mediunidade de cura” após participar dos trabalhos realizados em Sobral/CE pela equipe da Casa da Caridade Dr. Adolph Fritz. Segue o link: https://jornalggn.com.br/noticia/um-dia-com-o-dr-adolph-fritz-a-mediunidade-de-cura-por-marcos-villas-boas.

No dia 19 de novembro de 2017, a equipe da Casa da Caridade trabalhou pela segunda vez no Centro Espírita Jesus de Nazaré (CEJEN), em Sobral/CE, contando com três médiuns de incorporação e outros trabalhadores no apoio, quando tive novamente o prazer de ajudar dentro de uma das salas de cirurgia e de ser um dos pacientes.

Leia mais »

Média: 2.6 (22 votos)

Estudando apometria com um preto-velho, parte 3, por Marcos Villas Boas

Estudando apometria com um preto-velho, parte 3

por Marcos Villas Boas

Nos 2 últimos textos, foram analisadas as 7 primeiras leis da apometria com base na obra “Espírito / Matéria: Novos horizontes para a Medicina”, de José Lacerda de Azevedo, e no diálogo havido entre Jefferson Viscardi e o preto-velho Pai Joaquim de Aruanda:

Leia mais »

Média: 2.2 (9 votos)

Não há porque ter medo de espíritos, por Marcos Villas Boas

Não há porque ter medo de espíritos

por Marcos Villas Boas

Pelo crescimento da procura por ajuda e por cursos, como os de educação mediúnica, em casas espiritualistas, nota-se que cada vez mais as pessoas estão descobrindo a espiritualidade e esse processo crescerá nos próximos meses e anos. O que dificulta tal descoberta, ou o seu aprofundamento, é o medo que as pessoas têm dos espíritos, sobretudo daqueles ditos “trevosos”.

Denominar um espírito de “trevoso” é um preconceito e significa uma crítica ao que nós mesmos fomos algum dia, talvez num passado bastante recente, ou ainda pode ser uma realidade presente dentro da carne. Estar em “trevas”, segundo muitos espíritos explicam, é ter o lado sombra ou o lado luz desequilibrado, e isso ainda acontece com boa parte dos espíritos desencarnados e encarnados.

Leia mais »

Média: 2.7 (15 votos)

Estudando apometria com um preto-velho: Parte 2, por Marcos Villas Boas

Estudando apometria com um preto-velho: Parte 2

por Marcos Villas Boas

No texto anterior, iniciamos uma análise das leis da apometria com base na obra precursora no Brasil intitulada “Espírito / Matéria: novos horizontes para a Medicina”, do médico José Lacerda de Azevedo, mas com comentários do Pai Joaquim de Aruanda realizados num diálogo entre ele e Jefferson Viscardi em 2013, cujo vídeo segue abaixo:

Leia mais »

Média: 3.8 (12 votos)

O Espiritismo e a Umbanda existem para desenvolver médiuns?, por Jefferson Viscardi

O Espiritismo e a Umbanda existem para desenvolver médiuns?

por Jefferson Viscardi

Resposta de Jefferson Viscardi* a um pedido de esclarecimento.

Buscador: Eu quero desenvolver minha mediunidade porque eu sei que tenho a capacidade de aprender mais e mais com as entidades e também porque Padilha e Tranca Ruas já me ajudaram muito e eu quero em troca ajudar as pessoas. Quero mostrar que a Umbanda é bonita e o terreiro é humilde. Quero colocar as pessoas no caminho certo! O que devo fazer?

Jefferson Viscardi: Há tanto que eu gostaria de falar a esse respeito, mas acredito que não é o momento. Nossos sentimentos ainda estão muito destreinados para olhar a realidade sem as cores, odores e sons fabulosos que nossa mente faz crer existirem ao ego. Se o fizesse, correria o risco de ativar gatilhos condicionados que em troca me valeriam mais indisposição de quem lê do que amizade. E essa deixaria de ser uma comunicação harmoniosa.

Leia mais »

Média: 3.5 (11 votos)

Todos somos macumbeiros, por Marcos Villas Boas

Todos somos macumbeiros

por Marcos Villas Boas

Numa mesma cidade, ou até num mesmo bairro, é possível encontrar palavras aplicadas de modo bem distinto. Tudo depende do significado que se atribua a ela, normalmente definido pela experiência que cada um tem com o objeto ao qual a palavra se refere ou por uma mera criação comunicacional das pessoas, não pautada na experiência.

Toda palavra pode ganhar diferentes significados a depender do contexto. Esse é o aspecto pragmático da língua: a formação dos sentidos associados a uma palavra escrita ou falada (ou mímica) em decorrência do uso entre dois ou mais sujeitos.

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

O Candomblé e todas as religiões gritam: conhece-te a ti mesmo!, por Jefferson Viscardi

O Candomblé e todas as religiões gritam: conhece-te a ti mesmo!

por Jefferson Viscardi

Resposta de Jefferson Viscardi a um pedido de esclarecimento.

Buscador: Querido Jefferson, o que quer dizer ser filho de Ogum com a licença de Oxalá?

Jefferson Viscardi: O Candomblé é uma religião cujos mistérios pertencem àquelas pessoas que dedicaram muitos e muitos anos de suas vidas para entender na prática quem são os Orixás e como regem a existência humana. É, ao mesmo tempo, uma ciência linda e respeitável.

É engano, portanto, acreditar que a resposta de alguém em quem você confia possa trazer o verdadeiro conhecimento ou a real visão que só o tempo, a dedicação, a humildade e a determinação de ir fundo no que se deseja saber podem revelar.

Leia mais »

Média: 3.7 (9 votos)

Estudando apometria com um preto-velho: Parte 1, por Marcos Villas-Bôas

Estudando apometria com um preto-velho: Parte 1

por Marcos Villas-Bôas

Tratamos rapidamente em textos anteriores da apometria e prometemos estudá-la. Deparamo-nos, então, com alguns trabalhos interessantes acerca do tema e, sobretudo, com um diálogo realizado em 2013, via médium Camila Weinmann, com um dos Espíritos que se manifestam no arquétipo Pai Joaquim de Aruanda, conforme segue:

Leia mais »

Média: 3 (2 votos)

Espiritismo e outras religiões podem levar ao céu ou ao inferno, por Marcos Villas-Bôas

Espiritismo e outras religiões podem levar ao céu ou ao inferno

por Marcos Villas-Bôas

O Espiritismo e outras religiões podem levar, a depender do seu uso, as pessoas ao céu ou ao inferno. Tudo dependerá de como elas irão vibrar após estudar e / ou praticar essas religiões.

Primeiro, desmitifique-se a existência de um céu ou de um inferno, tal qual “vendido” pelas religiões. Há farta literatura e diálogos com os Espíritos gravados em vídeo que demonstram haver diferentes dimensões de realidade e graus de consciência, como, aliás, já propõem há décadas os estudiosos da Transdisciplinaridade com base em substanciais argumentos científicos, sobretudo da Física.

Leia mais »

Média: 3.4 (22 votos)

A caridade sob o olhar dos Espíritos, por Marcos Villas-Bôas

Foto de obra da Lucimary Toledo

A caridade sob o olhar dos Espíritos

por Marcos Villas-Bôas

Allan Kardec disse, numa nota publicada ao final do item XXVIII das mensagens dos Espíritos publicadas ao final de O Livro dos Médiuns, na página 564, no caso da versão utilizada pelo autor, que:

“A melhor garantia de que um princípio é a expressão da verdade se encontra em ser ensinado e revelado por diferentes Espíritos, com o concurso de médiuns diversos, desconhecidos uns dos outros e em lugares vários, e em ser, ao demais, confirmado pela razão e sancionado pela adesão do maior número”.

Com brilhante mente filosófico-científica, que, segundo alguns Espíritos contam, chegou a visitar o Planeta Júpiter em sua preparação antes de encarnar, havendo mantido contato com a civilização de intelectualidade e ciência mais desenolvida em todo o nosso Sistema Solar, Kardec sabia do risco de os Espíritos estarem errados, propositalmente ou não, e de o médium interferir na mensagem, propositalmente ou não. Assim, para ele, apenas com respostas repetidas num mesmo sentido, via diferentes médiuns, que não se conhecessem entre si, poder-se-ia ter maior confiança na veracidade delas.

Leia mais »

Média: 2.8 (13 votos)

A ilusão do outro, por Jefferson Viscardi

A ilusão do outro

por Jefferson Viscardi

Resposta de Jefferson Viscardi* a um pedido de esclarecimento

BUSCADOR: Querido Jefferson, eu venho pensando muito na questão do Deus estar também dentro de nós, e não fora, e sobre como as religiões podem causar prejuízos por convencerem as pessoas de que há um Deus personificado, externo e punitivo. Os seus diálogos falam muito sobre isso, inclusive. Os espíritas acham que eles não propagam essa visão, mas O Livro dos Espíritos é claro no começo dele, quando rebate o Panteísmo, ao dizer apenas que Deus é causa, que é o criador etc., sem observar que também está dentro de cada um, que somos co-criadores. Acho que a intenção era colocar o ser humano em posição de humildade, como uma das respostas indica, mas termina não resolvendo o problema criado pelas religiões cristãs. O que acha?

JEFFERSON VISCARDI: A intenção do Diálogo com os Espíritos é criar a ambientação para que o amor seja o alicerce. Então, sobre bases bem estruturadas as pessoas podem construir o que for cabível viver, até que as experiências e o aprofundamento rasguem o véu da ignorância que a todos nós acomete, para novos horizontes; sempre porém, com serenidade.

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Ciência Espírita, Psicologia e Autoconhecimento, por Marcos Villas-Bôas

Ciência Espírita, Psicologia e Autoconhecimento

por Marcos Villas-Bôas

Todo ser humano busca, em regra, a felicidade, mas a grande maioria não sabe onde encontrá-la. Pensa-se que ela é a simples satisfação dos desejos materiais: ter a mulher ou o homem mais bonito ao lado, ter o melhor apartamento, ter o melhor carro, ter as melhores roupas, ter mais conhecimento. Ter, ter, ter... Ter todas essas coisas pode trazer prazer e não se quer demonizá-las de forma alguma.

Ao se tratar de questões morais, espirituais e afins, que costumam ser muito complexas, é necessário, como sempre defendemos neste blog, fugir dos extremos. A beleza física não é tudo, é mais superficial do que a beleza interior, mas tem a sua importância neste plano material, físico, sustentando muitas relações afetivas, sobretudo no início, por meio da atração, da química e de um melhor sexo. Ter bens materiais garante saúde financeira, dá mais segurança e permite ao ser que possa ajudar mais pessoas.  

Leia mais »

Média: 3.2 (12 votos)

Transreligiosidade: o futuro das religiões, por Marcos Villas-Bôas

Transreligiosidade: o futuro das religiões

por Marcos Villas-Bôas

A religião tem o escopo de ligar o ser ao divino; mas, será que é isso o que muitas delas têm realmente promovido? É preciso esmiuçar os aspectos positivos e negativos das religiões a partir de um melhor entendimento da sua função, o que passa necessariamente por entender como se dá tal ligação do ser ao divino.

Como quase tudo na vida humana, as religiões podem ser empregadas para ascensão ou para estagnação e quedas. Isso dependerá do uso que é feito por cada um, e a forma como elas são apresentadas pelos que estão à frente dos templos, cultos etc. terá grande poder de determinar esse uso que será feito da religião por cada adepto.

Leia mais »

Média: 3.5 (6 votos)

Um dia com o Dr. Adolph Fritz: a mediunidade de cura, por Marcos Villas-Bôas

Um dia com o Dr. Adolph Fritz: a mediunidade de cura

por Marcos Villas-Bôas

No ótimo livro intitulado “Cirurgias Espirituais: por um médium do Dr. Fritz”, Roberto Barbosa conta uma fantástica história sobre o desenvolvimento da sua mediunidade e a sua relação, que vem de vida passada, com o Espírito conhecido por “Dr. Fritz”, quem trabalhou inicialmente com o seu primo, Alexsandro, e mais tarde, no início de 2004, passou a operar por meio dele próprio.

O trabalho de médium de cirurgiões espirituais já vinha sendo realizado por Roberto antes mesmo de 2004. Começou em Maranguape/CE e depois passou a ficar sediado na Casa da Caridade, em Fortaleza/CE, que passou a se chamar “Casa da Caridade Dr. Adolph Fritz”, no ano de 2009. Durante todo esse tempo, Roberto e seus colegas também fizeram viagens a outras cidades e estados para levar esse belíssimo trabalho às pessoas que necessitam da cura espiritual.

Leia mais »

Média: 3.2 (13 votos)

Tratamento das obsessões espirituais: salvando vidas, por Marcos Villas-Bôas

Tratamento das obsessões espirituais: salvando vidas

por Marcos Villas-Bôas

Em texto anterior, mencionamos que, segundo O Livro dos Médiuns, de Allan Kardec, e de acordo com inúmeras obras psicografadas, assim como diálogos com Espíritos, por médiuns, gravados em vídeo; todos os seres humanos são médiuns e, portanto, influenciados pelos Espíritos. Segue o link para o texto: http://jornalggn.com.br/noticia/todos-os-humanos-sao-mediuns-e-interagem-com-os-espiritos-por-marcos-villas-boas.

Em muitos casos, por haver essa possibilidade de influenciar os seres humanos, os Espíritos se ligam a eles com determinados fins, mas terminam os prejudicando, pois, mesmo que não tenham um objetivo mau, sua energia termina causando repercussões na psique do encarnados por questões de vibração magnética.  

Leia mais »

Média: 3.3 (6 votos)

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Sem colaborações até o momento.

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.