Revista GGN

Assine
imagem de Photios Andreas Assimakopoulos

CONTEÚDOS DO USUÁRIO

Postagens

O que os britânicos podem ensinar ao ministro Barroso

https://d1yyrppous5bp4.cloudfront.net/wp-content/uploads/2017/09/0113020... 1050w" style="padding: 0px; margin: 0px; outline: none; list-style: none; border: 0px none; box-sizing: border-box; max-width: 100%; height: auto; vertical-align: middle; width: 732px; opacity: 1; transition: all 0.4s ease-in-out;" width="660"> Leia mais »

Sem votos

'Não vou falar com preto': executivo negro relata racismo no mundo corporativo brasileiro

'Não vou falar com preto': executivo negro relata racismo no mundo corporativo brasileiroIngrid Fagundez Leia mais »

Sem votos

Edifício Altino Arantes completa 70 anos

 por Douglas Nascimento

O maior símbolo arquitetônico da cidade de São Paulo está assoprando velinhas. O Edifício Altino Arantes comemora neste mês de junho 70 anos! Leia mais »

Sem votos

Menino 23

MENINO 23: INFÂNCIAS PERDIDAS NO BRASIL

 27/09/2016 

 Cinema e Pipoca

menino-23 Leia mais »

Sem votos

Yahoo fez buscas secretas em emails de usuários

 

Leia mais »

Sem votos

Dieese: Saneamento básico no Brasil

  Leia mais »

Sem votos

Por que a rua Estados Unidos tem esse nome?, por Douglas Nascimento

Enviado por Photios Andreas Assimakopoulos

do São Paulo Antiga

Por que a rua Estados Unidos tem esse nome?

por Douglas Nascimento

Uma das coisas que mais nos perguntam por email e nas redes sociais do São Paulo Antiga é sobre a origem e significado dos nome das ruas paulistanas.

Não são poucas as pessoas que tem curiosidade em saber porque a rua tem este ou aquele nome, muitas vezes sem sentindo algum para o bairro em questão, como a rua das Borboletas Psicodélicas (sim, ela existe e fica na Vila Guarani: http://migre.me/v6hh3) ou ruas que dão significado a algo que marca uma região, como a rua Trem das Onze (http://migre.me/v6hib)

Estamos aos poucos explicando a nomenclatura das ruas da cidade, como já fizemos com as ruas da Mooca que lembram o antigo hipódromo de São Paulo. Que tal aqui falarmos da motivação do nome da rua Estados Unidos e suas vias próximas?

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

As elites agem politicamente para manter os juros altos?

Enviado por Photios Andreas Assimakopoulos

Por Carlos Drummond

Na CartaCapital

A confirmação, pelo Banco Central, na quarta-feira 31, dos juros mantidos há mais de um ano em 14,25% cristaliza o País como caso raro de estabilidade no topo em um mundo com predominância de taxas zero, insignificantes ou cadentes. À ineficiência econômica e ao exotismo da situação no contexto internacional, acrescenta-se outro recorde incômodo, o da maior taxa real média nos últimos 19 anos. A situação foi identificada em uma amostra de 11 países estudada por Thereza Balliester Reis e apresentada em dissertação de mestrado em junho, na Universidade de Paris.

Leia mais »

Média: 5 (8 votos)

Quem manda na nação: o voto ou o dinheiro?

Enviado por Photios Andreas Assimakopoulos

Quem manda na nação: o voto ou o dinheiro? Como os donos do poder (as elites dirigentes) dominam?

por Luiz Flávio Gomes

Urna EletrônicaNão há manual de ciência política que não ensina o valor igualitário do voto nas democracias (cada cabeça um voto). Como as pesquisas não mostram o real funcionamento do poder, sim, as aparências, quem vê superficialmente o resultado da eleição de 2014 chega à seguinte conclusão: nas classes A e B, de cada três votos, dois foram para Aécio. Nas classes D e E, de cada três votos, dois foram para Dilma. Na classe C houve divisão mais proporcional.

Dilma liderou entre os eleitores com até 2 salários mínimos (teve 63%); Aécio apareceu na frente entre os que ganham mais de 10 salários mínimos (teve 65%) (ver Datafolha). O senso comum afirmou: os pobres elegeram Dilma. As classes populares deram mais votos para Dilma (e elas são mais numerosas). Então quem manda no Brasil (e em todas as democracias do mundo) é o voto? Vamos entender o tema.

Regra 1: o voto legitima o governante (o político) a tomar decisões em nome do povo (os legitima para governarem). Só isso. Nesse sentido, a democracia é puramente procedimental (Schumpeter).

Regra 2: mas quem influencia na tomada das decisões? Em regra, o dinheiro (ou seja: os interesses dos mais poderosos).

O voto diz quem pode tomar decisões (governar) em nome do povo. O dinheiro diz quais decisões devem ser tomadas (como se deve governar). Se o dinheiro público pode construir uma escola e um hospital ou ser emprestado com taxas privilegiadas para algumas empresas poderosas, quem influencia nessa decisão?

Leia mais »
Média: 4.4 (7 votos)

Alexy à Brasileira ou a Teoria da Katchanga

 

 

By  - Juiz Federal, professor de Direito Constitucional Leia mais »

Sem votos

Há 140 anos, a última pena de morte do Brasil

  Leia mais »

Sem votos

A Máfia de Pedro Taques

A máfia de Pedro Taques - A dissimulação de um ex-procurador da República ávido pelo poder 
A máfia de Pedro Taques (Procurador contrário a PEC 37)

A dissimulação de um ex-procurador da República ávido pelo poder

16 de Mai de 2013
www.midianews.com.br

Esta não é uma história comum. Mas de um cidadão que se apresentou à 
sociedade mato-grossense como um vestal, enganando aqueles que caem em 
suas meias-verdades e fazendo dessa enganação um meio de vida 
consoante com sua busca pelo poder.

O que se pretende aqui, não é nada mais que arrancar a máscara daquele 
que, por trás dela, se esconde como um mero aproveitador, ambicioso, 
de olho em oportunidades de se dar bem, indiferente aos desígneos e 
desejos do povo, embora finja estar em sua defesa.

Pedro Taques era um Procurador da República - até aí todo mundo sabe,  Leia mais »

Sem votos

Fotos

Sem colaborações até o momento.

Vídeos

Se a Lei Áurea Acontecesse Hoje

Algumas coisas, incluindo decisõe de governo, podem ser vistas claramente sob a perspectiva do tempo... E uma coisa é certa: Nossas ditas elites nunca mudam.

 

https://www.youtube.com/watch?v=mtUcUgDj8ZQ

Documentos

Sem colaborações até o momento.

Áudio

Sem colaborações até o momento.