Nova operação policial no Complexo do Alemão pode ultrapassar 15 mortes

Para a ouvidoria da Defensoria Pública e a Comissão de Direitos Humanos da OB há pelo menos 15 corpos deixados na UPA, além dos 5 mortos no Hospital Getúlio Vargas

Corpos são removidos das ruas

no Portal Favelas

Nova operação policial no Complexo do Alemão pode ultrapassar 15 mortes

Mais uma operação militar em favelas do Rio de Janeiro deixa mais de uma dezena de mortos. Para a polícia, as vítimas fatais foram apenas cinco, para o Fórum Popular de Segurança Pública do Rio de Janeiro foram 11 mortos e para a ouvidoria da Defensoria Pública e a Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil há pelo menos 15 corpos deixados na UPA, além dos 5 mortos no Hospital Getúlio Vargas, na Penha. A polícia não confirma.

Por volta das 5H da manhã desta quinta-feira (21), uma mega operação deu início no Complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro e, de acordo com moradores, a ação seria uma vingança após um policial ter sido morto. Letícia Marinho de Sales, de 50 anos, moradora foi baleada dentro do carro — segundo parentes, por um policial. Denilson Glória, namorado de Letícia e que estava com ela no carro na hora do ataque, contou que policiais dispararam num sinal da Rua Itararé.

“Ao sair, tinha policial num sinal, paramos. Mesmo assim, o carro foi alvejado”, afirmou. “Só vi ela caindo para o meu lado. Quando eu olhei, tinha um furo no peito”, conforme relato divulgado pela imprensa.

Segundo vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ver pelo menos 3 carros blindados chegando na comunidade, antes mesmo do dia clarear, e era possível ouvir tiros. O helicóptero da polícia sobrevoava o local disparando tiros.

Além disso, os moradores denunciam invasão em casas e abuso policial por parte de agentes da PM “Eles entraram lá em casa e levaram meus pertences, mexeram na geladeira e bateram na cara do meu sogro. A minha sogra foi xingada por eles. E eu tenho criança pequena em casa, ela assistiu tudo”, conta um morador em entrevista ao Voz das Comunidades.

Às 12H30, foi publicado um vídeo, onde moradores carregam 3 pessoas já sem vida pelas ruas da favela. Os corpos foram colocados em uma Kombi e levados ao UPA do Alemão. Já às 13:17, mais 3 corpos foram levados pelos moradores.

Continue lendo no Portal Favelas.

Leia também:

Considerações sobre as vidas dos moradores das favelas e a ADPF 635

Levem a Maré de violência de volta pra favela

Seis mortos em operação policial em Manguinhos

A escalada da violência policial no Rio de Janeiro

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador