Nove pessoas são assassinadas em assentamento de Mato Grosso

Imagem – CPT Nacional

Jornal GGN – Nove pessoas foram mortas em área próxima ao assentamento rural do município de Colniza. As mortes foram confirmadas pela Polícia Civil de Mato Grosso na noite de ontem, sexta, dia 21.

O crime ocorreu na quinta-feira, dia 20 e, inicialmente, foram apontadas cinco mortes. As confirmações das outras quatro pessoas assassinadas foram feitas após as polícias Civil e Militar chegarem ao local do crime. Ainda não há identificações oficiais.

Segundo reportagem da Folha, o local é de difícil acesso, pois a estrada é de terra e com muitos atoleiros. A informação foi passada pela investigadora Elizangela Nunes. Chega-se ao assentamento por meio de barcos, que estão sendo utilizados para a retirada dos corpos do local.

De acordo com relatos de testemunhas, homens encapuzados invadiram o assentamento por volta das 12h e atiraram nas pessoas que estavam no local. Há suspeita de que os autores dos crimes sejam capangas de fazendeiros da região. A perícia está no local.

O assentamento, denominado Gleba Taquaruçu do Norte, abriga cerca de cem famílias e a região, segundo a Comissão Pastoral da Terra, da CNBB, o lugar tem histórico de conflitos agrários.

 

 

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

2 comentários

  1.           Os brasileiros

              Os brasileiros precisam se unir contra essas atrocidades. Tamanho ódio e covardia não podem ficar sem uma resposta imediata das pessoas de bem. Os executores e mandantes devem ser achados e mostrados à nação; devem ser punidos exemplarmente. As autoridades devem botar a cara na televisão, nos jornais, falar a respeito, dar satisfação ao país sobre essa vergonha e falar o que pretendem fazer.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome