AS ORIGENS DO dia Internacional  da mulher

Por Gabriella Lodi

O dia 8 de Março, comemorado no mundo como o "Dia da Mulher", simboliza a luta histórica das mulheres para terem suas condições equiparadas às dos homens. Mas você sabe como a data surgiu?

Tudo começou em 1911, quando um trágico incêndio em uma fábrica têxtil em Nova York matou 125 mulheres que estavam trancadas no recinto em más condições de trabalho.

Cerca de 15 mil mulheres do movimento operário foram às ruas de Nova York em greve para defender seus direitos, reivindicando melhores condições de trabalho, salários mais justos e o direito ao voto.

O evento mais marcante na luta feminista foi em 8 de março de 1917, quando cerca de 90 mil operárias se manifestaram contra o Czar Nicolau II, da Rússia, no que ficou conhecido como  "Pão e Paz".

As mulheres russas reivindicaram comida para seus filhos e a volta dos homens da guerra.  Mas esse foi só o início…

Diversos outros protestos feministas eclodiram pelos Estados Unidos e Europa, clamando por melhores condições de trabalho e igualdade de direitos.

Em 1921, Alexandra Kollontai propôs na conferência das Mulheres Comunistas, em Moscou, que se adotasse o dia 8 de Março como data unificada das Mulheres, em homenagem à greve das tecelãs russas em 1917.

Na década de 1960 as manifestações pelo Dia da Mulher cresceram. Até que em 1975, a data foi oficializada pela ONU, em homenagem à luta e às conquistas das mulheres.

Hoje, a data é comemorada em mais de 100 países e é um símbolo das lutas, protestos e reivindicações pela igualdade de gênero.

"Não me dê flores, me dê igualdade e respeito".  Esse é o apelo que muitas mulheres fazem no dia 8 de Março, o Dia Internacional da Mulher.

A data virou momento de reflexão sobre pautas como a violência doméstica, a desigualdade salarial, o papel da mulher na sociedade, aborto, etc.

O 8 de Março faz com que o mundo pare por um dia para ouvir o que as mulheres têm a dizer.

Texto e criação: Gabriella Lodi Imagens:  Unsplash, Tenor, Getty Images, Pixabay.