Tarcísio veta novos contratos com a Multilaser, mas anuncia compra de 200 milhões de livros digitais

Compra de quase dois milhões de acessos a 68 obras não será feita por licitação, pois governo alega que apenas uma empresa atendeu à demanda.