‘O horror! O Horror!’, Revisitado na Palestina, por Pepe Escobar

Para a sensibilidade europeia, o mundo subequatorial, na verdade todo o Sul Global, era onde o Homem Branco se dirigia para o triunfo pessoal