newsletter

Assinar

A lastimável situação da represa Jaguari-Jacareí, o coração do Cantareira, em vídeos

A lastimável situação da represa Jaguari-Jacareí, o coração do Cantareira, em vídeos

Este será um post mais audiovisual do que os demais. O motivo para tanto é a feliz descoberta – em minha rotina diária de pesquisa – de um conjunto de vídeos, publicados no Youtube pelo usuário Dú Dias ontem e hoje (17/09). Nas 7 gravações disponibilizadas até agora, o morador da região de Piracaia – cidade situada nas proximidades das represas do Sistema Cantareira – passeia de motocicleta por vastas “trilhas” de terra (feitas pela própria SABESP, de acordo com ele) onde antes havia centenas de bilhões de litros de água da represa Jaguari. São cenas tão inacreditáveis que o ideal, realmente, é que o leitor as assista. Vê-las é uma forma, também, de percebermos que a gravidade da crise hídrica em São Paulo é muito, muito maior do que o que conseguimos conceber. Nem os textos, nem os números podem dimensionar a tragédia que já ocorre, neste momento.

O impacto visual contido na observação de centenas de quilômetros de terra rachada – a qual, em alguns trechos, se torna um modesto pasto – é realmente impressionante. Não há como não percebermos que, de fato, a represa Jaguari-Jacareí (uma das maiores da América Latina, diga-se de passagem) simplesmente morreu. Acabou. Sem a pretensão de soar demagógico, o panorama vislumbrado é comovente. Conforme o próprio autor dos vídeos comenta, o ecossistema da região já foi inteiramente danificado: não há mais peixes, os pássaros e outros animais foram embora, as formações vegetais escasseiam, e o que permanece são porções de água empoçada, estreitos canais de interligação entre elas (feitos pela SABESP para retirar até a última gota do líquido) e muita lama (que dificulta, até mesmo, trafegar de moto por ali).

A localidade, tida até então como belíssima há menos de um ano, hoje já se aproxima de um brejo abandonado. O turismo – seja o de descanso, seja o de exploração ambiental, seja o de prática de esportes aquáticos – já se encontra severamente prejudicado. Como se sabe, ali também é um território com a presença de muitas chácaras – de moradia ou de veraneio – e, de alguns anos para cá, também de caríssimos e sofisticados resorts/condomínios. Com o esgotamento hídrico e a destruição da paisagem, tem havido uma considerável desvalorização do mercado imobiliário: terrenos e imóveis estão sendo vendidos a preços bem mais baixos do que os então praticados, facilitando um processo especulativo às avessas – valeria investigar se há alguém que está lucrando com este processo. Em síntese, a falência do Sistema Cantareira já tem produzido um importante conjunto de repercussões negativas para a comunidade local.

Como é possível ver a partir do quinto vídeo publicado pelo autor, a SABESP tem proibido o acesso dos cidadãos àquela parte do Jaguari em que estão trabalhando as bombas para a extração do volume morto (próximo ao desemboque do túnel 7). Cercas de arame farpado foram instaladas, assim como foram montados esquemas de vigilância – impedindo, sem tergiversações do tucanês, a realização do controle social, da fiscalização popular. São mais de R$ 80 milhões já aplicados em obras de improviso, de qualidade duvidosa, que sequer podem ser acompanhadas pela cidadania. Que falta que faz uma Controladoria no Estado de São Paulo. Afinal, sem que haja dentro do governo qualquer empuxo relevante no sentido de se estimular a transparência ao longo de tantos anos, faz-se com que a opacidade, o segredo e a arbitrariedade sejam postos como signos da normalidade, quando apenas expressam um Estado de Exceção.

Neste momento, está sendo finalizada a extração do volume morto da represa Atibainha. Ela está na cota 778,7 metros, e a SABESP foi autorizada a retirar água até o nível 777. Como ela tem esvaziado cerca de 11 cm ao dia, é possível inferir que dure mais 15 dias (esgotando-se às vésperas do 1º turno das eleições). Há uma pequena quantidade de água ainda remanescente da primeira porção do volume morto na represa Cachoeira e na Jaguari. O sítio Climatempo prevê algumas chuvas relevantes nos próximos dias, mas na melhor das hipóteses elas apenas segurarão a queda diária por 1 ou 2 dias. As vazões de entrada permanecem incrivelmente baixas, de cerca de 5 a 6 m³/s, e as vazões de saída, mesmo com todas as restrições empreendidas, variam entre 19 e 22 m³/s. Usar a segunda cota do volume morto a esta altura, portanto, é absolutamente inevitável. As perguntas que ficam – e sugiro ao leitor que tente respondê-la após assistir aos vídeos – são: será que realmente é possível dar uma sobrevida de 2 meses ao Cantareira? Será que é viável extrair 106 bilhões de litros de água daquele conjunto de poças que se tornou o reservatório de Jaguari? E a qualidade da água desse volume morto do volume morto, será que é própria para o consumo? Não nos resta muita coisa, a não ser esperar para ver.

Canal de fotografias do mesmo usuário: http://www.panoramio.com/user/7287700

Vídeos

Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Veja o vídeo
Média: 5 (9 votos)

Recomendamos para você

24 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Jorge Jansle
Jorge Jansle

Vc pergunta se aguenta mais 2 meses em setembro

Vc pergunta se aguenta mais 2 meses em setembro ...

 

Resposta 2 meses e 10 dias depois ... SIM.

Seu voto: Nenhum

Pra encher esse conjunto de

Pra encher esse conjunto de reservatórios, só se acontecer um dilúvio.

Seu voto: Nenhum
imagem de Delano S
Delano S

O Trigueiro do Globonews vai

O Trigueiro do Globonews vai fazer uma reportagem ai?

Seu voto: Nenhum

cadé o vídeo?

Não sei que acontece, que quando chamo os vídeos, aparece um aviso dizendo que é privado???

Seu voto: Nenhum

lidiaz

imagem de Iara G
Iara G

O pessoal do PCJ é muito mais responsável, mas depende do estado

Eles estão mais cientes. Tenho um colega que prestou serviços para eles e já no início do ano estavam conscientes de vários pontos. Vejam um vídeo de 04/2013 já indicando possíveis problemas. Seria bem indicado se o sr. Luis Nassif conseguisse entrevistar pessoas do comitê PCJ.

http://www.agua.org.br/

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Iara G
Iara G

Coisas a analisar. Enquanto eleitor mas também como usuários

Reflexão sobre o uso da água

A falta de chuva é a única culpada pela crise de abastecimento vivida em São Paulo?

http://www.dw.de/reflex%C3%A3o-sobre-o-uso-da-%C3%A1gua/av-17922654

 

A água e o seu cafezinho

A agricultura consome cerca de 70% da água disponível no mundo. Saiba o volume gasto na produção do café – um incentivo para não deixar nada na xícara!

http://www.dw.de/a-%C3%A1gua-e-o-seu-cafezinho/av-17922668

 

Mapear o ciclo da água no mundo

O que provoca seca em alguns lugares e temporais em outros? Cientistas atuam numa grande rede internacional para matar a charada.

http://www.dw.de/mapear-o-ciclo-da-%C3%A1gua-no-mundo/av-17922659

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

Obrigado, Iara, adorei o

Obrigado, Iara, adorei o segundo link, da reportagem em video.

A razao eh bem simples e consistiria de algumas partes.

1-  Se as cidades escoam agua a, digamos, com 20 ou 25 por cento de eficiencia (de escoamento, esclareca se) a mais do que a natureza, o que aconteceria eh que isso se refletiria em -digamos- pouco menos de meio por cento ao ano em agua que ja nao esta disponivel para evaporacao natural.

 

2-  A agricultura tambem usa muito, muito mal, suas fontes.  Agua de agricultura eh em sua maior parte perdida -mas eh perdida pela natureza, nao pelas plantas que foca.  Sim, as plantas em geral estao bem aguadas na agricultura, disso nao ha duvidas.  So que as plantas da agricultura sao altamente needy.  Elas sao especificas de lugares e nao do mundo todo.  Essa eh a razao que milho custa 7 dolares por 3 espigas na Australia, por exemplo:  o lugar nao eh o nativo do milho e levaria a enormes desperdicios se eles o tentassem.  Eles importam a maioria das coisas que consumem por ser impossivel "agriculturar" um deserto, que eh o que a Australia eh.

Digamos que a agua das plantas esta sendo desperdicada com as plantas erradas sendo cultivadas a nivel mundial entao.  E digamos que somente 40 por cento da agua da agricultura eh bem usada em relacao aas plantas -e estou sendo generoso.  Isso refletiria em alguma porcentagem total da evaporacao da agua no solo de todos os continentes que tem agricultura.  So que essa agua desperdicada em agricultura NAO eh somente equivalente a meio por cento da evaporacao continental (de todos os continentes), ela seria muito maior.  Digamos por baixo que o reflexo total na evaporacao eh de 1 e meio por cento para o objetivo teorico que eu tenho intencao de atingir.

3-Alem disso, as cidades tem um problema adicional:  o  calor artificial do asfalto e concreto e a impermeabilizacao do solo.  Digamos que isso fica em um total de 0.2 ou 0.3 por cento.

Entao, improvavel como parece, temos um pouco mais de 2 por cento anuais de evaporacao que ja nao se encontra disponivel aa natureza.

Eh so provar que o ciclo de chuvas tambem depende atravez do tempo da evaporacao continental (e nao somente da evaporacao oceanica) para o problema ficar claro:  a evaporacao dos continentes diminuiu (em dois por cento, digamos, ainda experimentalmente) e a dos oceanos aumentou consequentemente por causa do aquecimento global.  So que as placas continentais sao enormes, gigantescas.

Eh evidente que as tempestades vao aumentar em frequencia e numeros enquanto as chuvas normais vao diminuir.

Se eu tiver que advinhar, o Brasil esta usando praticas agriculturais obscenamente desperdicantes.

Mas isso eh possivel?  Quem acha que nao eh que de uma olhada no item "Dust Bowl" do wikipedia, que afetou 43 estados, Canada, e Mexico.  Uma catastrofe documentadamente antropofica em cem por cento:

http://en.wikipedia.org/wiki/Dust_Bowl

O concreto e asfalto das cidades ate que eh gerenciavel (do ponto devista da natureza), as cidades do mundo sao areazinhas pequenas.

Mas eh minha suspeita que uma baixa de 1 por cento anual na evaporacao total dos continentes NAO se recupera naturalmente.  Ha um minimo requerido para regularizacao do sistema natural e ele ja foi desrespeitado por decadas.  Nao vai haver recuperacao facil, de menos de decadas.  E essa eh a razao que Sao Paulo vai afundar.

 

Ultima nota:  qualquer logico oposto "perdido" no meu texto ja esta incluido na minha "contabilidade". Se voce disser por exemplo que o nivel do oceano esta subindo enquanto o dos rios esta abaixando e que portanto a evaporacao aumentou e nao diminuiu, nao faz diferenca nenhuma pro que eu estou falando:  nao, isso nao aconteceu;  a evaporacao continental DIMINUIU enquanto o escoamento de agua AUMENTOU.  No mesmo tom:  nao, eu nao preciso de modelo matematico pra saber que estou certo mesmo que nao haja sequer um unico numero certo nos meus calculos nao-numericos.

Seu voto: Nenhum

Iara, muito obrigado pelos

Iara, muito obrigado pelos textos e pelo vídeo.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Obrigado pela divulgação

Sergio. Muito bom o seu artigo cara, bem completo. Já compartilhei.... Muito obrigado pela divulgação da situação, foi criticada de forma bem sensata e realista, você demostra + preocupação e interesse do que muita gente de SP, mesmo estando bem longe. 

Só tenho que agradecer... em breve estarei fazendo + videos. E reitero, pode usar qquer imagem, não precisa nem pedir. Falou abraço

-----------------------------

A culpa não é exclusivamente de políticos, isso é verdade. Mas eles estão omitindo a realidade, quase não c fala mais nisso. E o + grave é Q não tomaram medidas de gestão eficazes, administrativas... nada! Poderiam impor(racionamento controlado, multas por desperdício, regras, educação, informação) por estar em vespera de eleições e não se comprometerem com seus respectivos eleitorados.

Isso diminuiria as consequencias para quem depende da agua, que vem enfrentando racionamentos cruéis, de + de 24hrs, sem a certeza de que horas ou quando a agua vai estar disponível novamente. Gera risco para negócios e saúde pública.

Para mim não vai faltar agua, mas isso não é desculpa, motivo, para eu ser um analfabeto-político omisso... que tem opinião formada e distraída por essa mídia, que em geral é controlada, vergonhosamente, por partidários.

Ainda bem que existe exceções.... 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ivan de Union
Ivan de Union

(Parabens pelo seu trabalho,

(Parabens pelo seu trabalho, Du Dias!  Impressivo mesmo!)

Seu voto: Nenhum

Cara, eu é que agradeço pelo

Cara, eu é que agradeço pelo trabalho fantástico que vocês têm feito. É preciso fazer com que essas imagens cheguem a cada vez mais pessoas, para que a sociedade tome consciência, de verdade, sobre o que está acontecendo. Tenho insistido aqui, nos meus artigos, em dois pontos fundamentais: 1) ainda que esteja ocorrendo uma seca, a causa fundamental da crise é a falta de planejamento do governo do Estado de São Paulo; 2) em razão disso, a incrível falta de transparência do governo, o desinteresse partidário da grande imprensa e o subsequente risco concreto de desabastecimento pleno significam um imenso ataque à cidadania, com consequências incalculáveis. Você tem toda a razão.

Seja sempre bem vindo por aqui. O bacana da evolução da internet é isso: vai surgindo uma imprensa alternativa, os blogs que expressam a visão de cada um, a possibilidade de produzir conteúdo próprio (como vc tem feito). Aos poucos, quem sabe, a gente vai conseguindo contornar as imposições dos meios de comunicação tradicionais e das estruturas de poder que persistem Brasil afora. Aqui (na página do Nassif, na página do Jornal GGN), na minha opinião, é um espaço bem legal para se produzir o dissenso. Fique à vontade para fazê-lo. Um abraço

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Impressionante

Muito esclarecedora e, ao mesmo tempo, estarrecedora a filmagem do rapaz.

Sergio, a proposito  do reservatório Jacarei/Jaguari, algo que me intriga é o fato da interligação deles ser feita por um canal cuja a cota de fundo é 817,50. Se a cota do Jaguari/Jacareí está em 816,96 (segundo a ANA), os reservatórios não estão mais interligados!! Ou seja, a reservação do Jaguari não está mais contribuindo para a vazão do túnel 7, apenas o pouco de água que, provavelmente, possa extravasar acima dessa cota de 817,50. Isso deve explicar a baixa vazão do jacarei para o reservatório cachoeira no último mes. E nada sobre isso é apresentado pela imprensa.

Creio que o volume morto II seja, justamente, o restante da água do Jaguari (cuja cota de nivel deve estar mais alta que a do jacarei) que será bombeado para o jacarei, e daí utilizando-se os canais que já foram feitos (que interligam as poças d'água) para uso do volume morto I.

O impressionante é que a imprensa é totalmente omissa na divulgação dessa situação tão dramática para o paulistano. E a Sabesp completamente "opaca" nas suas informações. 

Se tiver 2º turno em SP, ele será sem água!! Os 8,6% de água que consta no site da sabesp hoje é ilusório. Creio que essa água não é operacionalmente "captável" abaixo da marca de 4% ou 3%, fato que já ocorre com o Jacareí/Jaguari há mais de 1 mes. O volume morto II terá que ser captado mais cedo do que se imagina. E depois dele, só São Pedro para ajudar. 

Seu voto: Nenhum

Oi, Bill! Essa é uma ótima

Oi, Bill! Essa é uma ótima pergunta. Estou buscando esclarecê-la, mas eu acho, a princípio, que estão bombeando artificialmente para que a água supere a cota do túnel, porque ele realmente virou um cânion. Sobre a vazão, contudo, acho que estão buscando segurá-la ao máximo para preservar o pouco que restou do reservatório. Se vc observar os dados da transparência da SABESP, vai notar que eles sempre equivalem a transferência do T7 com a soma da vazão de entrada com a vazão a jusante para o PCJ. Nos dias em que a vazão de entrada é um pouco melhor (5-7 m³/s), eles transferem mais do que nos outros dias, mas deixam um pequeno superávit. Estão fazendo isso desde 15 de Agosto, dia em que o volume morto do Atibainha começou a ser sugado. Em todo esse período, a cota do Jaguari evoluiu cerca de 16 cm (1,6 bilhão de litros, em uma conta grosseira).

Eu aposto (e concordo) contigo que ali não tem 106 bilhões de litros. Os vídeos esclarecem isso bastante, a meu ver. E não sei nem se eles estão avançando com as obras para essa captação do volume morto II, graças à nossa competentíssima imprensa.

Sinceramente, a SABESP já me parece um pouco desesperada. Estão colocando, nesses últimos dias, a Paiva Castro em seu nível mais baixo em 10 anos (está neste momento na cota 744,54 m), para pouparem as perdas do Atibainha. Mas aquele reservatório é muito pequeno, e já está com menos de 3 bilhões de litros. É só um caminho de passagem para as águas, então essa medida é bastante paliativa. Lamentavelmente, o Atibainha durará mais 15 dias, e então saberemos, para o bem e para o mal, da verdade sobre o Jaguari.

Seu voto: Nenhum
imagem de Noe
Noe

Noé para presidente da Sabesp

Noé para presidente da Sabesp!!!

Seu voto: Nenhum (4 votos)

kkkkkkkkkkkkkkk gostei! Noé


kkkkkkkkkkkkkkk gostei! Noé para governador de São Paulo!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Andr_e
Andr_e

E dá-lhe Alckmin!!  No

E dá-lhe Alckmin!!  No Primeiro turno!!!! \o/

Seu voto: Nenhum (3 votos)

imprensa

Excessão da tvs Gazeta e Cultura em SP ,TODAS as emissoras utilizam-se de imagens aereas na suas matérias sobre a cidade ,sempre estranhei que ao abordar o assunto estiagem ,jamais se utilizaram de imagens aereas ,esses videos mostram o porque .

O que me chamou a atenção é que pelas trilhas abertas mostradas no video e o avançao das obras a Sabesp vem trabalhando lá há muito tempo. AGORA porque a Guarapiranga não está seca também?

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de emerson57
emerson57

Eleições

A mídia PIG esconde o assunto para salvar a eleição do Alkimim.

É uma questão de sobrevivência para o PIG. Os governos do PSDB tem comprado sem concorrência   http://www.namarianews.blogspot.com.br/2011/09/alckmin-9-milhoes-pela-fi...    milhares de exemplares de Veja, Folha e Estadão. Sem isso e sem as páginas compradas pelos entes federais (Petrobras, Caixa, Banco do Brasil, Correios, etc.), o PIG teria fechado as portas. E povo estaria melhor informado.

Esses filmes são a bala de prata contra a tucanagem.

Quem quer outro governador para São Paulo deve encaminhar o link desse post para todos.

A alternativa é mais quatro anos sob uma dieta de chuchu. 

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de RONALD
RONALD

A SE FOSSE DO PT

Imaginem se isso estivesse ocorrendo num governo do PT?

Até no g roubo reporter ia ter um programa inteiro falando das irresponsabilidades de quem deveria estar cuidando do nosso planeta.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de evandro condé de lima
evandro condé de lima

Já está na hora de se ver que

Já está na hora de se ver que a seca é nacional. Ou você pretende culpar a seca em tres marias e no velho chico a quem.

Seu voto: Nenhum
imagem de Rafa
Rafa

A seca pode ser um fenômeno

A seca pode ser um fenômeno nacional. Mas no nordeste por exemplo, apesar da estiagem, não está havendo racionamento, e a população conta com grandes obras como adutoras, barragens, até mesmo as sistemas implantadas pelo governo federal.

Esse fenômeno de oferecer lama p povo e chamar de água e fazer racionamento e negar na cara da população, tudo em conluio com a mídia que não informa nada a respeito, isso é particularidade de São Paulo. Fenômeno local!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Mas

Para a TV Cultura , a Folha e o governo Alckmin a falta de agua foi provocada pela falta de planejamento do PT ,eles dizem isso abertamente !

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Obrigado mais uma vez,

Obrigado mais uma vez, sergio. Se dependermos dessa imprensa só a desinformação ocorrerá.

 

Seu voto: Nenhum (7 votos)

PJ não VOTA!

O Jornalismo acabou e a eleição não tem fim!

imagem de José de França
José de França

Ou seja: um sujeito, uma

Ou seja: um sujeito, uma moto, uma câmera e uma ideia na cabeça faz mais que o grupo GAFE (Globo, Abril, Falha de SP, OESP).

Um único motociclista produziu um documentário que envolve Políticas Públicas, Educação Ambiental, Sustentabilidade, todas ´´coisinhas´´ sem importância social.

Seu voto: Nenhum (9 votos)

Mas tem coisa pior

Esse aí nem é o volume morto, ainda.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Tem o certo. Tem o errado. E tem todo o resto. (Cazuza)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.