Revista GGN

Assine

aécio

STF autoriza abertura de 83 inquéritos, sendo 5 contra Aécio

Foto: Agência Senado

Jornal GGN - O Estadão divulgou nesta terça-feira (11) que o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, autorizou, a pedido da Procuradoria Geral da República, a abertura de 83 inquéritos para investigar deputados, senadores, ministros, governadores e assessores parlamentares na Operação Lava Jato.

Segundo o jornal, Aécio Neves é um dos que acumulam mais inquéritos. O senador tucano é alvo de pelo menos cinco investigações, envolvendo propina por obras do setor hidrelétrico. Segundo informações de Veja, delatores da Odebrecht disseram que Aécio chegou a receber mesada de até R$ 2 milhões da empreiteira.

Leia mais »

Média: 4.3 (6 votos)

Xadrez da lista de Janot, o senhor do Tempo

Peça 1 – o vazamento da lista da Janot

A divulgação da lista de inquéritos autorizados pelo Ministro Luiz Fachin não significa que, enfim, a Lava Jato resolveu tratar as investigações com isonomia, que o pau que dá em Chico dá em Francisco.

O Procurador Geral da República (PGR) Rodrigo Janot continua dono absoluto do calendário. Através do controle do ritmo das investigações, ele decide monocraticamente quem vai e quem não vai ser condenado.

Durante três anos, toda a carga foi em cima do PT e, especialmente, de Lula. Em três anos de investigações, há cinco ações em andamento contra Lula, uma perseguição impiedosa que culminou com o vazamento, ontem, da suposta delação de Marcelo Odebrecht, sob as barbas do juiz Sérgio Moro e ele alegando a impossibilidade de identificar o vazador. Some-se a informação do procurador Deltan Dallagnol de que o único vazamento efetivo de informações foi para o blogueiro Eduardo Guimarães. O que significa que todas os demais vazamentos ocorreram sob controle estrito da Lava Jato.

Leia mais »

Média: 4.4 (50 votos)

Video mostra Moro incomodado com questões sobre Aécio, vazamentos e abusos

 
Jornal GGN - "Como a Lava Jato consegue descobrir o maior esquema de corrupção do Brasil, mas não consegue controlar os vazamentos?"
 
Não foi "um equívoco" quebrar o sigilo do blogueiro Eduardo Guimarães, com a desculpa de que ele não é jornalista?
 
O senhor não se arrepende de tirar foto sorrindo ao lado de Aécio Neves (PSDB), dando "munição" àqueles que alegam que a Lava Jato é parcial e usada como instrumento político? O senhor não vê conflito ético nesse episódio?
 
O que acha da proposta de Rodrigo Janot para criminalizar a famosa carteirada (uso de cargo público para obter vantagem pessoal) e abuso de imprensa (exploração de meios de comunicação, por autoridades que atuam em investigações e julgamentos, para divulgar casos e antecipar juízo de culpa sobre o acusado/investigado)?
Média: 4.7 (28 votos)

Alckmin está preocupado com possibilidade de PSDB apoiar "reeleição" de Temer

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - O governador Geraldo Alckmin, que sonha em ser candidato do PSDB a presidente da República em 2018, está preocupado com a possibilidade de ver o partido ser conduzido por Aécio Neves a apoiar a "reeleição" de Michel Temer. 
 
Segundo informações de Mônica Bergamo, nesta sexta (7), a equipe de Alckmin esboçou vários cenários para 2018 e, em um deles, Aécio, comprometido pela Lava Jato, aceita dar apoio a Temer, que seria o candidato do PMDB. Em troca, Aécio teria amplo espaço no governo e ainda poderia indicar o candidato a vice-presidente da chapa.
Média: 3.6 (5 votos)

Aécio pede a Fachin apuração de vazamento e acesso à delação da Odebrecht

Foto: Divulgação
 
Jornal GGN - O senador Aécio Neves (PSDB) se reuniu com o relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, ministro Edson Fachin, para solicitar acesso à delação da Odebrecht que supostamente trata de conta que o tucano mantém nos Estados Unidos, recheada com recursos desviados de obras públicas.
 
No último final de semana, a revista Veja publicou que o delator Benedicto Junior, ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, teria citado a conta de Aécio em Nova York, que seria administrada pela irmã do senador, Andreia Neves.
Média: 2 (9 votos)

"Sem coloração política", diz Gilmar sobre seminário com FHC, Aécio e Dória

Foto: Elza Fiúza/ Agência Brasil
 
Jornal GGN - O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, convidou para o seu seminário jurídico em Portugal, dos dias 18 a 20 de abril, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), o senador e ex-governador mineiro Antonio Anastasia (PSDB) e o senador Aécio Neves (PSDB). Aécio não poderá comparecer.
 
"É um evento plural, sem coloração política dos participantes brasileiros e portugueses", disse Gilmar.
 
O evento é organizado pelo Instituto Brasiliense de Direito Público (IDP), do ministro do STF Gilmar Mendes e será realizado em Portugal com o tema "Constituição e Governança". A abertura do seminário, que no último ano foi feita pelo atual mandatário Michel Temer, este ano ficará a cargo de FHC.
Média: 1.7 (6 votos)

"Quem abre a caixa de monstros é devorado primeiro", diz Dilma sobre Aécio e Andreia Neves

Foto: Ricardo Moraes/Reuters
 
Jornal GGN - A ex-presidente Dilma Rousseff avaliou, em entrevista à jornalista Mônica Bergamo, publicada nesta terça (4) pela Folha, que o senador Aécio Neves (PSDB) e sua irmã, Andreia, são vítimas de um "processo gravíssimo de radicalização" que eles também ajudaram a fomentar, só que contra o PT e seu governo, após a derrota na eleição de 2014.
Média: 4.5 (16 votos)

O que seria do processo de cassação de Dilma-Temer sem a Lava Jato?

 

Foto: EBC

Jornal GGN - O relatório do vice-procurador geral eleitoral, Nicolao Dino, sobre o montante que a chapa eleita em 2014 teria aplicado indevidamente na campanha para vencer Aécio Neves (PSDB), mostra que a ação de cassação no Tribunal Superior Eleitoral usou como base para quase tudo a delação da Odebrecht, a última conquista da Lava Jato, e processos nas mãos do juiz Sergio Moro.

Leia mais »

Média: 3.8 (5 votos)

Alas do PSDB já apontam Doria como único capaz de derrotar Lula em 2018

 
Jornal GGN - A capa da edição da Folha de S. Paulo desta quinta-feira (30) trata do candidato virtual do PSDB a presidência em 2018, Joao Doria Jr, prefeito de São Paulo. A informação principal dá conta de que até Aécio Neves concorda que Doria seria o plano B ideal. Mas algumas alas do tucanato já enxergam no homem do "não sou político, sou empresário" a única figura capaz de derrotar Lula numa disputa pelo Planalto em 2018.
 
O GGN já havia antecipado essa movimentação do PSDB, em 6 de março, quando tratou do assunto no artigo "Entra em campo o fator Joao Doria, por Luis Nassif". O fio condutor da postagem é a avaliação de que a Lava Jato transportará a tríade tucana Aécio, Geraldo Alckmin e José Serra para uma terra arrasada, a reboque das delações da Odebrecht.
Média: 3.1 (9 votos)

Gilmar abre sindicância para apurar vazamento de depoimentos sigilosos

Do Conjur

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, ministro Gilmar Mendes, criou uma comissão de sindicância para apurar denúncias de vazamento à imprensa de trechos de depoimentos sigilosos da ação de investigação da chapa Dilma-Temer. Gilmar nomeou uma juíza auxiliar da Presidência, o coordenador de infraestrutura de TI do tribunal e um representante da Corregedoria-Geral Eleitoral.

A intenção do ministro é saber como trechos de depoimentos prestados por executivos da Odebrecht ao TSE foram repassados a jornalistas. A comissão tem 60 dias para apresentar um resultado.

Leia mais »

Média: 3 (5 votos)

Ciro denuncia esquema de Temer no Porto de Santos

Ex-governador conta também que, desde governo Collor, já alertava para as manobras ilegais de Eduardo Cunha no Congresso

 
Jornal GGN - Nesta segunda parte da entrevista que Ciro Gomes (PDT-CE) concedeu para o GGN, no programa Na sala de visitas com Luis Nassif, o ex-governador conta que já alertava para as manobras ilegais de Eduardo Cunha no Congresso, desde o governo Collor, e chama de "quadrilha" o grupo político composto por Cunha, Eliseu Padilha e outros nomes próximos a Michel Temer e, ainda, anuncia o envolvimento de Temer no esquema de corrupção do Porto de Santos e os embates políticos que evitou maior desgaste do governo Lula no Mensalão. 
Média: 4.5 (19 votos)

Aécio aparece em 6 dos 83 pedidos de inquérito enviados por Janot ao STF

 
Jornal GGN - O jornal O Globo publicou nesta terça (21) que o Aécio Neves (PSDB) vai ser o tucano que mais precisará esclarecer os questionamentos da Lava Jato. Isso porque Aécio aparece como alvo central em pelo menos 6 dos 83 pedidos de inquérito que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao Supremo Tribunal Federal na semana passada.
 
Segundo o jornal, Aécio seria "um dos políticos mais citados nas delações em que 78 ex-executivos da Odebrecht relataram pagamentos legais e ilegais para deputados, senadores e ministros, entre outras autoridades, em troca de benefícios para a empreiteira". O tucano teria recebido doação via caixa 2 nas eleições de 2014, para bancar sua campanha presidencial e a de correligionários.
Média: 5 (5 votos)

Ao aumentar prazo do mensalão tucano, Gilmar ressalva que "não há elementos"

 
Jornal GGN - Após incontáveis encontros ao longo dos últimos meses com o senador Aécio Neves (PSDB-MG), a bancada governista e o próprio presidente Michel Temer, o ministro Gilmar Mendes não apenas não se apresentou impedido de julgar casos relacionados aos políticos no Supremo Tribunal Federal (STF), como também adotou medidas que colocam essas relações sob polêmica.
 
Agora, Gilmar autorizou a prorrogação por mais 60 dias dos prazos para a conclusão das investigações da Polícia Federal em inquéritos contra Aécio. O que foi analisado desta vez pelo ministro é o caso referente ao chamado mensalão tucano, no qual o senador é suspeito de maquiar dados da CPMI dos Correios, em 2006, para esconder irregularidades entre o Banco Rural e o esquema de corrupção.
 
Ainda, nas páginas que autorizou estender o prazo, Gilmar não fez uma única referência a Aécio, mas a Eduardo Paes, também investigado no mesmo inquérito. A relação de ambos é de que na época da Comissão Parlamentar, Aécio era governador de Minas Gerais e Paes era secretário-geral do PSDB.

Arquivo

Média: 3.9 (7 votos)

Janot consegue arquivar denúncia contra Aécio, por decurso de prazo

 
Jornal GGN - O ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal, acolheu um pedido de Rodrigo Janot e determinou o arquivamento de denúncia contra Aécio Neves, feita com base nas delações de Sergio Machado, sob a justificativa de que as penas prescreveram.
 
Fachin assinaliou que, "como os fatos ocorreram até 2000 e o prazo de prescrição seria 16 anos pela pena máxima do crime de corrupção passiva, o suposto crime não pode mais ser punido desde 2016", aponta o G1.
Média: 2 (12 votos)

Nassif: Lista de Janot não tem isenção só porque citou Aécio e Serra

janot_lista.jpg

Jornal GGN - Algumas pessoas podem considerar que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, chefe do Ministério Público Federal, finalmente alcançou a "era da isenção" com a inclusão de Aécio Neves, José Serra e Aloysio Nunes, entre outros nomes, nos pedidos de inquérito entregue ao Supremo Tribunal Federal nesta terça (14). Pura ilusão.

Há três etapas até esses políticos se transforarem em réus e, até lá, as chances de o MP fazer corpo mole ou sequer chegar a denunciar Aécio e companhia são grandes. É o que avalia Luis Nassif no hangout da lista de Janot.

Em posse dos pedidos de inquérito, o relator da Lava Jato no STF, ministro Edson Fachin deverá avaliar os requerimentos nos próximos dias. Se for aceita a instauração de inquérito, o MP precisará trabalhar até descobrir se há algo a ser denunciado ou não. Se houver, ainda será preciso, numa terceira fase, obter o aval do Supremo.

Leia mais »

Média: 4.7 (12 votos)