Coronavírus: a discriminação sofrida por brasileiros na Europa

Residentes são acusados de disseminar covid-19 no continente; descontrole da pandemia no país e variante do vírus geram comentários ofensivos

Governo Federal

Jornal GGN – O descontrole com a pandemia de covid-19 no Brasil e as variantes identificadas no país levaram os brasileiros residentes na Europa a serem alvo de discriminação e comentários ofensivos.

Na França, por exemplo, as redes sociais estão repletas de memes, publicações e vídeos ofensivos aos brasileiros – e as postagens são dirigidas principalmente às brasileiras, com associações a prostituição e promiscuidade. O sotaque e a aparência das mulheres também são alvo de ofensas.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, os brasileiros – que já eram mal vistos no geral – agora são tratados como ameaças internacionais, e alguns que tentaram rebater os ataques queixam-se de perseguição nas redes sociais. Relatos de discriminação também são vistos na Irlanda e em Portugal.

A associação das variantes do vírus com o local onde são identificadas inicialmente tem sido criticada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que vê aumentar o risco de estigma em relação aos locais ligados às cepas do Sars-CoV-2.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora